domingo, 18 de agosto de 2019

Gustavo Henrique avalia como 'justa' expulsão no início do jogo

Zagueiro lamentou a derrota para o Cruzeiro por 2 a 0, neste domingo, e comentou sobre o cartão vermelho no primeiro tempo de partida; Veríssimo também opinou


Zagueiro foi expulso com três minutos de partida na derrota diante do Cruzeiro 
(Ivan Storti/Santos FC)

A principal complicação do Santos foi a expulsão no primeiro minuto da etapa inicial de Gustavo Henrique. Neste domingo, o líder do Campeonato Brasileiro saiu derrotado pelo Cruzeiro por 2 a 0, no Mineirão, pela 15ª rodada da competição. Após a partida, o zagueiro lamentou a derrota e afirmou que foi justa o cartão vermelho. 

- A gente veio aqui para vencer, mas infelizmente perdemos um jogador com um minuto, o que fez a gente mudar completamente o nosso estilo de jogo. Mas bola para frente, a equipe sabe que vem bem. No próximo jogo, vamos melhorar - disse ao Premiere. 

Companheiro de equipe, Lucas Veríssimo afirmou que a expulsão mudou completamente o estilo do time ao longo do duelo. 

- Eu achei que foi justa. Foi o primeiro o lance do jogo, mas não consegui pegar a bola. Lógico que é uma coisa que eu não queria. Eu estou sempre para ajudar meus companheiros. Vamos seguir trabalhando para evoluir - avaliou.

O Santos perdeu a chance de aumentar a vantagem na liderança e estacionou, com 32 somados. Na próxima rodada, o Peixe enfrenta o Fortaleza, no domingo, às 16h, na Vila Belmiro. Lancenet

Veríssimo lamenta expulsão de parceiro e fala em erguer a cabeça

O Santos sofreu sua segunda derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro durante a noite deste domingo. Superado pelo Cruzeiro no Estádio do Mineirão, o zagueiro Lucas Veríssimo lamentou a expulsão do parceiro Gustavo Henrique, mas procurou demonstrar fé na recuperação.

Ainda antes do primeiro minuto de jogo, Pedro Rocha recebeu de David de frente para o gol e acabou derrubado por Gustavo Henrique. Após rever o lance pelo monitor do VAR, o árbitro Anderson Daronco expulsou o zagueiro do Santos e a vida do Cruzeiro ficou mais fácil.

“Na verdade, a gente traçou uma meta de jogo e trabalhamos em cima disso durante a semana. Com um minuto, acabamos perdendo um jogador e tivemos que mudar totalmente nosso estilo de jogo, nossa maneira de atuar”, descreveu Lucas Veríssimo ao Premiere.

No final do primeiro tempo, Fred marcou para o Cruzeiro e encerrou um jejum de 16 jogos. No começo da etapa complementar, o centroavante escorou como pivô para finalização certeira de Thiago Neves. Em inferioridade numérica, o Santos praticamente não conseguiu ameaçar o gol de Fabio.

“Talvez, poderíamos ter ficado um pouco mais recuado, saindo no contra-ataque. Mas, infelizmente, eles ficaram em cima o jogo todo e, em uma hora, acabaria entrando. Agora, é erguer a cabeça. Tem muito campeonato pela frente e nossa equipe vem bem. Não é por que perdemos dois jogos que vamos abaixar a bola”, declarou Veríssimo.

Com 32 pontos ganhos, dois de vantagem sobre Flamengo e Palmeiras, o Santos permanece na liderança do Campeonato Brasileiro. Pela 16ª rodada o time alvinegro volta a campo para enfrentar o ameaçado Fortaleza às 16 horas (de Brasília) de domingo, no Estádio da Vila Belmiro. Por Gazeta Press

Santos cai na estreia de Ceni pelo Cruzeiro e perde chance de disparar


Foto: Twitter/Santos

O Santos perdeu a chance de disparar na liderança do Campeonato Brasileiro na tarde deste domingo. Na estreia do técnico Rogério Ceni, com um homem a mais desde o primeiro minuto, o Cruzeiro encerrou um jejum de 11 rodadas ao ganhar do time alvinegro por 2 a 0, no Mineirão.

Com 32 pontos, o líder Santos tem dois de vantagem para Flamengo e Palmeiras, segundo e terceiro colocados na tabela, respectivamente. Já o Cruzeiro, com o esperado triunfo, chega aos 14 pontos ganhos e figura na 16ª colocação, saindo da zona de rebaixamento.

Pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Santos volta a campo para enfrentar o ameaçado Fortaleza às 16 horas (de Brasília) de domingo, no Estádio da Vila Belmiro. Já o Cruzeiro tenta manter a recuperação contra o lanterna CSA às 19 horas do mesmo dia, no Rei Pelé.

O Jogo – Antes do primeiro minuto, Pedro Rocha recebeu de David e, de frente para o gol, foi derrubado por Gustavo Henrique na entrada da área. Após rever o lance pelo VAR, Anderson Daronco expulsou o zagueiro do Santos. Para recompor a defesa, Sampaoli trocou Evandro por Pará. Ceni respondeu e sacou Egídio para colocar Fred.

O Cruzeiro explorou a vantagem numérica e passou a pressionar o Santos no campo de defesa. Aos 43 minutos da etapa inicial, Thiago Neves recebeu de Marquinhos Gabriel e deu belo passe para Fred. Em posição legal, o centroavante definiu e encerrou um longo jejum de 16 jogos sem marcar.

Thiago Neves arriscou chutes de fora da área e exigiu boas defesas do goleiro Everson durante o primeiro tempo. Na única boa chegada do Santos, Carlos Sanchez bateu direto para o gol em cobrança de falta e Fábio, com a mão esquerda, espalmou para a linha de fundo.

Em mais um lance com a participação de Fred, o Cruzeiro aumentou sua vantagem no Estádio do Mineirão logo no primeiro minuto da etapa complementar. De costas para o gol, o centroavante ajeitou como pivô para finalização certeira de Thiago Neves da entrada da área.

Em superioridade numérica e com vantagem confortável no placar, o Cruzeiro mantinha o jogo sob controle sem correr grandes riscos no campo de defesa. Na tentativa de marcar o terceiro do time da casa, Henrique e Orejuela chutaram com perigo para o gol de Éverson.

Na parte final do jogo, em cima da linha, Jorge ainda impediu Fred de marcar seu segundo gol na partida. Com a partida dominada, a torcida local passou a gritar “olé” a cada toque do Cruzeiro e enfim pôde celebrar uma vitória no Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 2 x 0 SANTOS

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 18 de agosto de 2019
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Cartão amarelo: Fred, Thiago Neves (CRU); Jorge Sampaoli (SAN)
Cartão vermelho: Gustavo Henrique
Gols:
CRUZEIRO: Fred, aos 43 minutos do 1º Tempo, Thiago Neves, a 1 minuto do 2º Tempo

CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Fabrício Bruno, Dedé (Cacá), Egídio (Fred); Henrique, Dodô, Marquinhos Gabriel e Thiago Neves; Pedro Rocha e David (Robinho)
Técnico: Rogério Ceni

SANTOS: Everson; Evandro (Pará) (Luiz Felipe), Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jorge; Diego Pituca, Carlos Sanchez (Alison) e Felipe Jonatan; Derlis González, Soteldo e Eduardo Sasha
Técnico: Jorge Sampaoli

Líder Santos visita o ameaçado Cruzeiro na estreia de Rogério Ceni

Rogério Ceni visitou o Sevilla em 2016 para aprender com Sampaoli (Reprodução)

O líder Santos visita o ameaçado Cruzeiro neste domingo, às 16h (de Brasília), no Mineirão, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

O jogo marcará a estreia de Rogério Ceni. O técnico aceitou deixar o Fortaleza para evitar o rebaixamento e brigar pelo título da Copa do Brasil. A Raposa ocupa atualmente a 17ª colocação no Nacional, com 11 pontos. O objetivo de curto prazo é ajeitar a equipe com poucos dias de trabalho depois do mau desempenho recente com Mano Menezes.

O Peixe segue em primeiro, três pontos à frente do Palmeiras, mas precisa se reabilitar para manter a vantagem após perder o clássico contra o São Paulo por 3 a 2 no último sábado, no Morumbi.

O Cruzeiro não contará com Edilson, expulso contra o Avaí, e Rodriguinho, em recuperação de cirurgia na região lombar. Weverton, com edema na coxa direita, é dúvida. Thiago Neves e Fred, ausentes no empate em Santa Catarina por causa de suspensão, ficam à disposição de Ceni. O centroavante deve ser reserva de Sassá.

No Alvinegro, o único desfalque é Felipe Aguilar, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O substituto deve ser Victor Ferraz, sem a manutenção do esquema com três zagueiros. Jorge, convocado pela seleção brasileira, está confirmado. A tendência é que Felipe Jonatan atue mais uma vez no meio-campo, pela esquerda.

“A pessoa fica mais leve. A alegria é muito grande. Como sempre, espero dar o melhor neste jogo de domingo para ajudar o time a sair de Belo Horizonte com mais três pontos”, disse Jorge, que tem um gol e duas assistências em 18 jogos.

FICHA TÉCNICA
Cruzeiro x Santos

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 18 de agosto de 2019
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN)

CRUZEIRO: Fábio, Orejuella, Léo, Dedé, Egídio; Henrique, Ariel Cabral, Robinho (Marquinhos Gabriel) e Thiago Neves; Pedro Rocha e Sassá (Fred)
Técnico: Rogério Ceni

SANTOS: Everson, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jorge; Diego Pituca, Carlos Sánchez e Felipe Jonatan; Derlis González, Soteldo e Eduardo Sasha
Técnico: Jorge Sampaoli

Santos busca transformar semana livre em correção de erros do clássico

Sampaoli busca corrigir erros do San-São (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

O técnico Jorge Sampaoli usou boa parte da semana livre de treinamentos para tentar corrigir dois aspectos do time do Santos: a bola parada e a saída desde a defesa.

O Peixe sofreu com a pressão alta do São Paulo na derrota por 3 a 2, no Morumbi, e espera a mesma pressão do Cruzeiro neste domingo, às 16h (de Brasília), no Mineirão, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Por isso, ensaiou variações para iniciar os ataques. Com Victor Ferraz na lateral direita, a equipe ganha uma válvula de escape.

Outra preocupação é o jogo aéreo. O Tricolor fez um gol, criou um pênalti e teve várias chances pelo alto na última rodada. Sampaoli organizou atividades específicas com a defesa para diminuir os erros.

Sem Felipe Aguilar, suspenso, o Santos deve enfrentar o Cruzeiro com Everson, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jorge; Diego Pituca, Carlos Sánchez e Felipe Jonatan; Derlis González, Soteldo e Eduardo Sasha.

O Peixe é o líder do Brasileirão, com 32 pontos

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Sampaoli cita Felippe Cardoso e explica situação de Cueva, Jean Mota e Jobson no Santos

Cueva está na mira do Metz, da França (Foto: Ivan Storti/Santos)

O técnico do Santos, Jorge Sampaoli, concedeu entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira, no CT Rei Pelé, e explicou a situação de Cueva, Jean Mota e Jobson.

Fora dos planos atuais da comissão técnica, Cueva está na mira do Metz, da França. Jean está na mira do Shabab Al Ahli, dos Emirados Árabes e é atualmente reserva. Jobson ainda não estreou e foi procurado pelo Cruzeiro. 
Jobson

“Veio de uma equipe de uma categoria interior, se acomodar em sistema de jogo… A de Sasha é a mesma. Não era levado em consideração por ter visto jogar outras vezes, mas ao vê-lo treinar é um dos mais importantes do elenco. Não há verdade absoluta. Jobson tem que olhar para o Sasha e ficar aqui. Felippe Cardoso está bem em outro lguar, eles podem mostrar que podem voltar. Vê-los jogar não é a mesma coisa de vê-los treinar. Jobson é difícil jogar, Cueva também… Ingresssar na equipe na forma que estamos, em primeiro, que vinha de invencibilidade em sete jogos. Equipes grandes da Europa têm essa sequência meio ilógica. Não pensei que teríamos isso. Não imagino ganhar sete de novo. Tempo do futebol é o tempo da equipe, momento. Podemos inserir um jovem ou jogador sem minutos. Temos que avaliar muitas coisas. Estamos vendo Felippe (Cardoso, do Ceará) e outros jogadores emprestados. Estamos vendo ele jogar de domingo a domingo”

Cueva

“Cueva é um jogador importante, que passou momentos difíceis no Santos. Tudo que ele passa na vida pessoal afeta o futebolístico. Ele precisa resolver isso e depois vemos o que ocorre. Que ele esteja tranquilo para solucionar esse tema e estamos aqui para ajudá-lo. Se o melhor é sair para ter continuidade nesse semestre, melhor. Se não, terá que esperar o que vai ocorrer aqui. Sua filhinha não está bem (nasceu com 30 semanas, no Peru), não saiu de situação crítica”.

Jean Mota

“Falamos muito com Jean, ele entendeu que não era momento para expressar o incômodo. Ele disse que não tinha o que reclamar da comissão técnica. Conversamos e, mais do que as desculpas, importantes mas não determinantes, entendi que ele não estava focado como no Paulista por tentações de olhar mais para fora que dentro. Por isso era difícil protagonizar e ele precisa decidir entre ficar e sair. Esse intermédio não ajuda ninguém. Que ele defina seu futuro. Nenhum jogador comprometido vai jogar. Nenhum! Nenhum nome. Eu não permitiria isso. É hora de definir para que seja importante como no Paulista no final do Brasileirão”.

Sampaoli aprova ideia de renovação no Santos: “Quero ficar muito tempo aqui”


Sampaoli diz que quer ficar “muito tempo” no Santos (Foto: Ivan Storti/Santos)

O técnico do Santos, Jorge Sampaoli, gosta da ideia de renovar o contrato. Como a Gazeta Esportiva antecipou, o presidente José Carlos Peres pretende oferecer um novo acordo até dezembro de 2023. O atual vínculo termina em 14 meses.

O Peixe deve formalizar a oferta nos próximos dias. Mais do que um contrato em si, a diretoria vê um ato de boa fé e total aprovação do trabalho.

“Tema de multa e contrato era privado, tínhamos que corrigir algo mal feito e que se soluciona sem problema. Sobre o lugar que tenho hoje: quero ficar muito tempo aqui. Que haja essa possibilidade. Tudo depende de resultado, mas não tivemos algo formal sobre contrato. Seria muito bom cumprir o sonho de ser campeão com o Santos. É encerrar um ciclo. Ideia é sair campeão, ou ao menos tentar. Se eu tiver mais tempo, muito melhor. Ideia é cumprir objetivo desportivo. Esse clube é muito importante, estou feliz aqui e na cidade. Tomara que eu possa cumprir meu sonho de ser campeão”, disse Sampaoli, em entrevista coletiva.

O presidente Peres e o diretor de futebol Paulo Autuori se animaram com a abertura de Jorge Sampaoli a permanecer em 2020. Antes, o técnico era reticente. Agora, mostra vontade de participar do planejamento e virar o ano em Santos.

“Hierarquia, lugar… Vamos organizar. Estamos vendo contratações, analisando os jovens. Falamos todo tempo com quem está comigo. Não cometeremos os mesmos erros ou diminuiremos. Planejamento organizado, com o pressuposto do clube. Diretoria, diretor de futebol, treinador… Que haja organização e ordem sérias. Que estejamos no caminho certo. É mais importante o planejamento que o dinheiro. Temos que fazer campanha melhor, já ver ano que vem. Esse ano praticamente terminou em planejamento. (Paulo) Autuori é muito sério e destacado no meio, conhece mais do futebol brasileiro do que eu”, completou o treinador.

O mandato de Peres se encerra junto ao atual término do contrato de Sampaoli, em dezembro de 2020, mas o presidente quer deixar o treinador como legado para seu sucessor ou outro candidato vencedor. O mandatário nega qualquer chance de disputar a reeleição.

Jorge Sampaoli enxerga o elenco perto do ideal – ele ainda quer pelo menos um volante -, e, se permanecer, quer dar minutos a novos Meninos da Vila a partir do Campeonato Paulista.

Sampaoli tem multa rescisória de R$ 10 milhões no contrato e foi procurado por Irã, Marrocos, Equador, Bétis (ESP), Atlético-MG e Flamengo em 2019.

"Intocáveis", Sasha e Soteldo quebram lógica de rodízio no ataque do Santos


 Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini/ UOL

O setor mais atingido pelo rodízio que o técnico Jorge Sampaoli implantou desde sua chegada ao Santos é o ataque. Até pelo maior número de opções que tem no elenco, o argentino muda bastante a formação ofensiva. No entanto, dois jogadores vêm se tornando quase intocáveis: Yeferson Soteldo e Eduardo Sasha.

Na derrota para o São Paulo, os dois chegaram a sete partidas consecutivas como titulares do Santos, maior marca de um atacante do time na temporada. Antes, o recorde pertencia ao paraguaio Derlis González, que teve início de ano arrasador entre Campeonato Paulista, Copa do Brasil e Sul-Americana

Durante aquela sequência, Derlis marcou dois gols e deu duas assistências, ajudando o Peixe a atingir três vitórias e quatro empates em sete jogos. O atacante saiu do time por suspensão no que seria o seu oitavo jogo seguido e logo depois foi para a seleção paraguaia para a disputa de amistosos. Eduardo Sasha e Soteldo vêm sendo tão eficientes quanto Derlis em matéria de participação direta em gols durante a sequência em que podem chegar ao oitavo jogo contra o Cruzeiro. Sasha marcou quatro gols nos últimos sete jogos, enquanto Soteldo balançou as redes duas vezes e concedeu duas assistências.

O caso mais emblemático é o de Eduardo Sasha. Titular do comando de ataque santista hoje, o camisa 27 chegou a ser liberado pelo técnico Jorge Sampaoli para procurar outro clube no início da temporada. O argentino afirmou em coletiva que o atacante não se encaixava em seu esquema e não tinha "definição tática". No entanto, o jogador preferiu ficar no Santos e provar para o novo treinador que podia sim ser útil ao longo da temporada. Fez mais que isso: roubou a vaga de titular do ataque mesmo após a contratação de Fernando Uribe, o sonhado camisa 9 tão pedido por Sampaoli. O argentino reconheceu que errou ao não dar minutos para Sasha no início da temporada.

Já Yeferson Soteldo, primeira contratação do Santos após a chegada de Sampaoli, demorou um pouco para embalar, mas hoje é tido como principal arma ofensiva do Peixe. O venezuelano vem se destacando com dribles desconcertantes e é muito acionado pela equipe, principalmente por sua velocidade e aptidão para vencer duelos um contra um. 

A tendência é que ambos sejam mantidos no time titular e quebrem juntos a marca de Derlis González neste domingo, às 16h, quando o Santos enfrenta o Cruzeiro, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Peixe lidera o torneio com 32 pontos e seguirá no topo da tabela mesmo em caso de derrota na partida.

Restam poucos ingressos para o duelo contra o Fortaleza


Torcida santista lotou a Vila nos dois últimos jogos em casa do clube 
(Crédito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC)

Faltam dez dias para o duelo entre Santos e Fortaleza, mas tudo indica que o Peixe jogará mais uma vez com a Vila lotada nesse Brasileirão. No meio da tarde desta terça-feira, o clube divulgou que já haviam sido vendidos 10.500 ingressos para o confronto que ocorrerá dia 25/08. A capacidade da Vila é de 16 mil pessoas e o Santos costuma disponibilizar 13 mil entradas para os jogos em Urbano Caldeira, uma vez que três mil são de cadeiras cativas que não podem ser comercializadas.

Caso se confirme a venda de todos os ingressos de forma antecipada, esse será o terceiro jogo seguido com todos os ingressos vendidos na Vila Belmiro. Nas duas partidas anteriores, contra Goiás (6 a 1) e Avaí (3 a 1), o estádio também estava lotado e o torcedor empurrou o time para a conquista das vitórias que colocaram a equipe de Jorge Sampaoli na liderança isolada do Campeonato Brasileiro.

Os ingressos para o torcedor em geral só começaram a ser vendidos nesta quinta-feira pelo site da empresa Futebol Card. Os sócios do clube desde semana passada adquirirem as entradas pelo portal Sócio Rei, que segue disponível ainda para comercializar os bilhetes.

Mas antes de receber o Fortaleza o Peixe viajará até Belo Horizonte para enfrentar o Cruzeiro no próximo domingo. A partida, válida pela 15ª rodada do Brasileirão, será às 16h, no Mineirão. O Santos é o atual líder da competição, com 32 pontos, três a mais que o segundo colocado, o Palmeiras. Por Diario do Peixe

Santos prepara proposta de renovação do contrato de Jorge Sampaoli

Santos quer renovar com Jorge Sampaoli (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

O Santos quer renovar o contrato de Jorge Sampaoli até o fim de 2023. O atual vínculo se encerra em dezembro de 2020. A informação foi revelada à Gazeta Esportiva pelo presidente José Carlos Peres.

O Peixe prepara a proposta e pretende mostrar a Sampaoli a total satisfação com o trabalho, oferecendo um projeto de longo prazo, com a previsão de conquistas em campo, ajuda na profissionalização do clube e identidade de jogo em todas as categorias.

O presidente Peres e o diretor de futebol Paulo Autuori se animaram com a abertura de Jorge Sampaoli a permanecer em 2020. Antes, o técnico era reticente. Agora, mostra vontade de participar do planejamento e virar o ano em Santos.

O mandato de Peres se encerra junto ao atual término do contrato de Sampaoli, em dezembro de 2020, mas o presidente quer deixar o treinador como legado para seu sucessor ou outro candidato vencedor. O mandatário nega qualquer chance de disputar a reeleição.

Jorge Sampaoli enxerga o elenco perto do ideal – ele ainda quer pelo menos um volante -, e, se permanecer, quer dar minutos a novos Meninos da Vila a partir do Campeonato Paulista.

Sampaoli tem multa rescisória de R$ 10 milhões no contrato e foi procurado por Irã, Marrocos, Equador, Bétis (ESP), Atlético-MG e Flamengo em 2019. Por Gazeta Press

Com Renato e “reforço”, Autuori repensa departamento de futebol do Santos

Paulo Autuori repensa departamento de futebol do Santos (Ivan Storti/SFC)

Novo diretor de futebol, Paulo Autuori está repensando o departamento de futebol do Santos. A ideia é profissionalizar de vez todos os processos.

Autuori conta com dois “reforços” para planejar a estrutura do Peixe: o ídolo Renato e William Thomas, profissional que trabalhou no Athletico-PR entre 2013 e 2018 – essa informação foi inicialmente publicada pelo Diário do Peixe. 

Renato, como antecipou a Gazeta Esportiva, está de volta à rotina do Alvinegro depois de problemas familiares. Antes anunciado como executivo de futebol, o ex-volante não tem a nomenclatura do cargo definida. Um contrato será assinado nos próximos dias.

Renato atuará ao lado do gerente de futebol Gabriel Andreata para tratar das necessidades da comissão técnica e elenco no CT Rei Pelé e nas viagens. Ambos também ajudarão a evitar novos problemas contratuais com jovens jogadores e identificar possíveis reforços.

Indicado por Paulo Autuori, William Thomas era gerente do Departamento de Informação do Futebol (DIF) do Athlético. Diferentemente do emprego anterior, ele não trabalhará diretamente com o setor de análise de desempenho, chefiado no Santos por Bebeto Sauthier, mas sim no desafio de aperfeiçoar e integrar as diferentes áreas – profissional, base e feminino.

Autuori pretende concluir o mapeamento do departamento de futebol e anunciar a nova organização, com cargos e funções, nos próximos dias. A chegada de novos integrantes não está descartada.

E mesmo com as mudanças, José Carlos Peres seguirá negociando chegadas e saídas. A ideia, porém, é diminuir as atividades do presidente para que sobre tempo para o mais importante. Nos últimos meses, o mandatário tratou de reforços, renovações, empréstimos, reformas e outros assuntos simultaneamente.

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Santos FC corrige erros e segue preparação para “jogo muito difícil”, conta Derlis

por Vinicios Oliveira/SantosFC

O Santos FC segue treinando firme para a próxima rodada do Campeonato Brasileiro. A fim de conquistar sua quinta vitória fora de casa e 11ª na competição, o elenco do Alvinegro Praiano tem trabalhado com foco no Cruzeiro e na correção de erros apresentados na última rodada contra o São Paulo.

“Estamos nos preparando muito bem. Tivemos dois dias de descanso depois do clássico, mas agora temos trabalhado com tudo para a partida contra o Cruzeiro. Sabemos que será um jogo muito difícil, como vêm sendo todas as partidas. Vamos nos preparar para isso e trataremos de corrigir os erros que tivemos no desafio anterior”, disse o atacante Derlis González.

Com um gol marcado neste Brasileirão, na vitória por 3 a 1 sobre o Avaí, Derlis González afirma que não está ansioso por voltar a balançar as redes. Na visão do paraguaio, uma boa atuação pode ser mais valiosa para a conquista de mais um triunfo santista.

“É sempre importante marcar. Mas, para mim, o mais importante é que a equipe possa somar os três pontos e seguir na liderança do campeonato”, comentou o atacante, que soma 45 jogos e nove gols pelo Alvinegro Praiano.

Santos FC e Cruzeiro já se enfrentaram em 80 oportunidades e o duelo possui números muito equilibrados com 29 vitórias para cada lado e 22 empates, com 127 gols marcados pelo time de Vila Belmiro e 115 pelo clube mineiro.

A partida, válida pela 15ª rodada do Brasileirão, será realizada às 16 horas deste domingo (18), no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte-MG.