No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 21 de junho de 2016

Reforço do Santos esbanja sabedoria, mas precisa convencer Dorival em campo



O meia Emiliano Vecchio surpreendeu a todos ao esbanjar inteligência em sua apresentação como novo reforço do Santos no início desta semana, na Vila Belmiro. O argentino se mostrou articulado com as palavras e bastante extrovertido. Entretanto, o que mais chamou a atenção no jogador foi o seu vasto conhecimento sobre a história do clube paulista e do maior ídolo dos santistas - Pelé. 

Vecchio falou sobre os feitos de Pelé como poucos atletas falam. O meia lembrou que o 'rei do futebol' venceu a sua primeira Copa do Mundo com a seleção brasileira aos 17 anos, e ainda citou como imbatível o feito de três títulos mundiais conquistados por Pelé com a seleção – em 1958, 1962 e 1970.


"Pelé logicamente está no pódio dos melhores da história. Jogador com mais de 1200 gols (foram 1281 gols em 1363 partidas), três vezes campeão do mundo. Vemos o histórico do Santos no muro do CT e vemos muitos jogadores, é uma responsabilidade boa", afirmou Vecchio.

O argentino alega que gosta de ler muitos livros e que já conhecia um pouco da história do Santos, mas procurou se aperfeiçoar após acertar sua transferência para o time da Vila Belmiro.

"Eu falo que temos que conhecer onde trabalhamos. Eu gosto de ler bastante, não só futebol, eu leio muitas coisas. Mas não é difícil conhecer o Santos, um clube de muitos títulos e muita história, e o Pelé é conhecido por todos", afirmou Vecchio.

"60%, 70% eu conhecia de antes de acertar com o Santos (história do clube), mas depois que acertei teria que entender do Santos, da história, para trabalhar melhor. Eu leio bastante e gosto de me informar muito", completou.

Apesar de 'roubar a cena' ao expor seu conhecimento sobre Santos e Pelé, o meia argentino deixou claro que pretende, agora, mostrar o que sabe sobre futebol dentro de campo. Em sua apresentação, Vecchio pediu uma chance para Dorival Júnior já no confronto santista contra o Fluminense, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), em Cariacica-ES, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. 

"Leio principalmente a Bíblia, acredito muito em Deus, e leio muitos livros que tem por aí. Agora quero comprar livros em português para entender mais a língua. Gostaria de terminar meus estudos, seria um exemplos para meus filhos. Penso em faculdade, mas agora estou pensando no professor Dorival me colocar pelo menos cinco minutos em campo na quarta-feira", disse Vecchio.

O argentino treina há cerca de dois meses em dois períodos, desde que deixou o Qatar SC. Este período já foi suficiente para ele fazer uma análise do trabalho de Dorival Júnior.

"Dorival é um treinador que gosta de jogar com a bola no pé, que gosta que seu time se movimente bastante. Eu já sabia disso e agora estou vendo de perto no CT. Vejo que ele trabalha muito a posse de bola", disse. 

Vecchio, que assinou contrato com o Santos até o fim de 2019, ainda não foi inscrito no Campeonato Brasileiro, mas o meia deve ser regularizado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF até esta terça-feira.

Além de Vecchio, o Santos contratou mais cinco reforços para a disputa do Campeonato Brasileiro – os gringos Jonathan Copete e Fabián Noguera, o atacante Rodrigão, o meia Jean Mota e o volante Yuri.

Uol

Nenhum comentário: