No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 28 de agosto de 2016

Gabigol recebe homenagem e conversa com a torcida: "logo estou de volta"



Chegou ao fim a primeira passagem de Gabigol pelo Santos. O camisa 10, que iniciou a partida contra o Figueirense no banco por conta da viagem da Itália para o Brasil, entrou em campo no intervalo e, apesar de ter criado boas chances, não conseguiu evitar a derrota por 1 a 0 na Vila Belmiro. Após o apito final, a tristeza pelo resultado foi deixada de lado e o atacante acabou homenageado com uma placa pelo clube.

Após algumas palavras do presidente Modesto Roma, Gabigol recebeu o microfone e falou para a torcida santista. Emocionado, deixou clara a vontade de um dia retornar ao clube e acabou bastante aplaudido pela torcida que encheu a Vila Belmiro (11.456 pagantes).

"Aqui é minha casa. A gente sonhou muito, já chorou muito, mas fica o agradecimento a vocês. Muito obrigado. Estou indo embora, mas logo, logo estou de volta. Aqui é meu lugar. É um momento difícil para o clube, então isso também pesou na minha decisão. Agora é minha hora. Muito obrigado por tudo. Eu amo vocês e logo, logo estou de volta", completou.

Minutos depois, Gabigol - que substituiu Dorival Júnior na entrevista coletiva pós-jogo - conversou com os jornalistas e falou mais sobre a sua saída. Feliz por 'sair pela porta da frente', o atacante santista voltou a falar que não deixa o clube por causa de dinheiro.

"Não estou indo por causa de dinheiro, porque o clube me pressionou, nada. Estou indo porque eu quero. É um dinheiro muito bom, mas é um desafio enorme", disse Gabigol.

"Acho que saio pela porta da frente. Acho que foi a venda mais cara do clube, se eu não me engano. Estou indo embora, mas fiz gols, ganhei títulos e agora estou deixando uma grande coisa para eles. Não é questão de dinheiro, mas é de agradecimento. Eles fizeram muita coisa por mim, e agora estou fazendo por eles", acrescentou.

Agora, Gabigol se apresenta ao técnico Tite para defender a seleção brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo e depois embarca em definitivo para a Itália, onde assinou contrato com o clube de Milão. Gabriel chega com status de titular a Inter, que começou mal o Campeonato Italiano.

O Santos deixou a decisão a cargo de Gabriel Barbosa, que preferiu não contrariar a Internazionale. O time de Milão investiu 29,5 milhões de euros (R$ 108 milhões) em Gabigol.

Uol

He-Man ofusca despedida de Gabigol, Santos perde do Figueirense na Vila e sai vaiado



A despedida do atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, do Santos não foi como ele esperava. Nem ele, nem a torcida. Jogando na Vila Belmiro com bom público e em festa, a equipe da Baixada esbarrou nos próprios erros e no atacante Rafael Moura, que fez o único gol do jogo e do Figueirense: 1 a 0, placar final.

Logo aos três minutos do segundo tempo, em rápido contra-golpe pelo lado esquerdo, Jefferson escapou, invadiu a área e acabou calçado pelo volante Thiago Maia. Pênalti que foi cobrado e convertido pelo experiente centroavante.

Este foi o sétimo do "He-Man", como é conhecido desde o início de sua carreira, no Campeonato Brasileiro. Só nesta semana, foram quatro tentos marcados: além de ir às redes contra o Santos, marcou três diante do Flamengo, na quarta-feira, pela Copa Sul-Americana.

Pouco antes do gol do "Figueira", Gabigol entrou no gramado da Vila Belmiro pela última vez nesta sua primeira passagem pelo clube. Ele começou no banco de reservas e deu lugar ao colombiano Jonathan Copete na titularidade.

O camisa 10 foi ovacionado e teve o nome cantado pela torcida santista. Ele foi contratado pela Internazionale de Milão por 27 milhões de euros (cerca de R$ 98,8 milhões pelas cotações atuais). Na última semana, o atacante viajou à cidade italiana, foi recebido pelos fãs nerazurri, tirou fotos e assinou contrato.

No fim do jogo, aos 42 minutos, Gabriel até marcou o que seria seu último gol com a camisa santista. Ricardo Oliveira bateu cruzado da esquerda, e o jovem completou para o gol vazio, mas em impedimento. Gabigol realizou 157 jogos oficiais e marcou 57 gols, média de 0,36 por partida.

No fim do jogo, algumas vaias foram ouvidas por parte da torcida santista, que no fim do primeiro tempo cantava que "chegou a hora de ganhar o Brasileirão".

Com o resultado negativo, o Santos pode se distanciar ainda mais da briga pelo título. Com 36 pontos, a equipe fica por enquanto estacionada na quinta colocação. Se o Palmeiras vencer o Fluminense, em Brasília, ficará a sete pontos do líder e rival.

Na próxima rodada, o time da Vila volta a jogar fora de casa, contra o Internacional, no Beira-Rio, dia 8, quinta-feira, às 21h (de Brasília).

Já o Figueirense, com a importante vitória, saiu momentaneamente da zona de rebaixamento do Brasileirão e colocou o Internacional em situação complicada. Na 16ª posição, os catarinenses recebem o Atlético-PR, no Orlando Scarpelli, às 16h (de Brasília).

FICHA TÉCNICA 
SANTOS X FIGUEIRENSE

Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 28 de agosto de 2016, domingo
Horário: 11h (horário de Brasília) 
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés e Tiago Henrique Neto Correa Farinha (ambos RJ)
Público: 11.456 pagantes
Renda: R$ 464.065

Cartões amarelos: Copete, Thiago Maia (SAN); Ferrugem (FIG)
Cartão vermelho:

GOLS: Rafael Moura, aos 3 minutos do segundo tempo.

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz (Jean Mota), Luiz Felipe e Zeca; Thiago Maia, Renato, Vitor Bueno e Lucas Lima; Ricardo Oliveira e Copete (Gabriel).
Técnico: Dorival Júnior

FIGUEIRENSE: Gatito Fernandez; Ayrton, Werley, Marquinhos (Bruno Alves) e Marquinhos Pedroso; Ferrugem (Renato), Jackson Caucaia, Elicarlos (Jefferson) e Dodô; Rafael Moura e Lins.
Técnico: Tuca Guimarães

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Inter sobe oferta para R$ 100 milhões à vista e Gabigol não volta ao Brasil


O atacante Gabriel deixou o Brasil às pressas e viajou para a Itália para acertar a sua transferência para a Internazionale. O UOL Esporte apurou o motivo que fez o jogador pedir para sair mais cedo da gravação do programa "Altas Horas", da Rede Globo, nesta quinta-feira. O camisa 10 foi avisado que o time de Milão havia subido a proposta de 25 milhões de euros (R$ 89 milhões) para 28 milhões de euros (R$ 100, 6 milhões) à vista e, inclusive, queria a sua apresentação com urgência.

Com isso, Gabriel receberá 10 milhões de euros (R$ 36 milhões) em mãos, enquanto o Santos, por contrato, ficará com 18 milhões de euros (R$ 64 milhões). O atleta deve passar por exames médicos e, se aprovado, nem volta mais ao Brasil.

Por conta disso, está descartada a hipótese de o Santos repetir a estratégia do Palmeiras na venda de Gabriel Jesus e pedir para liberar o atleta apenas em janeiro.

Através de sua conta no Twitter, o clube italiano já celebrou a chegada do jovem jogador a Milão para negociar sua transferência, além de divulgar vídeo e fotos do atleta sendo recepcionado por torcedores em uma festa no aeroporto, dando indícios de que a contratação está acertada. Porém, ainda não houve nenhum anúncio oficial da transferência pelas partes envolvidas. O anúncio ocorrerá após a assinatura contratual, que será realizada depois de o camisa 10 ser aprovado nos exames médicos.

Gabigol viajou exclusivamente pela Inter de Milão, pois a Juventus foi descartada por causa de valores financeiros. O clube de Turim ofereceu 20 milhões de euros (R$ 72 milhões), 8 milhões de euros a menos (quase R$ 29 milhões). Neste caso, Gabigol ficaria só com 2 milhões de euros (R$ 7 milhões).

Já para acertar com a Internazionale, o atleta receberá sozinho 10 milhões de euros (R$ 36 milhões) e salários de 3,5 milhões de euros (R$ 12,6 milhões) por temporada, pouco mais de R$ 1 milhão por mês. 

Gabigol já está fora do duelo do Santos na partida do próximo domingo, contra o Figueirense, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida acontece na Vila Belmiro, às 11h (horário de Brasília).

O Santos deseja fazer o jogo de despedida para Gabigol em uma partida do Brasileiro, mas a Inter não aprovou a ideia. Uol

Santos negocia dois amistosos com o Cosmos para pré-temporada de 2017

Peixe negocia com uma empresa de eventos a realização de dois amistosos com o New York Cosmos, um no Brasil e outro nos EUA. Jogos fariam parte da pré-temporada alvinegra.


Santos pode ter dois amistosos para a pré-temporada de 2017 (Foto: Ivan Storti)

O Santos negocia com uma empresa de eventos a realização de dois amistosos para a pré-temporada de 2017. O adversário nas duas ocasiões seria o New York Cosmos, dos Estados Unidos.

A proposta é para que os dois times tenham direito a um dos mandos. Ou seja, a empresa pretende organizar uma partida em Santos ou São Paulo e outra em Miami.

Caso a partida aconteça antes do dia 25 de janeiro, o jogo deverá ser em Santos, caso contrário, na capital paulista, no Pacaembu ou no Allianz Parque, onde o Peixe já quer mandar um jogo este ano, contra o Santa Cruz, pelo Brasileirão.

A negociação ainda está em andamento e deve ser concluída em breve, para que haja mais tempo para uma preparação de logística. 

Apesar do Cosmos ser o outro clube em que Pelé jogou além do Peixe, não foi discutida a presença do ídolo na partida para uma aparição. Vale lembrar que Pelé está em litígio com o Santos na Justiça por questões de contrato e não tem aparecido em nome do clube.

Em outubro, o Alvinegro terá um amistoso com o Benfica, para comemorar o centenário da Vila Belmiro e fazer a despedida de Léo. Lancenet

Se ficar no Santos, Gabigol não terá descanso domingo



O atacante Gabriel Barbosa vive uma semana decisiva em relação ao seu futuro. O camisa 10 precisa decidir se aceitará as propostas que recebeu do futebol europeu (Juventus e Internazionale, da Itália), ou se recusará e permanecerá no Santos.

Caso não decida seu futuro até este final de semana, Gabigol está confirmado na escalação da equipe santista que enfrenta o Figueirense neste domingo, às 11h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O técnico Dorival Júnior avaliou a situação do jogador. Para o treinador, Gabriel jogou abaixo do que pode render na vitória santista por 3 a 1 diante do Vasco, pela Copa do Brasil.

No entanto, Dorival ressaltou a importância do camisa 10 e já adiantou que não dará descanso a ele após os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Ao lado de Thiago Maia e Zeca, Gabigol foi um dos santistas a ganhar a medalha de ouro no futebol olímpico com a seleção brasileira.


"Descanso vai ser atuando. Gabriel é importante no esquema, pode não ter tido uma grande atuação (contra o Vasco), mas não deixa de ser perigoso, que preocupe o adversário, que participe da maioria das ações ofensivas, tem espaço na equipe que sabe muito bem o que representa e a sua responsabilidade", afirmou Dorival.

Para o duelo contra o Figueirense, Dorival Júnior terá apenas um desfalque – o zagueiro Gustavo Henrique, que cumpre suspensão automática. Com isso, a zaga será formada por Luiz Felipe e David Braz. Uol

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Empresário revela que Gabigol possui propostas e define futuro até sexta



Está muito próxima a definição do que acontecerá na carreira de Gabriel. O empresário Wagner Ribeiro, responsável pelo atacante do Santos, conversou com a Gazeta Esportiva nesta quinta-feira e garante que se reunirá com o atleta para decidir sobre uma possível transferência para a Europa ou a sua permanência no Peixe.

“Tem propostas efetivas. Chegaram ao Santos quatro propostas. De grandes clubes europeus. Estou trabalhando nisto e devo almoçar com ele daqui a pouco para definir o futuro dele”, comentou Wagner.

Sem revelar exatamente quais são as equipes que apresentam propostas concretas para levar Gabriel, e o quão grande é a possibilidade de sua saída, o empresário crava que até a próxima semana o destino do camisa 10 santista será divulgado publicamente. Após a reunião desta quinta, o jovem deve fazer sua escolha até a próxima sexta-feira, dia 26.

“Acredito que até amanhã nós decidimos isto. Não posso revelar quais são as propostas, mas garanto que até semana que vem vocês ficarão sabendo o que vai acontecer, se ele vai ficar no Brasil ou se vai para Europa”, afirmou o empresário.

Wagner Ribeiro ainda confirmou que um clube da Inglaterra tentou levar Lucas Lima, mas o meia não se agradou com a negociação que lhe foi proposta e a recusou.

“Teve uma proposta da Inglaterra essa semana pelo Lucas Lima, mas ele não se interessou”, completou.

Retornando ao Santos como medalhista de ouro do futebol masculino nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Gabriel é desejo de diversos grandes clubes europeus, e equipes como Juventus, Inter de Milão e Chelsea já acenaram anteriormente com forte interesse em contratar a joia santista. Gazeta Esportiva

São Paulo é o time da Série A que mais perdeu no ano; Santos vive o oposto



São Paulo perdeu dois dos três jogos sob o comando de Ricardo Gomes

A derrota do São Paulo para o Juventude, time da Série C do Brasileiro, não pode ser encarada como uma novidade pelo torcedor. O Tricolor alcançou nesta quarta-feira sua 20ª derrota na temporada, tornando-se de forma isolada o time que mais perdeu no país (confira o ranking no fim da matéria). 

O São Paulo conseguiu ter mais derrotas do que o América-MG, lanterna isolado do Brasileirão e forte candidato a ter a pior campanha do torneio desde que ele passou a ser disputado por pontos corridos, com 20 clubes. O Coelho perdeu 19 vezes, assim como o Sport. 

Sob o comando de Edgardo Bauza, André Jardine e agora Ricardo Gomes, o Tricolor foi derrotado cinco vezes na Libertadores (Strongest, Toluca, Atlético-MG e Atlético Nacional, duas vezes), seis no Paulistão (Palmeiras, São Bento, Audax, Corinthians, Ponte Preta e São Bernardo), uma na Copa do Brasil (Juventude) e oito no Brasileirão (Botafogo, Atlético-MG, Grêmio, Ponte Preta, Santos, Atlético-PR, Figueirense e Inter).

Por outro lado, quem tem mostrado mais solidez é o Santos, dono de apenas oito derrotas em 2016. Chapecoense e Corinthians aparecem mais perto. O Corinthians, por sinal, é o único clube que ainda não perdeu como mandante no Brasileirão - o Atlético-PR caiu na primeira rodada do returno, enquanto o Figueirense caiu no domingo.

NÚMERO DE DERROTAS EM 2016:
São Paulo - 20 vezes
América-MG - 19
Sport - 19
Santa Cruz - 18
Atlético-PR - 16
Coritiba - 15
Figueirense - 15
Flamengo - 14
Atlético-MG - 13
Ponte Preta - 13
Vitória - 13
Cruzeiro - 12
Palmeiras - 12
Fluminense - 11
Grêmio - 11
Internacional - 11
Botafogo - 10
Chapecoense - 9
Corinthians - 9
Santos - 8 

Por Jorge Nicola

Lucas Lima desabafa após boa atuação: "Não precisa A ou B me criticar"


Criticado pela torcida em suas últimas apresentações com a camisa do Santos, o meia Lucas Lima foi o melhor jogador em campo na vitória do Santos por 3 a 1 diante do Vasco, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

O camisa 20 marcou o terceiro gol do Santos na partida e ainda foi o responsável pela assistência do gol de Renato, o primeiro da equipe santista na partida. Na saída de campo, Lucas Lima aproveitou para rebater as críticas.

"O jogador tem que provar dentro de campo, no dia a dia. Não vou ser melhor do mundo, vou continuar com os pés no chão. Não ligo, quando perde, sempre acham um culpado. Assumo minha responsabilidade quando jogo mal, não precisa A ou B me criticar. Hoje foi um dia bom, a equipe colocou o nosso ritmo", afirmou Lucas Lima.

O meia foi bastante criticado pela torcida nas derrotas do Santos para América-MG e Coritiba. Apesar de atuar abaixo do esperado, Lucas Lima foi convocado pelo técnico Tite para defender a seleção brasileira nas eliminatórias.

O camisa 20 também falou sobre o seu futuro. Sem nenhuma proposta nesta janela de transferências, que fecha no próximo dia 31, Lucas Lima já fala em permanecer no Santos. O meia tem contrato com o clube paulista até dezembro de 2017.

"A janela ainda está aberta. Faltam poucos dias. Tenho contrato aqui e vamos jogar na Vila", concluiu. Uol

Gol no fim diminui alegria do Peixe em vitória sobre o Vasco: "Dá muita raiva"


Santos vencia por 3 a 0 até os 50 minutos do segundo tempo, quando Éder Luís diminuiu o placar e deu sobrevida ao Vasco nas oitavas de final da Copa do Brasil

O Santos venceu o Vasco por 3 a 1 na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O resultado poderia ser motivo para muita comemoração se o gol dos visitantes, de Éder Luís, não saísse aos 50 minutos do segundo tempo.

Renato comemora o primeiro gol do Santos no jogo

O gol dá sobrevida ao Vasco e preocupa o Peixe, que valoriza o resultado, mas lamenta não ir para o Rio de Janeiro com três gols de vantagem.

– A gente não queria tomar gol nunca, ficamos com muita raiva. Se puder, a gente quer ser a melhor defesa de todos os campeonatos. Sabemos que esse gol tem um peso por ser fora de casa, mas vamos jogar lá para ganhar – disse Victor Ferraz.

– Ficamos um pouco irritados. Sabemos que é importante para eles. Poderíamos ter feito até o quarto gol. A Copa do Brasil é complicada, mas fizemos o dever de casa – concordou Renato.

Santos e Vasco voltam a se enfrentar em São Januário no dia 21 de setembro. O Peixe pode até perder por um gol de diferença que garante vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. Globoesporte.com

Sem esforço, Santos abre vantagem, mas Vasco renova esperanças no fim


Com diferença técnica evidente, Peixe constrói 3 a 0, diminui o ritmo e vê gol de Eder Luís manter vascaínos vivos. Vaga nas quartas será decidida dia 21 de setembro

No duelo do time da Série A contra o outro da Série B, deu a lógica. Esqueçam a história de Santos e Vasco. A realidade já apontava um favoritismo para os paulistas, que nem precisaram fazer muita força para fazer o que deles se esperava na primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil. Com autoridade, o Peixe fez 3 a 1 na noite desta quarta-feira e encaminhou a classificação para próxima fase. Renato, Ricardo Oliveira e Lucas Lima - os últimos dois em pinturas - construíram a vantagem do time da casa. Eder Luís, no segundo final, porém, renovou a esperança dos cariocas para o duelo de São Januário.


Jogadores do Santos celebram gol de Renato (Foto: FRED CASAGRANDE/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO)

A vitória permite que o Santos perca até por um gol de diferença no Rio de Janeiro para avançar às quartas de final. A Copa do Brasil, no entanto, é assunto somente para o dia 21 de setembro, em São Januário. No próximo domingo, o Peixe recebe o Figueirense, às 11h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela 22ª rodada do Brasileirão, enquanto os vascaínos visitam o Tupi, em Juiz de Fora, sábado, às 16h30, pela 21ª rodada da série B.

Peixe abre vantagem sem fazer força, mas Vasco renasce no fim

Os primeiros minutos de bola rolando na Vila Belmiro foram em ritmo lento. Para evitar pressão, o Vasco trocava passes sem pressa diante de um Santos que parecia estudar a postura do adversário. Até os 20 minutos, apenas uma finalização: Ricardo Oliveira desperdiçou chance clara na frente de Martín Silva. A medida que o tempo passava, os visitantes se contentavam em não passar sustos. Um grande erro.

O Peixe apertou, encontrou espaços pelas laterais, e abriu o placar aos 30. Após escanteio curto, Lucas Lima cruzou, Diguinho e William vacilaram na marcação, e Renato precisou se abaixar para escorar de cabeça. Seis minutos depois, o segundo. Diguinho cochilou na saída de bola e foi obrigado a fazer falta em Thiago Maia. Na cobrança, Ricardo Oliveira foi perfeito. Golaço! E os vascaínos acordaram. Ederson e Andrezinho pararam em Vanderlei em grandes oportunidades, mas a vantagem no intervalo fazia justiça ao time que mais buscou o ataque. 

O Vasco até esboçou uma reação no segundo tempo. Depois de paralisação por conta de gás de pimenta do lado de fora do estádio, Andrezinho acertou a trave em lindo chute de fora da área. Reação? Não, ilusão. Bastou o Santos apertar um pouquinho para evidenciar a diferença técnica entre as equipes. Victor Ferraz chegou bem pela direita, mas Ricardo Oliveira não conseguiu a finalização. Aos 20, porém, mais uma pintura. Renato deixou de letra para Lucas Lima avançar e bater chapado no canto de Martín Silva: 3 a 0.

Sem opção, o Vasco se mandou para o ataque, se expôs, e foi recompensado. A posse de bola no campo ofensivo não se transformou em pressão, mas surtiu efeito no segundo final. Ederson arriscou forte da entrada da área, Vanderlei deu rebote para o meio da área, e Eder Luís escorou de primeira. Esperanças renovadas para os vascaínos na Copa do Brasil. Globoesporte.com

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

As vantagens do projeto do novo Alçapão



O Santos apresentou ao Conselho Deliberativo o projeto do novo estádio, situado a menos de um quilômetro da Vila Belmiro e que tentará utilizar o terreno onde hoje está o campo da Portuguesa Santista. Esta é a primeira das vantagens em comparação com ideias mais antigas das gestões Marcelo Teixeira e Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro.

Na década passada, pensou-se na construção de um novo palco na região de Diadema. Nada a ver. O Santos é um clube da cidade, mesmo que seja muito mais do que isso. Um dos casos no mundo de time com mais torcida fora do que dentro de seu município — não é o único e o Flamengo é outro exemplo.

Outra vantagem do projeto além da permanência na cidade é a manutenção da Vila Belmiro. Primeiro como palco de jogos pequenos e partidas em que o novo alçapão esteja cedido para shows. Segundo, grande museu a céu aberto. Isto, a Vila Belmiro já é, pela existência do Memorial das Conquistas, cujo passeio termina no gramado onde Pelé jogou.

A ideia de construir um novo estádio tem a ver com a distância que se criou para os estádios mais modernos de Corinthians e Palmeiras. O novo alçapão para 27 mil lugares pode gerar receita em vez de despesa, como o Morumbi consegue fazer desde 2003. O Allianz Parque ainda sofre para gerar mais receita do que gera, porque o estádio não está pronto e isto afastou parceiros como os sorvetes Diletto, a cervejaria Itaipava, que já fizeram parte do cardápio nos jogos de futebol, mas deixaram de fazer. O Burguer King ainda não inaugurou suas lojas dentro da arena, porque o espaço para a cozinha industrial não foi concluída — a lanchonete atualmente só dá frente para a avenida Francisco Matarazzo. Itaquera ainda não tem o espaço para suas lojas comercializado. Pode render muito mais do que hoje.

O novo Alçapão não funcionará como receita se tiver problemas semelhantes. Mas avançar é importante para o Santos equilibrar seu potencial de receita com os rivais. Especialmente num momento em que o Flamengo diminui sua dívida e amplia seu orçamento.

Não é simples executar o projeto. O primeiro passo é aprová-lo. De todos os projetos apresentados para ter um novo alçapão, o de Modesto Roma parece ser o mais perfeito.

Por PVC

Veja fotos do novo projeto de arena que o Santos pretende construir


Peixe gastará cerca de R$ 450 milhões por estádio com capacidade de 27 mil pessoas a ser erguido na cidade que dá nome ao Alvinegro Praiano


O projeto que aprova a construção foi aprovado na noite da última terça-feira (23) e prevê um investimento de R$ 450 milhões (Foto: Divulgação/Twitter TTSantos)


A ideia apresentada ainda passará por uma nova aprovação no Conselho. Caso seja validada, o prazo de construção é de aproximadamente 30 meses. (Foto: Divulgação/Twitter TTSantos)



O aporte financeiro seria feito por um fundo de investimentos americano. O Santos ficaria com 40% de participação na sociedade, enquanto os investidores com os 60% restantes. É prevista também uma divisão proporcional de bilheteria, que aumenta com o passar do tempo e chega a 40% para o Santos após 20 anos da construção. (Foto: Divulgação/Twitter TTSantos)

Arena contará com 27 mil lugares para os espectadores com um estacionamento para dois mil veículos. Além da nova construção, a Vila Belmiro não seria deixada de lado: o investimento prevê uma verba de R$ 25 milhões para reforma do estádio, além da manutenção de R$ 300 mil/mês ser de responsabilidade do fundo de investimentos. A renda, no entanto, seria 100% do clube. (Foto: Divulgação/Twitter TTSantos)

EI