No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 19 de abril de 2015

Santos bate o São Paulo e chega pela sétima vez seguida na decisão do Paulista




O Santos venceu o São Paulo por 2 a 1 neste domingo, na Vila Belmiro, e se classificou para enfrentar o Palmeiras, que eliminou o Corinthians, na final do Campeonato Paulista. A equipe santista venceu com facilidade, mas sofreu um susto nos cinco minutos finais da partida com um gol de Luis Fabiano.

O primeiro jogo entre Santos e Palmeiras ocorrerá no estádio do time alviverde, já que a equipe santista tem melhor campanha que o rival na competição.

Os gols do Santos foram marcados por Geuvânio, que fez um golaço após arrancar com a bola do seu campo de defesa e finalizar da entrada da área de Ceni, e Ricardo Oliveira, que fechou o placar e marcou seu décimo gol no Paulistão. O camisa 9 é o artilheiro do Estadual. 

O Santos teve uma baixa no início da partida, mas sentiu a perda em campo. O volante Valencia foi substituído por Lucas Otávio devido a uma lesão no joelho direito. O colombiano sofreu uma pancada no joelho na partida contra o Londrina e foi poupado dos treinos com bola durante a semana. Após teste de vestiário, o atleta foi confirmado para a partida, mas não aguentou três minutos em campo.

O Santos não joga no meio de semana e só volta a campo contra o Palmeiras. O São Paulo, por sua vez, tem duelo decisivo na Copa Libertadores da América, diante do Corinthians, quarta-feira, no Morumbi.

Fases do jogo:

O Santos dominou a partida desde o início. No primeiro tempo, por exemplo, o goleiro Vladimir não fez uma defesa. O único bom momento foi um chute fraco de Denilson de fora da área após assistência de Ganso.

A equipe santista, por sua vez, impôs muita velocidade na partida. A maioria das jogadas foi criada por Robinho e Lucas Lima. O camisa 7, inspirado com seus dribles, quase abriu o marcador após pedalar para cima do marcador e chutar forte, cruzado, para boa defesa de Rogério Ceni.

Mas o primeiro gol da partida foi de Geuvânio. O camisa 45, aos 35 minutos, arrancou do campo do Santos, passou em velocidade por dois marcadores e chutou forte da entrada da área para abrir o placar na Vila. Um belo gol. 

No segundo tempo, o São Paulo voltou mais ofensivo com a entrada de Luis Fabiano no lugar de Paulo Miranda. Com isso, Hudson foi deslocado para a lateral direita. Logo inicio, Alexandre Pato desperdiçou uma grande chance. Após falha de Victor Ferraz, a bola sobrou para o atacante dentro da área, mas ele acertou a rede do lado de fora depois de finalizar de perna esquerda.

O Santos respondeu com a ajuda do árbitro Raphael Claus, que atrapalhou o volante Denilson e fez com que a bola sobrasse para Ricardo Oliveira. Livre dentro da área, o camisa 9 chutou cruzado, mas a bola passou perto da trave de Ceni.

Robinho e Geuvânio, os dois melhores do Santos no jogo, saíram por desgaste físico no segundo tempo. Mesmo assim, a equipe santista continuou pressionando. Ricardo Oliveira acertou trave em uma jogada e marcou o segundo gol dois minutos depois. Chiquinho cruzou para o camisa 9, sem goleiro, ampliar o placar.

O São Paulo ainda descontou com Luis Fabiano no finalzinho do jogo, mas não empatou e está eliminado.

O melhor: Geuvânio. Marcou um golaço e correu muito, tanto para atacar como para marcar.

O pior: Alexandre Pato. Muito displicente. Perdeu a única chance que o São Paulo teve para empatar, mesmo sem marcação dentro da área. Errou muitos passes e se movimentou pouco.

Para lembrar:

Protestos dos santistas. Torcedores do clube levaram faixas ao estádio para protestar contra a ex-diretoria, de Luis Alvaro e Odilio Rodrigues. "Antiga gestão bando de ladrão" e "Cadê o dinheiro que tava aqui?", questionava a torcida com as faixas.

Sem perdão a Ganso. O ex-camisa 10 do Santos foi perseguido e vaiado pela torcida santista mais uma vez em seu retorno a Vila. A torcida não perdoa o fato de o meia ter se transferido para o São Paulo.

Passou mal. Geuvânio vomitou no gramado da Vila e teve que receber atendimento médico fora de campo no primeiro tempo.

Pedaladas, embaixadas e canetas. Robinho abusou dos dribles no clássico. Além de distribuir "canetas e pedaladas" no adversário, o camisa 7 aplicou uma sequência de embaixadinhas no meio-campo e levantou a torcida na Vila.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 1 SÃO PAULO

Data: 19 de abril de 2015, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Arbitro: Raphael Claus
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa

Gols: Geuvânio aos 35 minutos do primeiro tempo e Ricardo Oliveira aos 30 minutos do segundo tempo [Santos] e Luis Fabiano aos 41 minutos do segundo tempo [São Paulo].

Cartões amarelos: Wesley [São Paulo]

SANTOS: Vladimir; Victor Ferraz, David Braz, Werley e Chiquinho; Valencia [Lucas Otávio], Renato e Lucas Lima; Geuvânio [Cicinho], Ricardo Oliveira e Robinho [Leandrinho].
Técnico: Marcelo Fernandes

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda [Luis Fabiano], Rafael Tolói, Dória, Carlinhos [Centurión]; Denilson, Hudson, Wesley, Michel Bastos e Ganso; Alexandre Pato.
Técnico: Milton Cruz

Uol Esporte

Nenhum comentário: