No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Com reforços, retornos e Robinho, Santos pode ter 3 ataques, mas sofre com defesa



As contratações por empréstimo de Paulinho e Joel, que chegaram de Flamengo e Cruzeiro, respectivamente, incharam ainda mais a linha de ataque do Santos para 2016. Não bastasse isso, Robinho pode chegar caso o clube arranje parceiros, e Stéfano Yuri, Patito Rodríguez e Lucas Crispim voltaram de períodos emprestados em Náutico, Johor-MAL e Joinville, também respectivamente.

Contando ainda com Ricardo Oliveira, Geuvânio, Gabriel, Neto Berola e Marquinhos no elenco, Dorival Júnior terá de quebrar a cabeça para montar o time santista ofensivamente e sabe que terá, ao menos, duas opções reservas para a linha ofensiva titular.

Caso acerte com o Santos para sua quarta passagem na Vila Belmiro, Robinho seria titular absoluto, provavelmente substituindo Marquinhos Gabriel pelos lados do campo. Assim, Ricardo Oliveira e Gabigol seriam seus parceiros.

Imediatamente como reposição chegam Geuvânio, Paulinho e Joel formando um ataque reserva. O camaronês recém-chegado pode até atuar pelas pontas, mas foi contratado como substituto principal do atual camisa 9 da equipe, posição que era de Nilson no ano passado.

Como terceiro ataque reserva, aparece o trio Patito Rodríguez, Stéfano Yuri e Neto Berola.

O primeiro, de 25 anos, teve algumas oportunidades desde que chegou, em 2012, comprado junto ao Independiente-ARG, mas não empolgou. A esperança da torcida santista é que, em seu último ano de contrato, ele esteja mais maduro e mostre o futebol esperado há quatro anos. Já o segundo é "Menino da Vila" e teve poucas chances no Náutico, em 2015. Alto, ele agrada a Dorival Júnior, que pediu sua manutenção no elenco em 2016. O terceiro, por sua vez, está emprestado até o fim do Campeonato Paulista e é opção rápida pelos flancos.

Marquinhos, de contrato recém-renovado após ter sua saída quase decretada, e Lucas Crispim correm por fora e devem ser os que terão menos chances.

Se no ataque são muitos, na defesa...

... o time sofre. Principal problema a ser resolvido pelo presidente Modesto Roma Júnior, o Santos ainda não contratou nenhum jogador para o setor.

A preocupação começou principalmente após a lesão de David Braz, no segundo jogo da final da Copa do Brasil do ano passado, diante do Palmeiras. O titular ficará de molho ao menos até março e perderá boa parte do Paulista. Isso fez com que o clube buscasse a renovação de Werley, antes descartada, mas as conversas com o Grêmio, time detentor de seu passe, não fluiram.

Leonardo, que voltou em 2015 por indicação do próprio Robinho e teve pouquíssimas chances no último Brasileiro, foi dispensado e acertou com o Mersin, da Turquia.

Alan Costa, do Internacional, Pedro Geromel, do Grêmio, Gum, do Fluminense, Victor Ramos, ex-Palmeiras, e Renato Chaves, da Ponte Preta, foram sondados, mas nenhum chegou. O último, inclusive, esteve perto aceitou proposta do Flu e até já foi apresentado.

Outras opções de Dorival estão no próprio elenco. Paulo Ricardo atuou mais como volante com o técnico em 2015, mas também é zagueiro. Jubal voltou de empréstimo junto ao Avaí e deve ganhar oportunidades com a falta de jogadores na defesa. Lucas Veríssimo, que treina pelo Santos B, além de Sabino e Bruno Leonardo, que jogaram nas duas últimas Copa São Paulo, também têm chances de chegarem entre os profissionais.

ESPN

Nenhum comentário: