No peito e na alma !

No peito e na alma !

sábado, 18 de novembro de 2017

Santos tenta reação contra reservas do Grêmio, mas retrospecto preocupa

Time alvinegro tropeçou nas últimas três vezes que jogou contra adversários com formação 'alternativa' No domingo, Peixe não terá Caju, David Braz e Lucas Lima


Após três derrotas seguidas no Brasileirão, só a vitória interessa ao Santos no domingo, às 19h, na Vila Belmiro, diante do Grêmio que terá reservas em campo. Enquanto o técnico Renato Gaúcho, que também não vai à Baixada santista, pensa na decisão da Libertadores, na próxima semana, o Peixe tem duas preocupações: a ausência de três titulares e um retrospecto nada animador.

Na derrota para o Bahia, o técnico Elano perdeu David Braz por lesão e Lucas Lima por suspensão pelo terceiro cartão amarelo. No jogo anterior, Caju havia sido cortado por lesão muscular.

E para os que acreditam que superar o time reserva do Grêmio será tarefa fácil, vale lembrar como foram os últimos jogos do Alvinegro contra times mistos, reservas ou bastante desfalcados.

Na 34ª rodada, o Vasco virou o jogo com um time que tinha quatro desfalques. Inclusive, o primeiro gol do Cruzmaltino saiu dos pés do garoto Vander, que veio do banco de reservas.

Antes disso, na mesma Vila Belmiro, pela décima rodada do Brasileiro, o Sport repleto de desfalques venceu por 1 a 0. Em falha do zagueiro Noguera, Oswaldo, que também figurava os reservas do Leão comandado por Luxemburgo, aproveitou a falha e fez o gol da vitória.

O resultado mais marcante diante de uma equipe reserva aconteceu na temporada passada, quando o Santos foi eliminado das quartas de final da Copa do Brasil pelo Internacional. Na época, o Colorado brigava para não cair. Aylon e Sasha fizeram os gols para os gaúchos. 

No domingo, o Grêmio comandado pelo auxiliar Alexandre Mendes deverá ter Paulo Victor; Léo Moura, Thyere, Bressan e Leonardo; Michel, Cristian, Kaio, Cícero e Everton; Jael.

O Peixe não perdia três vezes seguidas desde julho de 2015. Depois das derrotas para Internacional, Fluminense, Grêmio e Goiás, a diretoria decidiu trocar o comando e fez com que Marcelo Fernandes voltasse a ser auxiliar e contratou Dorival Júnior.

Após a saída de Levir Culpi, o Santos terminará o ano com Elano no comando e só pensa em outro treinador para 2018. Porém, não fará contratações até o dia 9 de dezembro, quando acontece a eleição presidencial do clube.

A gestão comandada por Modesto Roma Júnior, que concorre à reeleição, avalia nomes como os de Fabiano Soares, que atualmente está no Atlético-PR. Os outros três candidatos ainda não manifestaram desejos para o cargo.

Sem Braz e Lucas Lima, Santos leva 23 atletas para duelo com o Grêmio

O Santos divulgou neste sábado a lista de relacionados para o confronto contra o Grêmio. Ao todo, o técnico Elano levará 23 jogadores para o embate, que acontece neste domingo, às 19h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O comandante santista não contará com David Braz, Caju e Lucas Lima. O zagueiro sentiu uma entorse no joelho direito na derrota para o Bahia, na última quinta, em Salvador. Apesar disso, ele não teve nenhum ligamento comprometido e tem chances de voltar contra o Flamengo ou Avaí. Já o lateral-esquerdo segue fora por causa de dores musculares na perna esquerda.

O camisa 10, por sua vez, levou o terceiro cartão amarelo diante do Tricolor Baiano e cumpre suspensão automática neste domingo.


David Braz irá desfalcar o Santos contra o Grêmio, neste domingo,
na Vila (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Com isso, o técnico Elano deve manter Jean Mota na lateral esquerda, escalando Vecchio na função de armador da equipe. Na zaga Luiz Felipe entra no posto deixado por David Braz.

O provável Santos contra o Grêmio será formado por: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Jean Mota; Alison, Renato e Vecchio; Bruno Henrique, Arthur Gomes e Ricardo Oliveira.

Confira os relacionados do Santos:

Goleiros: Vanderlei e Vladimir
Laterais: Daniel Guedes, Victor Ferraz e Orinho
Zagueiros: Fabián Noguera, Lucas Veríssimo e Luiz Felipe
Volantes: Alison, Matheus Jesus, Renato e Yuri
Meias: Jean Mota, Serginho e Vecchio
Atacantes: Arthur Gomes, Bruno Henrique, Copete, Kayke, Ricardo Oliveira, Rodrygo, Vladimir Hernández e Yuri Alberto

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Por segurança, Santos antecipa volta da Bahia e cancela treino de sexta

Clube temeu outro encontro com a torcida e retornou a Santos logo após a derrota para o Bahia, em Salvador, na madrugada de sexta-feira


Jogadores retornaram antes do previsto para evitar cobranças da torcida (Foto: Russel Dias)

O Santos mudou sua programação após perder para o Bahia e sofrer a terceira derrota consecutiva no Brasileirão. Temendo encontrar torcedores no aeroporto ou mesmo no CT, a supervisão do Peixe mudou horário de voo de volta de Salvador e a delegação retornou na madrugada de sexta-feira.

O treino marcado para a tarde desta sexta-feira foi cancelado e a reapresentação acontecerá no sábado pela manhã, véspera do jogo contra o Grêmio, que será na Vila Belmiro.

O técnico Elano prometeu uma reunião com o elenco no CT Rei Pelé, mas já teve uma longa conversa no vestiário da Fonte Nova.

Após o empate com o Sport, em Recife, na 29ª rodada, os jogadores foram recebidos com protestos no aeroporto de Congonhas. Foi desse episódio que o lateral-esquerdo Zeca se queixou quando acionou o clube na Justiça.

O Santos é o 4º colocado do Brasileirão com 56 pontos, quatro a menos que o Palmeiras. Lancenet

Caio Ribeiro crava: Lucas Lima está fechado com o Palmeiras


Comentarista da TV Globo diz que meia do Santos já tem tudo apalavrado com o Verdão e só "uma proposta gigantesca da Europa" poderia atrapalhar o acordo


Lucas Lima deixará o Santos em dezembro e só não jogará no Palmeiras em 2018 caso surja "uma proposta gigantesca da Europa". Quem afirma é Caio Ribeiro, comentarista da TV Globo.

Durante a edição paulista do Globo Esporte, nesta sexta-feira, Caio cravou o acerto de Lucas Lima com o Palmeiras. Está tudo apalavrado, segundo o comentarista.

– O Palmeiras já fechou com o Diogo Barbosa, já está fechado com o Lucas Lima e vai atrás de um goleiro (...) Já está apalavrado. Se não aparecer uma proposta gigantesca, milionária da Europa, ele vai vestir a camisa do Palmeiras no ano que vem – afirmou Caio Ribeiro.



Caio Ribeiro afirma que Lucas Lima vai para o Palmeiras caso não acerta com time da Europa

Falando especificamente sobre este fim de contrato do meio-campista com o Santos, Caio disse:

– O Lucas Lima é um grande meia, o Santos é bem melhor com ele. Mas a gente parou de analisar o Santos para analisar o Lucas Lima. É um ano de eleição, tive o prazer de jogar lá, sei o quanto é complicado, a pressão que vem dos bastidores interfere na tomada de decisões. O Zeca pediu para sair depois de problemas com a torcida. Era um time que tinha DNA ofensivo, depois passou a jogar no contra-ataque com o Levir. Caiu o rendimento da equipe.

– O Lucas deveria se preservar e o Santos também. Está suspenso do próximo jogo? Já tira. Faltam três rodadas. Ele não precisa passar por toda essa série de críticas e o Santos dá uma amenizada no ambiente – completou Caio Ribeiro.

Lucas Lima foi contratado pelo Santos em 2014 após se destacar no Sport no ano anterior. A chegada do jogador, na época vinculado ao Internacional, foi financiada pelo fundo Doyen – negócio de R$ 5 milhões que, mais tarde, se transformou em briga na Vila Belmiro. Pelo clube, tem 203 jogos e 19 gols. Nesta temporada, marcou três vezes e deu 19 assistências.

No meio deste ano o Santos entregou ao meia uma proposta de renovação, que ainda não respondeu. O clube da Vila Belmiro diz que não foi procurado pelo rival para tratar do jogador.

Quem gerencia a carreira de Lucas Lima, atualmente, é o pai de Neymar, que virá ao Brasil ainda este mês para selar o futuro do jogador.

No Palmeiras, Lucas Lima sabe que poderá assinar um contrato de cinco anos. Ele também tem conhecimento dos valores que receberá, entre luvas, salários, auxílio moradia e ganho por produtividade (acréscimos nos vencimentos por partida realizada). Globoesporte

Santos repete feito que derrubou interino em 2015 e lida com crise

Última trinca de derrotas seguidas aconteceu em entre junho e julho de 2015 e Marcelo Fernandes deu lugar a Dorival . Resultados vão de encontro a série de fatores extracampo


Foi após perder para Internacional, Fluminense, Grêmio e Goiás que Modesto Roma Júnior decidiu interromper o trabalho de Marcelo Fernandes, que foi de auxiliar a treinador, para contratar Dorival Júnior. Após a chegada dele, o Peixe arrancou no Brasileirão, deixou a zona de rebaixamento e chegou à final da Copa do Brasil daquele ano.

Na temporada atual, a sequência de maus resultados vai de encontro com fatores extracampo. Após a eliminação nas quartas de final da Libertadores, a equipe começou a oscilar. O então técnico Levir Culpi balançou no cargo e foi demitido por, além de não obter resultados satisfatórios, dava poucos treinos na visão da diretoria.

Em seguida, o lateral-esquerdo Zeca, revelado na base do clube, passou a ser um dos jogadores mais cobrados pela torcida e, após ser ameaçado no aeroporto, alegou falta de pagamentos de FGTS e de segurança e entrou na Justiça contra o clube.

Lucas Lima passou a ser o foco dos protestos posteriormente. No mesmo momento em que caiu de rendimento, o Palmeiras, um dos maiores rivais do Santos, se interessou em contratar o camisa 10, que tem contrato com o Peixe até o fim da temporada e não deve ficar no clube.

A situação com o meia se agravou assim que Elano substituiu Levir Culpi. O ídolo santista bate de frente com o armador da equipe e passou a cobrá-lo publicamente após a derrota para o Vasco.

Na véspera da derrota para o Bahia, o presidente Modesto Roma Júnior foi cobrado por torcedores em Salvador que exigiram a saída de Lucas Lima e disse que vai mantê-lo até o fim do ano.

Ainda fora das quatro linhas, os bastidores do clube ficaram ainda mais agitados no período eleitoral. Modesto Roma, que é candidato à reeleição, tem três adversários declarados e nenhum dos postulantes à presidência pode dar início ao planejamento para o próximo ano.

A única contratação feita para 2018 foi a do lateral-esquerdo Romário, do Ceará. Para comprar ou vender direitos a três meses antes da eleição, que acontece no dia 9 de dezembro, o Comitê de Gestão precisa pedir autorização ao Conselho Fiscal e Deliberativo. A transação de Romarinho não precisou seguir tais procedimentos pois não envolve transação de compra, pois foi feito um pré-contrato com o atleta que encerra seu vínculo com o atual clube em dezembro.

Em meio a indefinições, o Santos busca retomar o caminho das vitórias, mas cada vez mais acha dúvidas. Lance

Bruno Henrique evita criticar erros do Santos e diz: “Temos que trabalhar”

Bruno Henrique ficou fora contra a Chapecoense, na última segunda-feira, e o Santos fez uma partida horrível, perdendo por 2 a 0 na Arena Condá. Nesta quinta, o atacante retornou diante do Bahia e até ajudou, afinal, ele abriu o placar na Fonte Nova. Porém, o Peixe não segurou a vantagem e acabou levando a virada por 3 a 1, em confronto válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Na saída do gramado, o camisa 27 evitou fazer criticas ao futebol apresentado pela equipe comandada por Elano e deu a receita para voltar a vencer.

“A gente dominou o jogo e fez o gol. Fizemos bom primeiro tempo. Voltamos e levamos gol de contra-ataque. Isso desestruturou. Agora não é hora de falar de erro. Tem que trabalhar para chegar ao objetivo”, disse Bruno Henrique.


Santos não suportou a pressão e perdeu de virada para o Bahia, em Salvador (Foto: Divulgação/ Facebook EC Bahia)

Com o revés desta quinta, o terceiro seguido, o Peixe terminou a rodada na quarta colocação, com 56 pontos, e não garantiu a vaga direta na fase de grupos da Libertadores. Agora, os santistas voltam a campo no próximo domingo, às 19h (de Brasília), contra os reservas do Grêmio, na Vila Belmiro.

Suspensão, pouco futebol e grosseria: noite triste para Lucas Lima no Santos

Lucas Lima vai caminhando para ter um melancólico fim de passagem no Santos. Com contrato terminando no dia 31 de dezembro, o meia não deve aceitar a renovação com o Peixe e vem colecionando problemas nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro.

Nesta quinta-feira, o camisa 10 voltou a apresentar pouco futebol, viu o alvinegro perder de virada para o Bahia, na Fonte Nova, e ainda retrucou a repórter Fabíola Andrade, do SporTV, na saída do gramado.

“Você sabe que eu não vou falar. Então por que vem aqui?”, reclamou Lucas Lima após ser parado pela jornalista, que tentou uma declaração do jogador.

Para completar a noite tenebrosa, o meia ainda levou o terceiro cartão amarelo e irá desfalcar a equipe comandada por Elano no duelo contra o Grêmio, no próximo domingo, às 19h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela 36ª rodada do Brasileirão.


Meia não vive bom momento no Peixe (Fotos: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Foi a 12ª vez que Lucas Lima foi amarelado, sendo o líder do quesito nesta edição do torneio nacional.

Fora contra os gaúchos, o camisa 10 terá mais jogos (contra Flamengo e Avaí) para não deixar o Santos com sua imagem arranhada em 2018.

Com a permanência no Peixe praticamente descartada, o jogador vê o Palmeiras como um dos possíveis destinos. Porém, o meia só irá para o alviverde se não aparecerem ofertas de grandes clubes da Europa.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Bahia vence Santos de virada e entra de vez na briga pela Libertadores

A boa fase do Bahia não acaba! A equipe recebeu o Santos na Arena Fonte Nova nesta quinta-feira e venceu por 3 a 1, de virada, pelo fechamento da 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Bruno Henrique abriu o placar, enquanto que Mendoza, de pênalti, Alisson, contra, e Edigar Junio, em outra penalidade, definiram o triunfo dos mandantes.


Com o resultado, o Bahia chegou a seis partidas de invencibilidade na Série A (quatro triunfos e dois empates), vai a 49 pontos e toma o nono lugar do Atlético-MG. O clube se beneficiou das derrotas de Botafogo (51) e Flamengo (50), assim como do empate do Vasco (50), que são os três clubes à sua frente mais próximos na classificação.

Já a equipe da Baixada Santista, na quarta colocação, sofre o terceiro revés seguido, estaciona nos 56 pontos e vê Grêmio (61) e Palmeiras (60) abrirem vantagem na disputa pelo vice-campeonato, depois de terem vencido nesta jornada.

Os paulistas não tinham uma sequência tão longa de derrotas desde julho de 2015, quando foram superados por Fluminense, Grêmio e Goiás. Antes, ainda tinham sido derrotados pelo Internacional.

O torcedor visitante ainda teve de lamentar a lesão de David Braz. Depois de ter desfalcado o time contra a Chapecoense devido a um edema na coxa esquerda, o zagueiro sentiu e precisou sair de campo no fim do primeiro tempo, sendo substituído por Luiz Felipe.

Pelo lado tricolor, vale destacar também a manutenção da ótima série de Edigar Junio, que marcou pela sexta partida consecutiva. Neste período, ele balançou as redes oito vezes e chegou a 12 tentos no Nacional.

Pela próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Bahia irá à Ilha do Retiro encarar o Sport, às 17h (de Brasília) de domingo. No mesmo dia, o Santos receberá o Grêmio na Vila Belmiro, às 19h. ESPN

Sem título, Santos encara o Bahia para se consolidar no G4

A conquista do título já é passado para o Santos. Após duas derrotas seguidas, para Vasco e Chapecoense, respectivamente, o Peixe deu adeus ao sonho de levantar a taça do Campeonato Brasileiro. Agora, restando apenas quatro rodadas para o término da competição nacional, a equipe de Vila Belmiro pretende se garantir de vez na zona de classificação para a Libertadores. E o primeiro compromisso acontece já nesta quinta-feira, às 21h (de Brasília), contra o Bahia, na Arena Fonte Nova.

Com 56 pontos, os santistas ocupam a quarta colocação, dois atrás do vice Grêmio e dois na frente do Cruzeiro, quinto na tabela e primeiro time fora do G4.

“Disputamos competições difíceis e temos méritos. Não dá para falar que está tudo errado. Ainda brigamos entre os primeiros. Quando se trata de duas derrotas, tem que abrir os olhos. Vamos buscar a Libertadores. Temos condições. Estamos em 4º e podemos ir direto para a fase de grupos. Vamos erguer a cabeça contra o Bahia”, disse o técnico Elano.

Sem chances de levantar a taça, Peixe busca terminar o Brasileirão garantido na fase de grupos da Libertadores de 2018 (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

E para o duelo desta quinta, o comandante santista terá os retornos de David Braz e Bruno Henrique. O atacante já tinha sua volta confirmada, afinal, ele só não entrou em campo na derrota para a Chapecoense, na última segunda, na Arena Condá, pois cumpriu suspensão automática pelo terceiro amarelo.

Já o zagueiro se recuperou de um edema na coxa esquerda, sofrido no revés para o Vasco, na última quarta-feira, na Vila Belmiro.

Em contrapartida, Caju será desfalque mais uma vez. O lateral-esquerdo não enfrentou a Chape por causa de dores musculares na perna esquerda, entre o joelho e o tornozelo.

Tricolor também sonha com Liberta
O sonho de entrar na Libertadores de 2018 não ocupa apenas a mente dos santistas. Enquanto o Peixe luta para se garantir diretamente na fase de grupos, o Bahia, com 46 pontos, praticamente livre do rebaixamento e ocupando a nona posição, ainda tem esperança de terminar o Brasileirão dentro do G7.

E a arrancada do Tricolor Baiano na reta final do torneio nacional se deve ao ótimo desempenho de Edigar Junio. Nos últimos oito jogos, ele marcou nove gols. Além de ajudar a equipe de Carpegiani e subir na tabela, o atacante se aproximou de Fernandão, maior goleador do Bahia na era dos pontos corridos, com 15 tentos anotados no Brasileiro de 2013.

“É o melhor momento [da minha carreira]. Venho tendo bastante sucesso no Bahia. Espero que a gente possa comemorar juntos no fim do ano com nosso objetivo conquistado. A gente tem que mirar bem alto para poder alcançar os objetivos. A gente tem que buscar cada vez mais. E, se tiver possibilidade de alcançar o G7, a gente vai buscar isso. Mas o importante é que, no final, todo mundo esteja feliz, comemorando e dando alegria à torcida”, vibrou Edigar Junio.


Praticamente fora da luta para não cair, Bahia agora mira o G7 do Brasileirão (Foto: Divulgação/ EC Bahia)

E para o duelo contra o Peixe, o Tricolor de Aço deve ter o mesmo time que empatou com o Atlético-MG na última rodada. O zagueiro Lucas Fonseca e o volante Edson, que estão recuperados de lesões e realizam trabalhos físicos, segue fora de combate.

FICHA TÉCNICA
BAHIA x SANTOS

Local: Arena Fonte Nova, Salvador (BA)
Data: 16 de novembro de 2017, quinta-feira
Horário: 21h (Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC/FIFA)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP/FIFA) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP/FIFA)

BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Thiago Martins e Juninho Capixaba; Renê Júnior, Juninho, Zé Rafael e Allione; Edigar Junio e Mendoza
Técnico: Paulo César Carpegiani.

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Victor Ferraz (Jean Mota); Alison, Renato e Lucas Lima; Bruno Henrique, Arthur Gomes e Ricardo Oliveira
Técnico: Elano

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Entenda as dificuldades do Santos para planejar e reforçar o elenco em 2018


Peixe vive processo eleitoral; pleito está marcado para o dia 9 de dezembro

O processo eleitoral está dificultando o planejamento do Santos para 2018. Com o pleito marcado para o dia 9 de dezembro, a atual diretoria, por determinação do estatuto, só pode contratar jogadores com o aval do Conselho Deliberativo, depois que o Conselho Fiscal aprovar os valores envolvidos.

Diante dessa burocracia, o presidente Modesto Roma, candidato à reeleição, não viu negociações por reforços avançarem nos últimos dias. A saída é procurar atletas em fim de contrato, como no caso de Romário, lateral-esquerdo do Ceará, que chegará à Vila Belmiro em janeiro.

O cenário é o seguinte: o Peixe procura um atleta com contrato longo, faz uma consulta e inicia a negociação, mas avisa que a definição pode demorar e sair apenas no fim do ano, sem dar qualquer garantia do acerto. Diante disso, o empresários dá preferência a equipes que possam concluir a transaçcom maior rapidez.


Modesto Roma é candidato à reeleição (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

O Peixe quer ao menos cinco reforços para 2018: um lateral-direito, um volante, um meia, um ponta e um centroavante. Dois nomes na mira são confirmados pela diretoria e têm contrato até o dia 31 de dezembro: Nino Paraíba, da Ponte Preta, e Robinho, do Atlético-MG.

Os representantes do lateral-direito Nino dizem que o Santos fez uma sondagem há um tempo, mas que não voltou a procurar o jogador. Já o atacante Robinho negocia a renovação de seu contrato com time mineiro, que tem prioridade. Se não houver o acordo, o Peixe é um destino provável.

Outros jogadores pretendidos são o meia Damián Díaz e o atacante Jonatan Álvez, do Barcelona de Guayaquil, e os meio-campistas Matheus Galdezani, do Coritiba, e Zé Rafael, do Bahia. Não há negociações em andamento neste momento.



Robinho, do Atlético-MG, é um dos nomes na mira do Santos (Foto: Bruno Cantini/ Atlético-MG)


Indefinições também no atual elenco

O Santos fez propostas de renovação de contrato para Lucas Lima e Ricardo Oliveira. A dupla, que tem vínculo até o dia 31 de dezembro, ainda não respondeu. O Peixe não mostra otimismo e acredita que terá que contratar dois meias e dois centroavantes para 2018.


Kayke, Thiago Ribeiro e Lucas Crispim, com contrato até o fim do ano, devem sair. Outro objetivo é emprestar ou vender Leandro Donizete, que tem contrato até 2019, mas não está nos planos da comissão técnica. Globoesporte

Possível renovação com o Galo deixa Santos pessimista por Robinho

O sonho de trazer Robinho em 2018 está ficando mais distante para o Santos. Sem iniciar negociações por conta da eleição que acontece em dezembro, o presidente Modesto Roma Júnior viu o Rei do Drible ficar próximo de renovar seu contrato com o Atlético-MG.

Inicialmente, o atacante não ficaria em Minas após o término do vínculo, no final do ano. Porém, ele passou a fazer ótimas apresentações na reta final do Campeonato Brasileiro, animando a diretoria do Galo para uma possível permanência na próxima temporada.

Além disso, o próprio Robinho já demonstrou que tem o interesse em ficar no time atleticano e até topou diminuir seu salário. As declarações do atacante não pegaram bem no Santos, afinal, ele já recusou algumas ofertas para retornar Peixe.


Robinho ainda não sabe onde jogará em 2018; Porém, renovação com o Peixe está distante (Foto: Bruno Cantini / Atlético)

Quando se transferiu para o Atlético-MG, no início de 2016, Robinho irritou muitos santistas, que xingaram e vaiaram bastante o craque nas duas vezes em que ele pisou na Vila Belmiro como adversário.

Em contato com a Gazeta Esportiva em outubro, o presidente Modesto Roma Júnior garantiu que a volta do camisa 7 para a Baixada Santista só depende do atacante.

“A decisão é do Robinho. Ele sabe que a Vila Belmiro é sua casa, mas ele trabalha no Atlético-MG. Nós respeitamos esse trabalho e não vamos assediar jogador dos outros”, afirmou o mandatário. Gazeta Esportiva

Peres registra chapa e confirma candidatura à presidência do Santos

O Santos já tem seu primeiro candidato oficializado para as eleições do próximo dia 9 de dezembro. José Carlos Peres registrou nesta terça-feira a chapa ‘Somos Todos Santos’ para concorrer ao cargo de presidente do clube.

Ao lado do vice Orlando Rollo e do escritor Odir Cunha, o empresário foi até a secretaria da Vila Belmiro para confirmar a candidatura. Como foi o primeiro a registrar oficialmente sua tentativa de eleição, o grupo de Peres formará a Chapa 1.

“Agora é oficial, depois de muito trabalho compondo a chapa e um excesso de fichas conquistadas, com quase 400 fichas de excesso. Tivemos que protocolar antes para ter acesso aos dados cadastrais dos sócios”, explicou o candidato a vice Orlando Rollo.

“É isso aí, pessoal. Chapa 1! Dia 9 de dezembro quero todo mundo votando. Vamos arrumar esse clube pra valer. Quero ver todos comparecendo”, ressaltou Peres.


José Carlos Peres (esq) e Orlando Rollo (dir) vão formar a chapa 1 nas eleições do Santos (Foto: E5+Comunicação/ Divulgação/ Somos Todos Santos)

No pleito do próximo dia 9, o empresário, que ficou em segundo nas eleições de 2014, provavelmente irá concorrer com o atual presidente Modesto Roma Júnior, da ‘Santos Gigante’, Andres Rueda, do grupo ‘Santástica União’, e Nabil Khaznadar, da chapa ‘O Santos Que Queremos’. Os três têm até o próximo domingo para registrar a candidatura.

Nas últimas semanas, aconteceram diversas reuniões para uma possível união entre os grupos de oposição de Peres e Rueda. Porém, algumas divergências internas devem impedir o acordo. Gazeta Esportiva