No peito e na alma !

No peito e na alma !

sábado, 12 de setembro de 2015

Em arrancada, Santos foca esforços em ida à Libertadores após três anos


Dois meses após dizer que volta ao clube foi para 'finalizar o trabalho de 2010', Dorival Júnior aproxima o Santos outra vez da competição continental. No grupo, discurso de otimismo após reação

Enquanto o torcedor do Santos sonha em chegar ao G4 do Brasileirão - um ponto separa a equipe do Flamengo, o quarto colocado - o técnico Dorival Júnior tem o mesmo desejo, e também uma lembrança a ser destacada.

Em 2010, a última vez em que o Peixe teve uma sequência entre os quatro primeiros colocados envolveu o mesmo treinador. Isso ocorreu na 31ª rodada do Brasileiro daquele ano, pouco depois de Dorival ser demitido devido à discordância da punição dada à joia Neymar.

Hoje, o sonho do G4 – ou melhor, de chegar à Libertadores – é possível, com o mesmo Dorival Júnior. Tudo isso graças à arrancada do time, em sua maioria formado por garotos que nunca disputaram este torneio.

– Nós somos sinceros. Isso tudo, (entrar no G4) vai acontecer se mantivermos a postura que temos, aí sim podemos aumentar as nossas possibilidades. Agora, até este momento fizemos um campeonato de recuperação. Se pararmos, as coisas vão ficar como estão. O Brasileiro é desafiador por causa disso. Por isso precisamos estar atentos e focados – explica Dorival, que apesar do objetivo, prefere manter os pés no chão hoje.

As 183 rodadas que o Santos passou fora do G4 do Campeonato Brasileiro desde então fizeram da equipe uma recordista negativamente. Com exceção do Joinville, que disputa a Série A pela primeira vez nos pontos corridos, o Alvinegro é a clube que mais tempo ficou fora da zona mais cobiçada do torneio nacional.

Felizmente, para o torcedor santista, o cenário é bem diferente nos dias atuais. O treinador assumiu o time na zona de rebaixamento e hoje está na 7ª colocação do campeonato. No total, o aproveitamento do Santos é de 51,4%. Contando desde o primeiro jogo com Dorival até aqui, o aproveitamento sobe para 70% (apenas uma derrota, para o Palmeiras), o mesmo do líder.

Se na história é possível sonhar, na matemática a conta é simples: Dorival Júnior + Santos = Libertadores. Afinal, mesmo antes de sair, o técnico levou o time à conquista da Copa do Brasil, que deu vaga para a também vencida Libertadores-2011, mas esta já com Muricy Ramalho.

Sem participar da competição continental desde a edição de 2013, o Santos corre contra o tempo e disputa contra rivais regionais pela vaga. Neste domingo, um passo pode ser dado.

QUEM JÁ JOGOU LIBERTADORES


Pelo Santos - Os experientes Renato e Ricardo Oliveira jogaram a edição de 2003 da Libertadores e foram vice-campeões com a camisa do Peixe. Os dois também disputaram o torneio por outros clubes: o volante pelo Botafogo, em 2014, e o atacante pelo São Paulo, vice em 2006 e semifinalista em 2010.

Por outros clubes - Poucos jogadores do Peixe estiveram na Libertadores até agora: David Braz (Flamengo), Werley (Grêmio), Valencia (Fluminense), Leandro (inscrito pelo Grêmio) e Neto Berola (Atlético-MG). O restante do grupo não tem experiência.

Lancenet

Nenhum comentário: