No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 11 de dezembro de 2016

Santos vence o América-MG na Vila e fica com o vice-campeonato brasileiro


Peixe se beneficia de empate do Flamengo, pula para o segundo lugar e vai faturar R$ 10,7 milhões de premiação; Ricardo Oliveira faz o único gol da partida

O Santos venceu o América-MG, por 1 a 0, neste domingo, na Vila Belmiro, e termina o Campeonato Brasileiro como vice-campeão. Graças também ao empate do Flamengo com o Atlético-PR, o Peixe foi a 71 pontos, se igualou com o time carioca em pontos, mas leva a vantagem no número de vitórias: 22 a 20. Já o Coelho encerra sua participação melancólica: é o último colocado, com 28 pontos. O gol santista foi marcado por Ricardo Oliveira (veja acima).

Com o vice-campeonato, a equipe da Baixada Santista vai faturar R$ 10,7 milhões, R$ 3,3 milhões mais do que o terceiro colocado. 
O jogo

Ricardo Oliveira homenageia Bruno Rangel
(Foto: Mauricio de Souza/Estadão Conteúdo)

O Santos fechou o primeiro tempo com 72% de posse de bola. Diante de um América já rebaixado, era o mínimo o que o Alvinegro deveria fazer: comandar as ações para encurralar o adversário. O Peixe, porém, não conseguiu fazer o adversário passar sufoco. Girava a bola de um lado para o outro sem conseguir furar o bloqueio. A única chance clara saiu num cabeceio de Copete, que acertou a trave. Apesar do amplo domínio da bola, o Alvinegro teve apenas sete finalizações e duas chances reais de gol.

Após um primeiro tempo sem muita graça, o Santos precisou de apenas três minutos para quebrar a monotonia no segundo tempo. Ricardo Oliveira completou de cabeça cruzamento de Copete e abriu o placar. Na comemoração, homenagem a Bruno Rangel, uma das vítimas fatais do acidente com o avião da Chapecoense. 

O Peixe não se animou com o gol. Voltou ao ritmo do primeiro tempo: muito toque de bola, mas pouco apetite para criar chances. O América, por sua vez, tinha pouco interesse na partida. Tentou uma ou outra escapada, mas não ameaçou o gol de Vanderlei. Aos 35, um momento histórico: Elano entrou em campo pela última vez. Ele pendura as chuteiras e trabalhará na comissão técnica no ano que vem. Globoesporte.com

Nenhum comentário: