No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 20 de maio de 2018

Clube prioriza atletas mais jovens estuda acabar com o Sub-23


Durante a eleição, Peres chegou a dizer que o Sub-23 contaria apenas com jogadores formados pelo Peixe (Crédito: Ivan Storti/Santos FC)

O Santos não quer mais ter um time Sub-23. Está nos planos da nova gestão acabar com a categoria e jogar as competições que hoje são disputados por ela com a equipe Sub-20: Copa Paulista e Campeonato Brasileiro de Aspirantes.

Com essa ideia em mente, a maioria dos reforços oficialmente anunciados para a equipe Sub-23 tem 20 anos ou menos e poderiam atuar também no time que disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior, por exemplo. O zagueiro Gabriel Olveira, que veio do Vitória e tem passagens pela Seleção Brasileira, e o volante Jeferson Alves, que chegou do Coritiba, ambos têm 19 anos, enquanto Anderson Chub, atacante do Vila Nova, Anderson Pereira, zagueiro também do Vila Nova, e Renan, meia que estava no Paulista de Jundiaí, possuem 20 anos.

A única exceção é o atacante Lucas Yanase, aposta pessoal do presidente José Carlos Peres, que já teve passagens pelas categorias de base do Santos e hoje tem 21 anos. As contratações, no entanto, vão de encontro com o discurso inicial do presidente, que dizia que o Peixe usaria apenas atletas da base na categoria e não seria “barriga de aluguel de empresário”.

Com pouco dinheiro em caixa, o Santos irá respeitar os contratos já firmados pela antiga gestão, mas não irá se esforçar para renovar o vínculo de jogadores com mais de 20 anos que não estejam nos planos do time profissional. Exemplo disso foi o atacante Stéfano Yuri, de 24 anos, que foi emprestado ao São Caetano até o final do seu contrato (30/08) e depois estará livre para assinar um vínculo definitivo com o clube do ABC.

Ao contrário de Stéfano Yuri, o Santos até tentou rescindir o contrato do goleiro Preto, de 32 anos, polêmica contratação de Modesto Roma Júnior, mas não conseguiu chegar a um acordo. Com o elenco fechado após o presidente Peres vetar novas contratações, o Santos Sub-23 estreia no Campeonato Brasileiro de Aspirantes no dia 5 de junho, contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada. Por Diario do Peixe

Um comentário:

geraldo Oliveira disse...

Esse senhor que assumiu a presidência e cheio de criatividade e deve ter sonhado sua vida toda em ser presidente do clube. Só se esqueceu que precisaria ter se preparado para tal....ele não tem condições e só avaliza esse menino Jair ventura pois o mesmo faz um teatro para justificar seus resultados e não pressiona o "bom velhinho" que está mais perdido na função do que o tal Jair....que os demais membros do comando do clube tomem uma atitude rapidamente antes que seja tarde. Somos candidatos seríssimos para disputar a Segundona em 2019 e o Santos com a história que tem não merece isso......triste demais ver o que fizeram e estão fazendo com um clube reconhecido mundialmente