No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Santos ameaça multar Damião caso ele não se apresente nesta quarta-feira



Os representantes do atacante Leandro Damião ironizam a medida cautelar que o Santos se apoia na briga judicial com o centroavante e já avisaram que o atleta não voltará a vestir a camisa do clube. A diretoria santista, por sua vez, promete multar o jogador em seu salário caso ele não se apresente ao técnico Dorival Júnior nesta quarta-feira, às 16h (de Brasília), no CT Rei Pelé, data da reapresentação do elenco.

O estafe de Damião alega que a medida cautelar obtida pelo Santos no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) de São Paulo, que obriga os interessados em contratar o centroavante a indenizar o clube paulista em R$ 870 milhões, não invalida a decisão do TST (Tribunal Superior do Trabalho), que deu uma liminar liberando o atleta de vínculo com o alvinegro praiano. 

"Enquanto for mantida a decisão do TST (Tribunal Superior do Trabalho) o Damião continua livre para acertar com qualquer clube. A decisão cautelar foi de um juiz plantonista e apenas deu uma ação midiática boa para o Santos. Como eles vão corrigir a decisão do TST? Esta decisão do TRT não sobrepõe a decisão do TST. Isso foi só para tumultuar. Estamos nos divertindo com isso, apesar de considerarmos um absurdo", afirmou Vinicius Prates, empresário de Damião.

Para os representantes do atleta, o Santos deve dois anos de direitos de imagem (maior parte do salário), três meses de CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), conhecida como carteira profissional, além de cinco meses de fundo de garantia. 

A diretoria santista espera que Leandro Damião se apresente ao técnico Dorival Júnior. O presidente Modesto Roma, inclusive, alega que o clube paulista está disposto a pagar o alto salário do jogador – cerca de R$ 700 mil mensais.

"O Santos vai sempre respeitar a decisão da Justiça. O Damião é muito bem-vindo. Nós temos que pagar (o salário). O Santos vai cumprir o contrato e pagar o salário dele", afirmou o dirigente.

"Não devemos nada. Ele está cobrando na Justiça. Se a Justiça achar que devemos pagar, vamos pagar", completou.

Nos bastidores, o Santos não esconde o desejo de negociar Damião, principalmente por causa do alto salário. O ordenado do jogador ultrapassa e muito o "teto salarial" do clube. A maioria dos atletas recebe entre R$ 70 mil e R$ 200 mil mensais. Os únicos jogadores que ultrapassam este valor são Lucas Lima e Gabriel Barbosa.

A briga na Justiça entre Damião e Santos continua. O processo só terminará quando todos os recursos forem esgotados. 

Uol Esporte

Nenhum comentário: