No peito e na alma !

No peito e na alma !

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Santos e Ponte irão duelar pela quarta vez no Paca; Peixe tem vantagem



Apesar de Santos e Ponte Preta já terem uma história mais que centenária, as duas equipes pouco se enfrentaram no também histórico Pacaembu. Tanto que o duelo da próxima segunda-feira, às 20h (de Brasília), pelas quartas de final do Campeonato Paulista, será apenas o quarto entre os clubes no estádio paulistano.

E nessa história ainda pequena no Paulo Machado de Carvalho, o Peixe tem a vantagem. Em três jogos, o alvinegro venceu dois e empatou um. Porém, a equipe de Vila Belmiro só alcançou uma única vez o placar que precisa para avançar às semifinais do Paulistão de forma direta na próxima segunda. Foi em 1979, quando o Santos bateu a Macaca por 2 a 0, com gols de Juary e Aílton Lira.

No duelo mais recente entre os dois times no Pacaembu, em 2013, o Peixe também venceu, com tentos de Everton Costa e Montillo. A Ponte, por sua vez, descontou com Rafael Ratão, deixando o marcador em 2 a 1. Caso esse resultado volte a acontecer na semana que vem, a disputa será decidida nos pênaltis.

Por fim, Peixe e Macaca ainda ficaram no 1 a 1 em outro confronto disputado no estádio paulistano. Na ocasião, em 1986, os gols foram marcados por Antonio Carlos, para o Santos, e Chicão, para a Ponte Preta.

“Sabemos da nossa força no Pacaembu. É nossa segunda casa. Lá a gente conta com apoio do torcedor como na Vila, com muito mais público. Temos que fazer um bom jogo para chegar na semifinal do Paulista”, ressaltou o volante Renato.

No jogo de ida das quartas de final do Paulistão, o alvinegro da Vila perdeu para a Macaca por 1 a 0, em Campinas, com gol de William Pottker. Para conseguir a classificação, a equipe comandada por Dorival Júnior precisa vencer por dois gols de diferença. Uma vitória simples levará a decisão para os pênaltis. Caso seja derrotado ou a partida termine empatada, o alvinegro estará eliminado do Estadual. Gazeta Esportiva

Um comentário:

:.tossan® disse...

Dorival pediu pra torcida calma.
Minha paciência já foi pro saco!