No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Com aval para negociar saída, Lucas Lima não deve mais jogar pelo Peixe



Lucas Lima irritou muitos torcedores santistas ao levar um cartão amarelo por reclamação no duelo contra o Atlético-MG, na última rodada. Como já acumulava dois cartões no Brasileiro, o meia está suspenso e não poderá enfrentar o Corinthians, neste sábado. A punição pode ter decretado o empate por 2 a 2 com o Galo como sua última partida com a camisa 20 do Santos, já que o próximo desafio será apenas dia 28, contra o Internacional, no Beira-Rio.

Isso porque a Doyen Sports, grupo de investimento maltês que detém 80% dos direitos econômicos do jogador, deve levar uma proposta oficial do Porto à diretoria santista neste fim de semana. O Santos, inclusive, já deu o aval para o jogador, por meio de seus representantes, negociar com o clube português.

“O Santos emitiu uma carta para descaracterizar o assédio. Não existe assédio nisso. É uma liberação para que haja negócio normalmente”, admitiu o presidente Modesto Roma Jr.

Com a carta em mãos, Renato Duprat, representante da Doyen, está em Portugal e deve voltar nesta sexta-feira com a oferta de 10 milhões de euros (cerca de R$ 34,8 milhões) pelo atleta. Na próxima semana, o meia de 24 anos já deve viajar para conhecer o clube, passar por exames e afins.
Ricardo Saibun/Santos FC

Com proposta de 10 milhões de euros, Lucas Lima deve fechar com Porto; lucro do Peixe será de R$ 9,8 mi

o valor total da venda, o Peixe receberá 1 milhão de euros (aproximadamente R$ 3,48 milhões) por deter 10% do jogador. Além disso, o contrato ainda prevê o recebimento de 20% do lucro que a Doyen obtiver com a transação. Como o grupo de investimento pagou R$ 3 milhões para comprar 40%, à época, em 2014, pertencentes ao Internacional de Porto Alegre, o lucro será de R$ 31,8 milhões. Deste montante, o alvinegro ficará com R$ 6,36 milhões. Ao todo, o clube da Vila Belmiro receberá cerca de R$ 9,84 milhões, caso o negócio se concretize.

1ª chance desperdiçada

Com 78 jogos pelo Peixe, sete gols marcados e um título do Campeonato Paulista, Lucas Lima viveu uma forte valorização em pouco mais de um ano. Porém, uma eventual venda do jogador poderia render mais aos cofres santistas, já que no primeiro semestre do ano passado, a Doyen Sports repassou R$ 3 milhões para o clube comprar 40% dos direitos econômicos do atleta que pertenciam a empresa Khodor Soccer, de propriedade de Edson Khodor, empresário de Lucas Lima.

Entretanto, Odílio Rodrigues, presidente do Santos na ocasião, inseriu o valor no fluxo de caixa do clube, que vivia uma grave crise financeira. A Doyen, então, comprou a porcentagem posteriormente por R$ 2,5 milhões e acumulou 80% dos direitos do atleta.

Apenas em janeiro deste ano, já com Modesto Roma Jr empossado, o Santos comprou os 10% que ainda pertenciam ao Internacional por aproximadamente R$ 1,1 milhões e Edson Khodor permaneceu com os 10% restantes.

O empréstimo de R$ 3 milhões feito junto a Doyen precisa ser pago pelo Peixe em até cinco anos com juros de 10% ao ano, o que dá R$ 300 mil de juros por ano e um total de R$ 4,5 milhões a pagar.
Ricardo Saibun/Santos FC

Modesto nega débito com Doyen Sports e garante que desejo do meia é permanecer em Santos

O mandatário alvinegro garante desconhecer o acordo feito ano passado, mas não pretende abater a dívida caso Lucas Lima seja vendido agora.

“Eu, sinceramente, desconheço este acordo. Mas, se for isso mesmo, nós iremos pagar nestes cinco anos. Não mexeríamos agora (subtrair do valor a receber com a venda)”, explicou Modesto.

2ª chance desperdiçada

Outra oportunidade de obter mais lucro com uma venda de seu principal articulador no atual elenco seria aceitar a proposta de 3 milhões de euros feita pelo grupo de investimento há cerca de um mês. O Santos pediu 5 milhões de euros e o negócio foi descartado. Se tivesse concordado, o clube receberia, mesmo sem direito aos 20% do lucro da Doyen em uma futura venda, cerca de R$ 10,440, R$ 600 mil a mais do que deve arrecadar com a atual negociação.

Conversa particular

Lucas Lima nunca escondeu seu desejo de atuar no futebol europeu. No início do ano, o jogador não deixou o Santos por muito pouco. Uma reunião com Modesto Roma Jr, aliado a uma valorização salarial, manteve o meia no Peixe.

O assédio pelo seu futebol, no entanto, apenas aumentou neste primeiro semestre e, apesar de já ter completado sete partidas no Campeonato Brasileiro, o que descarta a possibilidade do meia atuar por outro clube no país, a chance de atuar no Porto, uma das maiores vitrines da Europa, mexeu com o atleta e seus representantes, que sonham com o lucro da transação. Por outro lado, Modesto Roma Jr surpreendeu ao revelar uma conversa particular com o jogador.
Ricardo Saibun/Santos FC

Lucas se projetou nacionalmente com a camisa do Santos e deve partir à Europa semana que vem

“Eu fui ao CT ontem (terça-feira), conversei com o Lucas Lima e ele me disse que quer ficar. O que posso dizer é que ele me disse que seu desejo é permanecer”, disse o presidente, antes de lembrar que a posição do jogador não é definitiva. “Claro que a gente sabe que só isso, só a opinião do atleta, não quer dizer que ele vai ficar, mas é o que eu posso dizer. Ele disse que quer ficar”, reiterou.

Gazeta Esportiva

Nenhum comentário: