No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Peixe defende Vila Belmiro depois de acusação de vereador palmeirense



A decisão da Copa do Brasil entre Santos e Palmeiras já começa a esquentar nos bastidores. Depois de duelarem na final do Campeonato Paulista, quando o time da Baixada Santista acabou campeão após disputa nos pênaltis, agora os rivais se enfrentam pela taça nacional dias 25 de novembro e 2 de dezembro. Porém, o vereador Laercio Benko (PHS/SP), que é presidente da CPI das Torcidas Organizadas, declarou que a Vila Belmiro não tem condições de receber a primeira final, alegando que a falta de segurança no estádio torna iminente uma “tragédia” entre torcedores.

Em resposta, o Santos emitiu um comunicado oficial em que repudia a declaração de Laercio Benko e lembra que o estádio foi palco da grande decisão Estadual contra o mesmo Palmeiras neste ano e passou pelo jogo sem registros de incidentes.

Não é a primeira vez que o advogado, e atualmente também vereador paulistano, Laercio Benko se envolve em polêmicas por causa do Palmeiras, clube pelo qual nunca escondeu ser torcedor. Em 2011, Benko ameaçou entrar na Justiça contra o sorteio que definiu a escalação do árbitro Paulo César Oliveira na semifinal do Paulista que culminou com a eliminação palmeirense perante ao Corinthians.

“Como palmeirense, fiquei indignado com o sorteio fajuto que o colocou no jogo. Espero que o torcedor saiba que temos mecanismos para buscar nossos direitos “, disse, à época.

Em 2013, o mesmo vereador também conseguiu instituir o dia 12 de junho como o Dia do Torcedor Palmeirense. No mesmo ano, Laercio Benko se revoltou com o processo aberto pelo Ministério Público para apurar um suposto uso de notas frias para a obtenção de alvarás durante a reforma do Palestra Itália e declarou que apoiaria o clube, inclusive questionando, já como vereador, os mesmos alvarás concedidos ao Corinthians, arquirrival de seu time de coração, para a construção de sua Arena, em Itaquera.

“O Palmeiras é perseguido desde a Segunda Guerra, quando tentaram tomar o nosso estádio. Isso precisa acabar, o que queremos é apenas um tratamento igual. Vamos analisar o processo e dar todo apoio possível ao Palmeiras”, comentou, na ocasião.

Confira abaixo o comunicado do Santos FC na íntegra:

O Estádio Urbano Caldeira já recebeu nesta temporada a final do Campeonato Paulista contra o mesmo adversário das finais da Copa do Brasil, o Palmeiras, e nenhum incidente foi registrado.

O Santos FC preza pela segurança de seus torcedores e para isso tem o apoio irrestrito da Polícia Militar e de outros órgãos que garantem a integridade dos torcedores dentro e fora da Vila Belmiro.

A organização do esquema de segurança para grandes clássicos na Vila Belmiro é tratada sempre com antecedência, com inteligência e com responsabilidade.

“Profetizar” uma tragédia pode complicar o trabalho da PM. O Santos FC sempre prezou pela volta das famílias aos estádios (e recebeu muitas durante esta temporada) e repudia quaisquer atitudes ou declarações que possam gerar a violência.

A Vila Belmiro está pronta sim para receber um jogo deste porte, entre duas equipes grandes do estado de São Paulo e a diretoria alvinegra ressalta que confia no trabalho dos dirigentes do Palmeiras, em questão de segurança, na decisão marcada para 2 de dezembro no estádio do adversário.

Precisamos de união para realizarmos o espetáculo. O vereador e presidente da CPI das Torcidas Organizadas, Laercio Benko, é nosso convidado para conferir de perto que tragédias passam longe do Templo Sagrado do Futebol Mundial.

O Santos FC exige respeito.

Gazeta Esportiva

Um comentário:

clayton disse...

Mais um se tremendo todo...rsrsrsrs