No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 27 de junho de 2017

Lucas Lima encontra empresários para analisar proposta do Santos

Meia se reuniu com seus empresários, pai e advogado no CT Rei Pelé para conversar sobre a oferta de renovação de contrato com o Peixe; Jogador não dá prazo para responder


Lucas Lima teve uma reunião nesta terça-feira com seu pai e os empresários, Edson Khoddor e Júnior Santos, no CT Rei Pelé, para avaliar a proposta de renovação de contrato com o Peixe.

O camisa 10 leu o contrato, mas ainda não respondeu. Ele e seu pai farão uma avaliação e não deram um prazo para resposta.

A proposta é para o meia ficar na Vila Belmiro até o fim de 2020 e receber R$ 41 milhões no total. Seus representantes consideram a oferta como uma das melhores do Brasil. Vale lembrar que no ano passado Lucas Lima recusou o montante de R$ 5 milhões mensais do China Hebei Fortune. 

Em algumas entrevistas, ele nunca escondeu o desejo de jogar na Europa, mas recusou o Porto (POR), Crystal Palace (ING) e Napoli (ITA).

Seus direitos atualmente são divididos em três partes: 80% pertencem ao Doyen Sports, 10% à Khoddor Soccer e 10% ao Santos.

Recentemente, o camisa 10 que é constantemente chamado para a Seleção Brasileira foi sondado pelo Barcelona (ESP). O Peixe consultou seu departamento jurídico para notificar o clube espanhol por assédio, já que o atleta só pode assinar pré-contrato com outro clube a partir de 1 de julho, seis meses antes do fim de seu atual contrato, válido até 31 de dezembro. Lance 

Assédio a Lucas Lima? Leandro Quesada explica: 'Barcelona mandou uma carta ao Santos hoje'; entenda Play Mute Loaded: 0%Progress: 0% Remaining Time -0:00 Fullscreen

Saída de Dorival causa mudanças na base e no time B do Santos; entenda


Alguns jogadores da base do Peixe tinham promoção engatilhada ao profissional, como Rodrygo. E o time sub-23 treinava no estilo de Dorival, mas agora precisa se adequar a Levir

A saída de Dorival Júnior do Santos não representou mudanças apenas no elenco profissional, agora comandado pelo técnico Levir Culpi. As equipes sub-17 e sub-20 e o time B também sofreram modificações.

Dorival tinha um perfil pró-ativo: gostava de ajudar na gestão dos garotos e da equipe sub-23. Levir gosta de lidar com jovens, mas, como chegou durante a temporada, prioriza neste momento o conhecimento do grupo principal.

Elano, seu auxiliar, é quem está mais próximo das outras categorias. Agora, não há previsão de promoção para algum Menino da Vila, algo programado por Dorival com o restante da antiga comissão técnica.

O sub-20 vem de resultados ruins e não deve abastecer o profissional, algo que o presidente Modesto Roma já assumiu. E o ex-treinador fiscalizava os treinamentos para saber as deficiências e apontar melhorias, o que é feito por Elano hoje. No time sub-17, porém, atletas tinham a ida para o grupo principal engatilhada.


Chegada de Levir representou mudanças na base e no Santos B (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Rodrygo era um deles. Destaque da base, o atacante tinha a promessa de treinar com Dorival no segundo semestre deste ano. Outros como Yuri e Lucas Lourenço eram observados. Agora, voltam quase que à estaca zero.

E é no Santos B que vem a principal diferença. O planejamento da diretoria ainda prevê que o elenco treine e atue no sistema tático do profissional. O treinador Kleiton Lima, agora, precisa se adaptar ao estilo de Levir.

Assim como Dorival, Kleiton trabalhava o sub-23 com linha de defesa adiantada, posse de bola e paciência na hora de definir as jogadas. Com Levir, o Alvinegro mudou para um estilo mais pragmático, com lançamentos e força no contra-ataque.

O Santos B treinou três vezes com o profissional desde a chegada de Levir, há duas semanas. Com conversas e observação das atividades e jogos do novo comandante, o time tem que se adequar rápido. A estreia na Copa Paulista será no sábado, contra o São Caetano, no Anacleto Campanella.


Rodrygo tinha a ida ao elenco profissional do Santos engatilhada com Dorival (Foto: Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/ Santos FC)

Santos manda recado a Lucas Lima: não aumentará proposta de renovação



A permanência do meia Lucas Lima no Santos para a próxima temporada é uma incógnita na Vila Belmiro. A diretoria santista fez uma proposta de renovação para o camisa 10 há mais de dois meses e até agora não recebeu nenhuma resposta dos representantes do jogador.

Após saber por terceiros que o jogador não se empolgou com a oferta santista, a cúpula alvinegra procurou o estafe do atleta para mandar o recado de que não haverá uma segunda proposta. Eles alegam que o clube já chegou ao seu limite financeiro para tentar convencer Lucas Lima a renovar.

O Santos ofereceu salário mensal de R$ 600 mil ao meia, que seria o jogador mais bem pago do elenco. Até agora, no entanto, ele e seu estafe ainda não responderam. Hoje Lucas Lima recebe R$ 350 mil.

Além do novo ordenado, a diretoria prometeu um valor de "luvas", que seria pago no dia da assinatura do contrato. A proposta de renovação seria por quatro temporadas.

Lucas Lima, por sua vez, avalia que pode fechar um contrato melhor caso encerre seu compromisso com o Santos no fim deste ano. O meia ainda pode assinar um pré-contrato com outro clube a partir do dia 1º de julho. Vale ressaltar que, sem vínculo com o clube paulista, o camisa 10 pode receber toda o valor de uma possível negociação com uma nova equipe.

Hoje, o Santos possui apenas 10% dos direitos econômicos de Lucas Lima, enquanto a Doyen Sports possui 80% e a empresa Khoddor Soccer outros 10%. O atleta é gerenciado por Wagner Ribeiro, enquanto o pai de Neymar, com a empresa NR Sports, é responsável pela gestão da carreira do jogador.

A diretoria santista acredita que Lucas Lima já negocia com clubes europeus e que dificilmente abriria mão da oportunidade no Velho Mundo para renovar com o clube. A cúpula alvinegra, vale ressaltar, não recebeu propostas pelo jogador.

Pessoas próximas a Lucas afirmam que o meia também é alvo do Palmeiras e já mantém, por meio de representantes, conversas com a diretoria alviverde sobre a possibilidade de defender o clube. A cúpula palestrina, entretanto, nega veementemente que haja qualquer negociação neste sentido.

Ao contrário do pessimismo em relação ao futebol europeu, o valor oferecido deixa a diretoria santista confiante em relação aos concorrentes no mercado interno. Na Vila Belmiro também há quem fale no interesse do Palmeiras. Além do atual campeão brasileiro, o São Paulo, na visão dos cartolas santistas, seria outro rival disposto a buscar Lucas Lima para a próxima temporada. Diante disso, o Alvinegro acredita que os R$ 600 mil, mais as luvas à vista, afastam a disputa nacional. Para eles, ninguém no Brasil deve superar a proposta, o problema é mesmo o exterior. Uol

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Everton tenta seduzir Lucas Lima com titularidade e dinheiro


Time inglês pretende convencer meia santista a aceitar proposta ao invés de jogar pelo Barcelona



Lucas Lima pretende jogar no futebol europeu após deixar o Santos (Foto: Marcello zambrana/Agência Estado)

Além do Barcelona, Lucas Lima vai saber em uma reunião marcada para esta segunda-feira com o pai de Neymar, que empresaria o meia santista, que o Everton, da Inglaterra, fez uma proposta oficial e quer o jogador. A informação é de Jorge Nicola, da Rádio Bandeirantes.

Para seduzir o jogador, o time de Liverpool pretende pagar um salários cinco vezes maior do que recebe no Santos, além de garantir a ele a titularidade.

O Everton foi o sétimo colocado na Premier League.

No entanto, os ingleses terão de convencer Lucas Lima a mudar de ideia. Em uma roda de pôquer, ele havia confidenciado aos amigos que já havia fechado com o Barcelona e que se apresentaria ao novo clube em janeiro de 2018, quando terminaria seu contrato com o Peixe.

Independente de qual clube vai jogar, Roberto Lima, pai e empresário do jogador, destaca que Lucas Lima vai deixar o Santos por realizar sonho de jogar na Europa.

A partir do dia 1º de julho, Lucas Lima pode assinar um pré-contrato com qualquer clube. Da Redação, com Rádio Bandeirantes

Reunião com pai de Neymar é cancelada, e Lucas Lima conversa com agente nesta terça


Jogador encontrará seu empresário, Edson Khodor, para discutir proposta de renovação no CT do Santos antes de a equipe viajar ao Rio, onde na quarta enfrenta o Flamengo pela Copa do Brasil

O meia Lucas Lima se reunirá na manhã desta terça-feira com o seu agente, Edson Khodor, no CT Rei Pelé, para discutir a proposta de renovação entregue pelo Santos. Eles se encontrariam nesta segunda-feira com o empresário Neymar da Silva Santos, pai de Neymar, que administra a carreira do jogador, mas a dificuldade em encontrar um horário cancelou a conversa.

A reunião com Khodor será realizada sem a presença de dirigentes do clube. A expectativa, porém, é de que a oferta do Santos seja recusada para, assim, Lucas Lima buscar uma nova equipe na Europa.

Na última semana, durante uma roda de pôquer, o jogador anunciou diante de amigos, entre eles o atacante Neymar, que já tem um acerto com o Barcelona para se apresentar em janeiro. O meia, porém, negou a informação no último sábado, após o jogo contra o Sport.


Lucas Lima deve recusar a proposta de renovação com o Santos (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Reservadamente, pessoas próximas ao jogador e ao pai de Neymar admitem apenas que há sondagens de clubes da Espanha, França e Itália. Assim como o jogador, todos negam que o Barcelona, ou qualquer outra equipe, tenha feito uma oferta.

A contratação pelos catalães seria um pedido pessoal de Neymar, amigo de Lucas Lima, ao presidente do clube, Josep Maria Bartomeu. A informação fez com que o Santos notificasse a equipe espanhola por assédio, já que a legislação só permite que Lucas negocie com outro time a partir de sábado, 1 de julho, quando restarão seis meses do seu vínculo atual.

Lucas Lima será relacionado para a partida contra o Flamengo, pelas quartas de final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, fora de casa. Do Rio, em seguida, ele viajará com o elenco para Goiânia, onde no sábado o Santos enfrenta o Atlético-GO, pelo Brasileiro. Globoesporte

Bruno Henrique projeta gol contra o Fla e diz: “Jogamos melhor fora”

Nos últimos anos, o Santos ficou bastante estigmatizado como um time que é quase imbatível na Vila Belmiro, mas vai mal quando precisa sair dos seus domínios. Em 2017, porém, os papéis se inverteram. A derrota por 1 a 0 para o Sport, no último sábado, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, evidenciou que o Peixe não tem conseguido fazer o Urbano Caldeira ser o ‘alçapão’ de antigamente.

Esse momento ruim dentro de casa tem refletido na opinião dos próprios jogadores do elenco. Teoricamente, enfrentar o Flamengo no Rio de Janeiro seria motivo de preocupação para os santistas. Porém, segundo Bruno Henrique, o duelo da próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Ilha do Urubu, pela ida das quartas de final da Copa do Brasil, será mais tranquilo para o alvinegro.

“É um Flamengo que está subindo, crescendo, mas às vezes oscila. Parece que o treinador não conseguiu posicionar a equipe com o elenco que eles têm. Temos condições de fazer um bom jogo, estamos jogando melhor fora do que dentro de casa. Um gol lá vale por dois. Temos eu e o Copete pelos lados lá na frente, bastante velocidade, tem sido primordial fora de casa.”, comentou o atacante em entrevista nesta segunda-feira.

Bruno Henrique é um dos principais jogadores do Santos na temporada (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Na temporada, o Peixe perdeu mais na Vila Belmiro (para São Paulo, Ferroviária, Palmeiras, Cruzeiro e Sport) do que como visitante. Foram cinco derrotas em Urbano Caldeira e apenas quatro fora de seus domínios, no Maracanã, diante do Fluminense, no Moisés Lucarelli, contra a Ponte Preta e duas vezes para o Corinthians, na Arena do rival, em Itaquera.

O Santos faz o último treino antes de enfrentar o Flamengo na manhã desta terça feira. Logo após a atividade, a delegação embarca ao Rio de Janeiro. Gazeta Esportiva

Virose se espalha, e Santos tem dúvidas para encarar o Flamengo

Sete jogadores do elenco tiveram gripe recentemente. Nesta segunda-feira, Kayke e Thiago Maia apresentaram sintomas mais fortes e são dúvidas para quarta-feira


Levir Culpi pode ter problemas para escalar o Santos para encarar o Flamengo, na quarta-feira, às 21h45, na Ilha do Urubu, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Nesta segunda-feira, reapresentação do elenco após a derrota para o Sport, o volante Thiago Maia e o atacante Kayke apresentaram fortes sintomas decorrentes de uma virose e são dúvidas para a partida.

O centroavante foi diagnosticado com gripe, enquanto o camisa 29 apresenta sintomas diferentes. Antes, outros cinco jogadores tiveram gripe, foram eles: Vladimir, Victor Ferraz, Lucas Lima, Ricardo Oliveira e Vecchio. O último tem dores nas costas e não foi nem relacionado para o jogo do último sábado.

Antes, Oliveira estava no departamento médico por causa de uma contusão no tornozelo esquerdo sofrida no clássico contra o Corinthians. Ele já está recuperado perto de retornar aos gramados, mas sem condições de atuar na quarta-feira.

Caso Kayke não possa atuar, Rodrigão não deverá substituí-lo, pois está com forte amigdalite.

O próprio treinador, Levir Culpi, foi vítima do vírus e teve dores de garganta.

O Santos treina nesta segunda-feira, na terça-feira pela manhã e viaja ao Rio de Janeiro no período da tarde. Lance

Sem reforços, Levir estuda elenco para fazer trocas na Libertadores




A diretoria do Santos já avisou que não contratará reforços para o técnico Levir Culpi. Os dirigentes acreditam que o grupo está fechado para a disputa de três competições: Copa Libertadores da América, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil. Neste ano, o alvinegro praiano contratou seis jogadores: Cleber, Matheus Ribeiro, Leandro Donizete, Vladimir Hernández, Bruno Henrique e Kayke.

Por conta disso, Levir Culpi estuda o elenco santista para realizar trocas na lista de inscritos para as oitavas de final da Libertadores.

Após a Conmebol autorizar seis trocas, a comissão técnica santista planeja, no momento, realizar quatro mudanças. Os zagueiros Luiz Felipe e Gustavo Henrique, que estão em fase final de recuperação de cirurgias ligamentares no joelho, são os nomes mais prováveis no mata-mata.

Além da dupla de zagueiros, o lateral esquerdo Caju e o meia argentino, Emiliano Vecchio, também estão bem cotados para a sequência da competição continental. O volante Alison e o meia Serginho correm por fora na lista de trocas.

Sendo assim, Levir Culpi avalia os jogadores que devem sair. O nome mais cotado a deixar a lista é do volante Yan, irmão gêmeo do volante e zagueiro Yuri. O atleta foi inscrito por Dorival Júnior, mas nem sequer estreou na equipe profissional do Santos.

Matheus Ribeiro, que pode ser emprestado ao Goiás, é outro jogador que pode sair da lista atual. O mesmo pode acontecer com Thiago Ribeiro e Leandro Donizete. Nestes casos, a diretoria santista espera fechar negociações em andamento com os dois jogadores.

O jovem meia Matheus Oliveira, o zagueiro Fabián Noguera e o atacante Rodrigão também não estão confirmados para a próxima fase.

Levir pode definir a lista de inscritos até 48 horas antes do jogo de ida das oitavas de final, diante do Atlético-PR, marcado para o dia 5 de julho, ainda sem local definido. Uol 

domingo, 25 de junho de 2017

Levir pede para torcida “abraçar” Lucas Lima em meio a polêmica


O técnico Levir Culpi ganhou um problema extra-campo na última semana, com a notícia de que o meia Lucas Lima havia acertado sua transferência para o Barcelona, e viu a situação eclodir após a derrota por 1 a 0 para o Sport, no sábado. Xingado pela torcida, o armador negou os rumores e disse que não seria burro de fazer um anúncio desses. Para o treinador, é necessário que a torcida seja carinhosa com o camisa 10. 

“É um problema criado. Conversei com o Lucas e ele está consciente, não teve uma sequência tão boa depois que se machucou, ainda sofre um pouco com sua forma física. Está centrado, quer jogador no Santos. Não tenho uma referência oficial pela diretoria, que será negociado ou não. O problema é ficar em cima do atleta…”, começou o comandante, procurando deixar o jogador mais tranquilo dentro de campo. 

“É muita responsabilidade, acima do que ele pode suportar. Ele tenta fazer o melhor, tem uma qualidade técnica acima da média, mas é vulnerável. Ele está conosco, nós somos Santos e ele também. Acho impossível uma situação dessas. É importante uma fase final nessa situação. Temos que abraça-lo, ele é um jogador importantíssimo para a sequência do campeonato”, continuou Levir. 

Recém-chegado ao cargo, o treinador explicou que não controla a vida dos jogadores fora de campo ao ser questionado sobre a presença de Lucas em uma roda de pôquer, no mesmo dia em que ele perdeu a partida contra o Vitória, na Bahia, alegando uma gripe. 

“O Lucas tem personalidade. Ele sabe onde deve ir. O que importa para mim é a partir do momento em que ele veste a camisa do Santos e treina no CT. A pressão em cima dele é maior. Tem que assumir a situação e temos que procurar dar apoio para ele. Não vejo problema algum em relação ao trabalho”, avaliou. 

Preocupado com a produtividade do seu melhor jogador, tendo em vista a sequência da temporada, com Brasileiro, Copa do Brasil, competição pela qual o time joga na quarta, contra o Flamengo, e Libertadores, Levir ainda reconheceu que não sabe até quando poderá contar com o meio-campista. 

“Ele é o jogador mais valorizado do Santos, por que não pode sair? Ele é um dos primeiros nomes para sair. Ele tem condições claras, ele tem uma capacidade técnica incrível. O problema é esse ‘vai ou não vai’. Aí o cara erra um chute e o pessoal acha que ele está fazendo corpo mole. É difícil, o cara tem que ter muita personalidade”, concluiu. Gazeta Esportiva

Após derrota, Levir cobra Santos mais efetivo: 'Ainda é pouco'

Mesmo com nove finalizações contra o Sport, o técnico acredita ainda não ser o suficiente para triunfar nos três campeonatos e pensa em trabalho a longo prazo com o time



Depois da derrota contra o Sport por 1 a 0, o técnico Levir Culpi cobrou um Santos mais efetivo. Mesmo com as nove finalizações em 90 minutos, para ele ainda não é o suficiente para vencer os três campeonatos (Copa do Brasil, Brasileirão e Libertadores).

- Teremos jogos mais difíceis do que esse e precisamos estar em melhores condições. Mas temos elenco suficiente para brigar. Ainda é pouco, mesmo vencendo, para sermos campeões dos três títulos, mas podemos ter um time mais efetivo - explicou.

Com a primeira derrota desde que chegou ao Peixe, Levir ressaltou as dificuldades do ano, falou sobre um trabalho a longo prazo e pediu a união entre torcida e clube.

- Ninguém gosta de jogar pressionado. Vai ser um ano dificílimo. É ano político. Vocês sabem mais do que eu como funciona. Tem muito da força do grupo. Time já joga bem, mas não é um time nitidamente superior ao outro, tem um caminho grande. Espero que estejamos juntos porque temos capacidade técnica. Se houver divisão entre torcida, diretoria, comissão e jogadores, é batalha perdida. Podemos conquistar título importante se nos juntarmos - concluiu.

Até o momento o Alvinegro tem 16 pontos no campeonato e cinco vitórias, um empate e quatro derrotas. Lance

sábado, 24 de junho de 2017

Assunto Barcelona irrita Lucas Lima: 'Em que momento falei que ia sair?'


Após uma atuação apagada na derrota do Santos para o Sport por 1 a 0, com direito a vaias na Vila Belmiro, neste sábado, o meia Lucas Limas acabou se irritando ao final do jogo com o assunto Barcelona, especialmente sobre a notícia que teria afirmando que iria para o clube catalão durante uma roda de pôquer com Neymar e amigos, em Santos.

A notícia do acerto com o Barcelona foi publicada pela ESPN Brasil na última quarta-feira. No dia seguinte, o "GloboEsporte.com" publicou que o jogador fez o anúncio durante uma partida de pôquer com Neymar, além de mais 50 pessoas.

"Quem escreveu foram vocês, não foi?", indagou Lucas Lima ao repórter da SporTV, após ser questionado sobre o tema. Com a resposta afirmativa do profissional, Lima desabafou.

"Como eu, jogador do Santos, iria falar que eu estaria no Barcelona? Entendeu?Várias pessoas da minha família leram a reportagem e [nela] não estava o nome de quem escreveu. Esse é um problema também. Vocês [jornalistas] não chegam ao jogador e perguntam".

Rafael Oliveira explica motivo do Santos não estar agradando tanto no Brasileiro

Quando questionado se estava de saída, respondeu novamente irritado.

"Eu tenho contrato com o Santos. Em que momentou falei que ia sair?".

Voltou a se irritar ao ser perguntado sobre a roda de pôquer com Neymar.

"Lógico que não. Você acha que eu, na minha inteligência, se eu tivesse no Barcelona, eu iria falar no meio de tanta gente? Acha que sou tão burro assim? Que não sairia nenhuma foto, que [pensaria] 'Ah, tô aqui escondido'", disparou Lucas Lima.

"Cada um lê o que quer e faz o que quer. Estou com a minha consciência tranquila".

ESPN