No peito e na alma !

No peito e na alma !

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Santistas aprovam estratégia em Osasco e agora apostam na Vila



O Santos é o grande na final do Campeonato Paulista deste ano. Mas, contra o Audax, pouca gente se atreve, ou consegue, ditar o ritmo do jogo. Mesmo com toda a responsabilidade, o peso da camisa e o famoso 'DNA', o clube praiano mudou sua forma de jogar no último domingo para não ser surpreendido. O empate por 1 a 1, no fim, foi visto como "bom resultado", já que a finalíssima está marcada para a Vila Belmiro, onde o alvinegro não perde desde julho do ano passado.

"É complicado jogar com o Audax. Como o Santos, eles gostam de ter a bola, fazer a equipe adversária correr atrás, mas o campo dificultou. Na Vila, o gramado é diferente, as condições são melhores. Vamos equilibrar na posse de bola", declarou Ronaldo Mendes, autor do gol salvador do Santos.

David Braz admitiu que Dorival Júnior orientou a equipe a ter um posicionamento diferente em Osasco e não se importa de ter corrido tanto atrás da sensação do Estadual, mesmo com toda a pressão pelo título que o time alvinegro carrega.

"A gente sabia que ia ser assim. Com o Audax, todas as vezes foi assim. Já sabia da dificuldade que é enfrentar um time com essa característica. Mesmo com time grande. Era mudar um pouco nosso estilo, como aconteceu. Esperamos o erro deles e tivemos bastante oportunidades", afirmou, confiando que agora a situação será diferente. "Na Vila, esperamos imprimir o nosso ritmo, ficar com a bola e criar. O Audax vai ter dificuldade."

Após o fim do primeiro tempo, o time de Fernando Diniz tinha 61% de posse de bola. Naeuele momento, o jogo ainda estava 0 a 0, mas o Santos mandou duas na trave e esteve até mais perto de abrir o placar. Por isso, Braz não vê problema em jogar em cima quanto esperar mais o adversário.

"As duas formas são muito boas. A pressão e esperar, como esperamos na intermediaria de ataque. Deu certo. Acho que o resultado não foi ruim, queríamos a vitória, mas não sair derrotado foi muito bom. Está aberto. Eles conseguiram ganhar do Palmeiras lá, golearam o São Paulo. Não saímos derrotados", declarou.

Agora, a aposta é na Vila Belmiro, onde o Santos, apesar da dificuldade, bateu o próprio Audax por 2 a 1, de virada, na 15ª rodada da competição, e está invicto há dez meses. Mas, nem isso acalma os santistas, ainda concentrados no perigoso rival e com o respeito ainda mais elevado depois de 90 minutos muito equilibrados.

"A gente está contente de estar decidindo em casa, onde gostamos de jogar, mas, tranquilidade não vamos encontrar nunca. Estão muito bem, em grande fase. Chegaram na final com méritos. Não dá ara ficar tranquilo", falou David Braz.

ESPN

Nenhum comentário: