No peito e na alma !

No peito e na alma !

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Comitê de Gestão veta Oswaldo, e Fernandes segue à frente do Santos

Após acertar detalhes com treinador carioca, nome de Oliveira é vetado internamente, após reunião nesta sexta. Assim, Peixe segue nas mãos de atual comissão técnica

Após acertar detalhes com Oswaldo de Oliveira, o Santos decidiu manter o trabalho de Marcelo Fernandes à frente da comissão técnica do time. Na manhã desta sexta-feira, o Comitê de Gestão se reuniu e acabou vetando a contratação do treinador carioca, que dirigiu o Peixe em 2014. 

Desta forma, Marcelo Fernandes segue como coordenador da comissão técnica fixa do Santos. O profissional, inclusive, esteve nesta sexta na Vila Belmiro para receber a notícia. 

Superintendente de Esportes do clube, Dagoberto Santos esteve no Rio de Janeiro para conversar com Oswaldo de Oliveira, que foi demitido pelo Palmeiras na última terça-feira. No papo, o treinador aceitou se enquadrar na política financeira atual do Peixe, com teto em R$ 200 mil mensais. No entanto, a contratação acabou esbarrando no veto do Comitê de Gestão, que conta com esse direito, de acordo com o estatuto oficial.


Nos últimos dias, membros da direção do Santos foram ao mercado e fizeram sondagens a outros treinadores, como Seedorf, Roberto Carlos, Guto Ferreira e Gilson Kleina. No entanto, diante das circunstâncias, o presidente Modesto Roma Júnior acabou decidindo por Oswaldo de Oliveira.


À frente de um dos elencos mais caros do país, Oswaldo de Oliveira foi demitido pelo Palmeiras na última terça-feira, deixando o time perto da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, com seis pontos, em 18 disputados. A gota d'água para o desligamento foi a derrota para o Figueirense, no último final de semana. Antes, no Paulista, o treinador ficou com o vice, ao ver sua equipe batida pelo Peixe na decisão. 

Oswaldo de Oliveira tem a receber cerca de R$ 2 milhões do Alvinegro, em valores referentes a sua última passagem pelo clube, na gestão de Odílio Rodrigues. Ele foi demitido em setembro do último ano, quando a equipe ocupava a 11ª colocação do Campeonato Brasileiro. Antes, também na última temporada, o treinador carioca comandou o time na campanha do vice-campeonato paulista, com derrota para o Ituano na decisão. 

Globoesporte.com

Nenhum comentário: