No peito e na alma !

No peito e na alma !

sábado, 6 de junho de 2015

Santistas admitem incômodo e ‘não entendem’ novo tropeço


O torcedor santista que foi à Vila Belmiro no início da noite deste sábado viu o Santos repetir os erros da partida contra o Sport, há uma semana, também no estádio Urbano Caldeira, quando a equipe alvinegra ficou à frente no placar por duas vezes, mas, no fim, cedeu o empate. Desta vez, foi a vez da Ponte Preta aproveitar os vacilos santistas para arrancar resultado de 2 a 2.

Após o apito final do árbitro, as vaias deram o tom no estádio e os protestos na saída dos jogadores para o vestiário se dividiam entre Marcelo Fernandes e alguns atletas, como Gabriel, que novamente não aproveitou oportunidade e acabou sacado na segunda etapa.

"Temos que ter cuidado e atenção. Se a gente não estivesse criando, seria preocupante, mas estamos tomando gols por falta de atenção e isso, no final, pesa. Acho que a gente está mais do que na hora de se conscientizar que não podemos continuar cometendo esses erros, porque não é bom para ninguém", disse Elano, capitão do time neste sábado, já que Renato não pôde atuar por causa de dores no joelho.

Ao comentarem o novo tropeço, os jogadores santistas tinham discursos variados e pareciam buscar uma explicação pela falta de vitórias.

"Eles tiveram posse de bola legal depois que a gente teve um a menos (Chiquinho se machucou no fim), mas uma hora a bola vai entrar, vamos voltar a ganhar e tirar o Santos dessa posição, que está incomodando", analisou Victor Ferraz. No entanto, ao ser questionado se a falta de gols estava atrapalhando o time nos jogos, Geuvânio discordou.

"Não. A gente fez gol hoje", disse o atacante, de forma ríspida, para depois completar "A gente jogou bem, mas a vitória não está vindo. Mas o time não vai parar de lutar, não".

David Braz também parecia atordoado e sem palavras para falar sobre o empate na Vila.

"Infelizmente, cara. Vamos trabalhar para melhorar logo, o Santos não pode estar nessa situação, fomos campeões paulistas agora, a gente está jogando bem, mas tem que trabalhar mais para concertar e voltar a ser o Santos do começo da temporada", disse.

"A gente tem que corrigir alguns defeitos. A gente começou muito bem o primeiro tempo, no segundo tempo deixamos cair e cedemos o empate", resumiu Vladimir. "Campeonato Brasileiro é sempre preocupante. A gente sempre começa bem e, em alguns detalhes, acaba pecando", encerrou o goleiro santista.

Na próxima quarta-feira, o Santos encara o Atlético-MG, no estádio Independência, em Minas.

Gazeta Esportiva

Nenhum comentário: