No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 17 de dezembro de 2017

Reforços? Saídas? Veja o status do elenco do Santos para 2018


Quem fica? Quem sai? Quais as posições carentes? O GloboEsporte.com responde

José Carlos Peres começou o planejamento do Santos para 2018 na última terça-feira, após reunião com o atual mandatário, Modesto Roma, que passou o bastão ao futuro gestor. No elenco do Peixe, o presidente eleito tem algumas questões a decidir nesta janela de transferências.

Nomes como Victor Ferraz, Copete e Ricardo Oliveira, por exemplo, não estão garantidos. Todos foram titulares em boa parte da temporada. O único reforço confirmado é o do lateral-esquerdo Romário, ex-Ceará, que já estava acertado com Modesto Roma.

Por isso, o GloboEsporte.com reuniu a situação dos jogadores do Santos (incluindo Zeca e Lucas Lima, que são saídas certas). Quem permanece? Quem pode ser negociado?



Elenco do Santos pode passar por grandes mudanças para 2018 (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Veja uma análise sobre o elenco do Santos para 2018:

Garantidos

Entre os titulares, nomes como Vanderlei, David Braz e Bruno Henrique têm contratos longos. O experiente Renato também fica e quer se aposentar no Santos – tem 38 anos e contrato até o fim de 2018. Voltando de lesão, o meia Vitor Bueno será opção.


Há também peças de apoio ao time principal que tiveram bons momentos como titulares. São os casos de Alison, Matheus Jesus e Daniel Guedes. Os dois primeiros, inclusive, renovaram seus contratos recentemente.

Goleiros: Vanderlei e Vladimir
Lateral: Daniel Guedes
Zagueiros: David Braz, Luiz Felipe e Gustavo Henrique
Volantes: Alison, Renato, Matheus Jesus e Léo Cittadini
Meia: Vitor Bueno
Atacantes: Bruno Henrique, Arthur Gomes, Rodrygo e Yuri Alberto



Bruno Henrique tem contrato com o Santos até 2021 (Foto: Ivan Storti/Divulgação SFC)

Podem sair

São muitas indefinições. Victor Ferraz foi sondado pelo São Paulo e, com Peres no comando, uma negociação não é descartada. Ricardo Oliveiratem uma proposta de renovação em mãos, mas também não sabe se fica. Lucas Veríssimo e Jean Mota chamam a atenção de clubes europeus.

Os gringos Vecchio e Copete são dúvidas. O primeiro não deve ter resistência da diretoria se receber proposta. O segundo, por sua vez, tem contrato até 2021, mas já foi procurado por Atlético-MG, Flamengo e São Paulo, de acordo com seu empresário.

Laterais: Victor Ferraz, Caju e Matheus Ribeiro
Zagueiros: Lucas Veríssimo e Fabián Noguera
Volantes: Leandro Donizete e Yuri
Meias: Jean Mota, Vecchio, Vladimir Hernández e Serginho
Atacantes: Ricardo Oliveira e Copete


Peres estuda oferecer dois anos de contrato para Ricardo Oliveira renovar (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Não vão ficar

O lateral-esquerdo Zeca puxa a fila, já que entrou na Justiça contra o Santos e conseguiu a rescisão de seu contrato. A briga continua nos tribunais e não tem data para acabar. Em entrevista à ESPN, Peres disse que torce pelo retorno do lateral ao Peixe, o que é improvável.

Lucas Lima já saiu para o rival Palmeiras, enquanto Kayke, que teve seus bons momentos em 2017, não teve opção de compra exercida pelo Santos. Ele volta ao Yokohama Marinos, do Japão.

Lateral: Zeca
Meia: Lucas Lima
Atacantes: Kayke, Lucas Crispim e Thiago Ribeiro

Necessidades
Com o litígio de Zeca, a chegada de mais um lateral-esquerdo se mostra necessária, mesmo com a contratação de Romário. Jean Mota tem atuado improvisado na função.

O meio-campo, por sua vez, é o setor mais carente do Santos. Vecchio, Jean Mota, Serginho, Vladimir Hernández e Vitor Bueno (a partir de 2018) podem ser testados, mas nenhum possui a qualidade de Lucas Lima.

No ataque, mais problemas. Pelos lados, é preciso um parceiro para Ricardo Oliveira e Bruno Henrique. Na área, com a saída de Kayke, o Santos precisa de alguém para ser opção a Ricardo. A única peça no banco é Yuri Alberto, de 16 anos. 
Globoesporte

Com Jair Ventura no projeto, Santos inicia semana de definição para 2018

Técnico foi procurado e deve assumir o Peixe; diretor Gustavo Vieira, mesmo sem anúncio, já inicia trabalhos na Vila Belmiro; Peres marca reunião com empresário de Oliveira


Perto de acertar com Jair Ventura para o comando do Santos em 2018, o presidente José Carlos Peres iniciará uma semana de definições para a próxima temporada. Além do técnico, será apresentado o diretor executivo Gustavo Vieira e encaminhadas respostas para a renovação do capitão do time, Ricardo Oliveira.

Ainda em período de conversas com o treinador do Botafogo, mas próximo de uma transferência alvinegra, Peres já havia deixado claro o seu desejo por Jair como treinador do Peixe. Porém, por ter vínculo com o clube do Rio de Janeiro até dezembro de 2018, caso o acerto aconteça, o presidente terá que pagar a multa rescisória de R$ 840 mil.

No topo da lista de desejos do mandatário, Jair foi procurado como plano A da diretoria. Em meio a elogios em suas últimas entrevistas, Peres afirmou não achar o valor da quebra de contrato desmedido.

Apesar de ainda não ter sido anunciado, o diretor executivo Gustavo Vieira está apalavrado com o recém-eleito e já iniciou os trabalhos pelo clube. O dirigente aprova a contratação de Jair e já adianta outros assuntos com o cartola.

Outra situação pendente é a de Ricardo Oliveira. O atacante ainda não respondeu a proposta de renovação, feita em maio. Peres marcou uma reunião com o empresário do atleta, Augusto Castro, para os próximos dias e definirá o futuro do camisa 9. LAnce

Santos quer Corinthians no Pacaembu; Vila ficaria sem clássico

O Santos não deve receber o Corinthians na Vila Belmiro na primeira fase do Campeonato Paulista de 2018. O presidente recém-eleito José Carlos Peres já solicitou à Federação Paulista de Futebol que transfira o clássico para o estádio do Pacaembu. Apesar da mudança ainda não ter sido oficializada, Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF, garantiu a Peres que o desejo será atendido.

Santos e Corinthians se enfrentarão dia 4 de março, em duelo válido pela décima rodada do Estadual. E se o duelo alvinegro realmente acontecer no Pacaembu, o Peixe não disputará nenhum clássico na Baixada Santista antes da fase de mata-mata, já que o time será visitante nos confrontos com São Paulo e Palmeiras.


Durante campanha eleitoral, José Carlos Peres avisou que dividiria os mandos do Santos com a Capital (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

A atitude da nova diretoria santista só alimenta a velha – e eterna – polêmica sobre onde a equipe praiana deve mandar seus jogos. Enquanto muitos defendem a tradição da Vila Belmiro, palco que fica na cidade sede do clube, outros tantos reforçam que o Santos deve jogar mais na capital, onde costuma ter um número de torcedores muito mais relevante nas arquibancadas.

O fato é que já durante sua campanha eleitoral, José Carlos Peres prometeu que, sob seu comando, o Peixe teria seus mandos divididos igualitariamente entre São Paulo e Vila Belmiro durante a temporada. Resta saber como o torcedor reagirá com a alteração feita justamente para o embate com seu maior rival. Gazeta Esportiva

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Santos quer esclarecer pontos do contrato e adia anúncio de diretor

Gustavo de Oliveira deve ser o escolhido para a direção executiva no mandato de José Carlos Peres. No entanto, devido à transição de gestão, clube prefere ter cautela


Apesar de adiarem o anúncio, Gustavo está acertado com o Peixe(Foto: Angelo Martins)

Não será nesta sexta-feira que o Santos anunciará o diretor executivo na gestão de José Carlos Peres. Gustavo Vieira, filho do ex-jogador Sócrates, foi o escolhido para ocupar o cargo e dar início ao planejamento da temporada 2018. O adiamento do anúncio não significa que o acerto possa "melar", mas por uma cautela do clube em relação às minúcias do contrato.

Devido à transição da gestão de Modesto Roma Junior para a de José Carlos Peres, que assume o cargo em 2 de janeiro, cada passo dado tem sido estudado detalhadamente de acordo para que o estatuto do clube seja cumprido sem riscos.

Por se tratar de um novo cargo no clube e que demandará inúmeras responsabilidades, há a cautela de se analisar o que pode ou não ser colocado no contrato. Enquanto esses detalhes não forem esclarecidos, o anúncio será adiado.

Vale lembrar que o presidente recém-eleito pretende deixar Gustavo responsável pelo times profissional, base e feminino, além de contar com ele para as decisões contratuais. Lance

Que dia foi esse !? Apenas espetacular..#15AnosHepta

15 anos do Hepta e da entortada na espinha do Rogério, coitado nunca mais curou... Nesse dia não podia deixar de me arrepiar vendo essas imagens novamente! Acredito que todos Santistas lembram desse dia magico.


Vitor Bueno abdica das férias para voltar ao Santos no início do Paulistão

Vitor Bueno está próximo de voltar aos gramados. O jovem de 23 anos, que rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito em julho, abdicou das férias para acelerar a recuperação e ficar 100% já para as primeiras rodadas do Campeonato Paulista.

No CT Rei Pelé, o camisa 7 já começou a fazer treinos leves com a bola nos pés. Mesmo sem querer queimar etapas, o jovem projeta estar à disposição entre janeiro e fevereiro.

]

Vitor Bueno espera voltar aos gramados entre janeiro e fevereiro (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Bueno sofreu a lesão no joelho durante o empate por 1 a 1 contra o Atlético-GO, no dia 1º de julho, no estádio Olímpico, em Goiânia, pelo Brasileirão.

Santos prepara cartilha de disciplina ao elenco; veja o que o presidente quer


José Carlos Peres quer jogadores mais identificados com o clube

No decorrer da temporada 2017, alguns jogadores do Santos entraram em rota de colisão com a torcida, como Zeca e Lucas Lima. Outros, como o capitão Ricardo Oliveira, fizeram críticas públicas à diretoria, a exemplo da reclamação pela logística da viagem ao Equador na Libertadores.

Preocupado com os últimos acontecimentos, o presidente eleito José Carlos Peres prepara uma "cartilha de disciplina" ao elenco. A diretoria busca melhorar o comportamento dos atletas e quer mais respeito à hierarquia do clube.

– É preciso ter comando, falar com os atletas, com uma cartilha de disciplina. É assim em clubes estrangeiros. Às vezes, não dá certo, principalmente com brasileiros que passam dos limites, mas é preciso saber a história e o peso da camisa. O que faltou ao clube e o que ainda falta é a participação do atleta. Ele tem de estar sabendo do projeto. O Santos será profissional – disse José Carlos Peres, em entrevista ao GloboEsporte.com.


José Carlos Peres quer instituir uma cartilha de disciplina no Santos (Foto: Pedro Azevedo/Santos FC)

O clima tenso com torcedores minou a história de alguns jogadores no Santos. Alvo durante boa parte do ano, Zeca buscou na Justiça o direito de deixar o clube e já teve até a rescisão publicada pela CBF. Também bastante questionado, Lucas Lima recusou a proposta de renovação e acertou com o rival Palmeiras.

– Jogador tem de ter sangue frio nas entrevistas, nas comemorações, mostrar que está próximo. Não é só jogar bem. Tem de ser participativo, educado, que saiba dar entrevista, com comemoração com o torcedor e não gesto obsceno. O governo vai ter gestão, hierarquia. Eles precisam saber disso. Se não respeitarem, é melhor ter um jogador com um pouco menos de técnica do que quem ache que é ídolo e não renda. Vamos cortar – completou.

José Carlos Peres pretende conversar com todo o elenco na reapresentação para a pré-temporada após as férias, no dia 3 de janeiro. O presidente eleito quer dizer as novas regras e o que espera ter dos atletas. Em contrapartida, vai ouvir os jogadores para saber o que deixou de ser feito na gestão de Modesto Roma. Globoesporte

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Novo presidente do Santos aposta em relação próxima para trazer Gabigol

Presidente eleito do Santos, o economista José Carlos Peres quer o retorno de Gabigol à Vila Belmiro. E para trazer o jovem jogador de volta ao futebol brasileiro, o novo mandatário do Peixe aposta na relação muito próxima que tem com o atleta:

– Eu o trouxe com 10 anos ao Santos. Eu tinha uma casa no Pacaembu. Ele esteve na minha casa, estava indo para o São Paulo e eu tinha uma relação boa com o Marco Aurélio Cunha. Após conversa eu perguntei se ele queria jogar no Santos. Ele era pequenininho. Ele me disse: 'Eu sou santista'. Eu achei que era aquele papo... Mas o pai mostrou umas fotos dele com a camisa do Santos – disse Peres, em entrevista ao ​UOL.


– Claro (relação ajuda na contratação). Existe uma boa relação. A questão do salário é que precisamos ver. O Modesto (Roma, ex-presidente) não foi a fundo, estava crua a negociação. Precisamos saber os valores. Sem dúvida, a relação pode ajudar, mas vamos ver depois de acertar com o diretor de futebol – completou o presidente.

Além do Santos, o São Paulo também estaria interessado em repatriar Gabigol. O atacante está atualmente no Benfica, emprestado pelaInternazionale de Milão.

Dirigentes do Fenerbahçe devem vir ao Brasil tentar contratar de meia de gigante paulista

Segundo jornal da Turquia, meia do Santos despertou interesse do clube local que já pretende contratá-lo em janeiro


Titular do Santos na maior parte do Campeonato Brasileiro, o meia Jean Mota, acabou despertando o interesse do futebol turco. De acordo com a publicação do jornal Foto Maç, da Turquia, o Fenerbahçe pretende contar com o jogador já em janeiro, quando abre a janela de transferências na Europa.

O time de Istambul planeja a contratação de um meia canhoto para a segunda metade da temporada. Dado como “meio-campista mais significativo do Santos na Liga Brasileira”, Mota não somente tem o pé esquerdo como dominante, como também possui grande facilidade em jogar pelas beiradas. Tanto é que chegou a ser improvisado na lateral esquerda por diversas vezes ao longo de 2017.

Caso o interesse se confirme e as negociações se iniciem, o jogador de 24 anos de idade, revelado pela Portuguesa, com passagem pelo Fortaleza, poderá se tornar companheiro do volante Souza, do meia Giuliano e do atacante Fernandão no Fenerbahçe. Outro que veste o uniforme azul e amarelo é o holandês Robin Van Persie, ex-Arsenal e Manchester United.

Jean Mota esteve em campo em 30 ocasiões no Brasileirão, das quais 25 começou jogando. O meia foi autor de um gol e deu três assistências pelo peixe na competição, recebendo cinco cartões amarelos e nenhum vermelho. FoxSports

Mesmo sem diretor, Santos encaminha renovação com Ricardo Oliveira: 'Prioridade'

Ricardo Oliveira deve permanecer no Santos em 2018. Mesmo ainda sem definir quem será o novo diretor executivo de futebol, o presidente José Carlos Peres já entrou em contato com o empresário do camisa 9, Augusto Castro, e deixou a renovação contratual encaminhada.

“Nós já trocamos mensagens, ele pediu para esperarmos a definição do diretor executivo e do treinador, mas garantiu que a renovação do Ricardo Oliveira é uma das suas prioridades. Ele (Peres) entende que o Ricardo é um ídolo do clube e reconhece tudo o que já fez pelo Santos”, afirmou o representante de Oliveira ao site "Diário do Peixe".

As tratativas para a extensão do vínculo já haviam sido iniciadas pelo atual mandatário Modesto Roma Júnior, mas ficaram ‘travadas’ por causa da eleição presidencial, que aconteceu no último sábado.

Modesto fez a proposta de renovação em maio. O camisa 9 queria um aumento salarial e mais dois anos de vínculo. A diretoria do "Peixe", porém, ofereceu o mesmo salário atual e um ano de contrato com opção de renovação automática.

“O Santos contratou recentemente jogadores com idade alta e deu no mínimo dois anos de contrato. Mas entregaram uma proposta dizendo que era o valor que o clube podia pagar e nem abriram conversa. A postura do Peres é mais pró-ativa, isso é um fato”, afirmou o empresário. ESPN

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Santos pode negociar com atacante com o Atlético-MG

O atacante Jonathan Copete pode trocar de alvinegro em 2018. O colombiano do Santos está na mira do Atlético-MG e os dois clubes veem a possibilidade de negócio com bons olhos. As informações são do ​UOL. 

O problema está na indefinição quanto ao comando do Peixe. E enquanto não define quem será o treinador, a diretoria santista não quer abrir mão de nenhum atleta. Com isso, a tendência é que qualquer evolução nas tratativas só aconteça após o apontamento do novo técnico:



Na quarta vai ter definição do diretor executivo. Vamos correr contra o tempo. Estamos definindo o nome. Isso não significa o técnico amanhã, até porque o diretor vai participar dessa decisão. Tem que ser presidente, mas também uma decisão técnica, responsável. Precisamos de alguém que faça um bom trabalho no Paulista, Copa do Brasil e, principalmente, Libertadores – explicou José Carlos Peres, presidente eleito do Peixe. 

Santos e Nilmar rescindem contrato e atacante deve se aposentar


O contrato de Nilmar com o Santos foi rescindido no fim da tarde dessa quarta-feira. A confirmação saiu no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O atacante chegou ao Peixe em 10 de julho desse ano e seu vínculo tinha vencimento apenas em dezembro de 2018, com um salário de R$ 200 mil mensais. No entanto, o acordo chegou a ficar suspenso a partir de setembro, até ser definitivamente desfeito nessa quarta.


Nilmar tinha contrato até o fim de 2018, mas tem sofrido de depressão (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Em contato com a Gazeta Esportiva, o clube confirmou o adeus de Nilmar. A reportagem também apurou que o próprio Nilmar foi quem solicitou sua ‘demissão’ com o intuito de largar o futebol. Como o Santos acatou o desejo do atleta, a tendência é que o jogador anuncie sua aposentadoria em breve.

Com a camisa do Alvinegro Praiano, Nilmar disputou apenas 39 minutos ao todo. O atleta de 33 anos entrou em campo somente em dois jogos, contra Coritiba e Cruzeiro – ambos realizados em agosto e que acabaram empatados, sem gols de Nilmar.

Antes de chegar ao Santos, Nilmar estava parado há meses. Sua última partida havia sido em maio de 2016, pelo Al Nasr, seu ex-clube. E um dos principais motivos para a carreira do atacante não engrenar como em seus tempos áureos é a depressão. A doença, inclusive, fez com que Nilmar fosse cortado do clássico contra o Corinthians em cima da hora. Pouco depois, a notícia da suspensão de seu contrato foi confirmada pelo clube.

Agora, o futuro de Nilmar é uma verdadeira incógnita. Depois de brilhar com camisas de Corinthians, Internacional, Lyon-FRA e até da Seleção Brasileira, o jogador corre o risco de ter a carreira interrompida definitivamente de forma inesperada.