No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 26 de junho de 2016

Assediado pelo Zenit, Lucas Lima festeja gol e fala em brigar por título



Amplamente superior, o Santos venceu o São Paulo por 3 a 0 na tarde deste domingo. Autor de um belo gol de falta no Estádio do Pacaembu, o meia Lucas Lima comemora o triunfo que coloca o time no G4 do Campeonato Brasileiro e diz ter recebido informações positivas de Hulk sobre o Zenit, da Rússia.

“Acho que o time se comportou muito bem e mostrou que vai brigar pelo título”, disse o atleta. “A gente tem buscado essa regularidade. Queremos brigar pelo G4 e pela primeira colocação. O Dorival vem cobrando que chegou a hora de assumir essa responsabilidade e jogar como time grande”, acrescentou Lucas Lima.

O Santos saiu na frente com gols de Vitor Bueno e Rodrigão, ainda no primeiro tempo. Já nos últimos minutos do confronto, pouco antes de ser substituído por Jean Mota, Lucas Lima marcou um belo gol de falta no Pacaembu para fechar o placar do clássico.

“Quando eu estava para sair, teve a falta. Fico feliz por fazer meu primeiro gol de falta e, sendo em um clássico, fico mais feliz ainda. Treinei bem durante a semana e pedi para bater. Agradeço a Deus, porque foi um golaço mesmo”, declarou o meia santista.

Convocado para defender a Seleção Brasileira na Copa América, Lucas Lima conviveu com o atacante Hulk, do Zenit, durante o torneio disputado nos Estados Unidos. O camisa 20 do Santos estaria na mira do clube russo e disse ter recebido boas referências do companheiro na equipe nacional.

“No futebol, a gente nunca pode dizer não. O Hulk falou muito bem de lá, antes mesmo de aparecerem essas propostas até. Falou muito bem do país e do campeonato. Eu estou tranquilo. Quero continuar fazendo a minha parte e vamos ver o que acontece”, declarou Lucas Lima.

Na 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, às 19h30 (de Brasília) desta quarta-feira, o Santos enfrenta o Grêmio, em Porto Alegre. Visado na abertura da janela de contratações europeias, Lucas Lima promete manter o foco no Santos enquanto não estiver efetivamente negociado.

“Particularmente, não sei o que vai acontecer. Decidi fazer minha parte dentro de campo e deixar o resto para meus pais e empresários. Vamos ver o que Deus tem planejado. Estou feliz aqui, me sinto em casa e tenho que dar continuidade no trabalho. Enquanto estiver no Santos, vou ser feliz e tentar fazer o meu melhor”, afirmou.

Gazeta

Nenhum comentário: