No peito e na alma !

No peito e na alma !

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Vice do Santos rebate presidente, dá nota 0,5 para gestão e avisa que está preparado para assumir comando do clube


Veja como foi a entrevista de Orlando Rollo nesta quinta-feira, em um escritório em Santos

Por Globoesporte

Vice-presidente do Santos, Orlando Rollo, concede entrevista coletiva

Horas após o presidente do Santos, José Carlos Peres, conceder entrevista no CT Rei Pelé, foi a vez do vice-presidente Orlando Rollo dar suas versões em relação às polêmicas vividas pelo clube nos últimos dias, como a aprovação dos conselheiros dos dois pedidos de impeachment e da guerra declarada com Peres.

Orlando Rollo disse que "não é candidato a nada" e "não tem apego pelo poder" no Santos, como afirmou José Carlos Peres. Esse foi mais um dos inúmeros episódios da briga entre Rollo e Peres, que são rachados desde o início da gestão.

– 68% dos conselheiros aprovaram a continuidade do processo de impeachment. Peres teve 72 conselheiros favoráveis e 74 contra em outro. Gosto de citar porque a partir desse número, provo que os conselheiros indicados por mim na chapa votaram contra o impeachment por indicação direta minha. Nossa chapa elegeu 72. Peres teve 72 em um e 74 em outro. Ou seja, os conselheiros que eu indiquei, por orientação minha, votaram contra o impeachment – disse Rollo.

– Nenhum conselheiro ligado a mim assinou processo de impeachment. Diversos grupos nos apoiaram e todas as chapas votaram a favor do impeachment. Alguns da chapa votaram a favor do impeachment, mas não tenho poder sobre eles – c.

Orlando Rollo concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira — Foto: Laura Fonseca

– Virei vilão da vida do presidente, culpado por todas as mazelas, e ele orientado pela equipe de marketing que ele contratou colocou e está embutindo na cabeça de todos que dia 29 será uma assembleia geral que decide entre os presidentes Orlando Rollo e José Carlos Peres. Não sou candidato e não estou sendo julgado. Julgado é ele por infringir o estatuto. Não tenho apego nenhum ao poder – prosseguiu Rollo.

– Conversei com a minha base de conselheiros, meus aliados, e tomarei a seguinte posição: se Peres sofrer o impeachment, eu vou conversar com as forças vivas do clube, as maiores lideranças expressivas de todos os grupos, ex-presidentes do clube e do conselho, e vamos avaliar em conjunto de maneira democrática o melhor para pacificar o Santos. Se for o melhor, eu renuncio. Se for o melhor, assim o farei. Está gravado. Santos Futebol Clube está acima de tudo e todos. Esse é um breve relato do que aconteceu nos últimos dias – emendou.


Além disso, Rollo desmentiu que tenha se planejado para assumir a presidência em caso de impedimento de Peres, mas afirmou que está preparado para ficar à frente do cargo de mandatário.

– Quando me candidatei, me programei para ser vice por três anos, exercendo funções do vice-presidente. Estamos tratando sobre eventual conjectura.

– Não há planejamento para que eu assuma a presidência. Se isso vier a ocorrer, experiência vai contar muito e posso dizer que estarei preparado se assim for. Nunca pensei nisso e nem participei do processo de impeachment.

Em junho, Orlando Rollo disse ao jornal "Lance" que a gestão de Peres era nota dois. Ele voltou a dar nota para para o mandato do presidente. E foi quase zero...

– Quando dei nota 2 para a gestão, ainda arredondei para cima. Fui muito generoso na nota. Hoje eu não daria meio. Talvez ele não zerasse por causa do Cuca, que diga-se de passagem a gente insistiu, e nosso marketing que começou a engrenar. Naquela oportunidade, não me licenciei, fiz um requerimento com consulta à Comissão de Estatuto, perguntando de que forma eu deveria me licenciar porque estatuto é omisso nesses casos. A resposta não me satisfez. Por isso que eu não pedi a licença – avaliou Rollo.

7 comentários:

Unknown disse...

Esse é um bosta oportunista e cara de pau deveria ter vergonha.

Unknown disse...

A única força viva do clube é a torcida o resto são oportunistas que tentam se apoderar do poder em benefício próprio.

Bruno Pereira de Souza disse...

#ficaperes

:.tossan® disse...

Nada pro Rollo e todas as velhas raposas que ficam querendo voltar ao galinheiro de ouro. Renuncia Rollo por que os sócios vão votar a favor de Peres mesmo que ele não mereça para o menos ruim aconteça na Vila. Não queremos Rollos no Peixe.

Clayton Couto disse...

Fica Peres,esperamos que os sócios pensem no santos ,pq esse rollo é um câncer junto com o Teixeira..

H.9 disse...

Cadê a Jovem?

Bruno Carlos disse...

Eu não acompanho de perto os feitos do Perez pro clube e nem sei se ele é capaz de comandar o Santos FC. Mais esse rollo certamente deve estar no clube com influência das conhecidas raposas velhas e por algum motivo qualquer e sem motivo obvio acharam essa oportunidade de impugnar o presidente. É o conhecido maldito jogo político que vive o clube... certamente tem pessoas da gestão anteriores influênciar na administração... e parece que a postura do Perez tem incomodado ao ponto de quererem tirá-lo a força.