No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 28 de abril de 2015

Cruzeiro negocia por Lucas Lima, mas vê entrave para tê-lo na Libertadores



O Cruzeiro não desistiu de contar com um meia-atacante para as oitavas de final da Copa Libertadores da América, quando enfrentará o São Paulo. E a negociação por Lucas Lima, sonho de consumo da diretoria, pode ter um desfecho positivo. O gerente de futebol Valdir Barbosa e o empresário André Cury são os responsáveis por conduzir as tratativas com Renato Duprat, membro da cúpula da Doyen Sports, empresa detentora de 80% dos direitos econômicos do jogador.

O empecilho, até o momento, é a liberação do Santos, clube com o qual o jogador tem contrato até 2017 e uma multa rescisória de 60 milhões de euros (cerca de R$ 190 milhões conforme a cotação atual). O presidente Modesto Roma Júnior só aceita conversar após a finalíssima do Campeonato Paulista, marcada para este domingo, diante do Palmeiras.

O maior obstáculo, nesta situação, é o tempo para a inscrição da Copa Libertadores. O Cruzeiro teria até a noite de segunda-feira para colocá-lo à disposição de Marcelo Oliveira no jogo da ida das oitavas de final, no Morumbi. Mesmo com a liberação dos santistas, a sua entrada na equipe seria praticamente impossível.

Ciente dos obstáculos criados pela agremiação dona de 10% dos direitos do apoiador, o clube tenta alinhavar o acordo diretamente com a Doyen Sports e, além do desejo da empresa de transferi-lo para a capital mineira, onde usará a Libertadores como vitrine, conta com o apoio de outro investidor ligado ao bicampeão nacional para se reforçar.

Detentor de 10% dos direitos econômicos de Lucas Lima, Edson Khodor, empresário do atleta, revela ainda a existência de um acordo com o Santos para que o jogador de 24 anos seja negociado apenas em agosto deste ano, o que não significa que ele será negociado nesta data.

"Há um acordo para que ele deixe o clube somente a partir do dia 1º de agosto. Não quer dizer que isso acontecerá a partir desta data, mas é uma conversa que tivemos com a diretoria do Santos no início do ano, quando tivemos algumas propostas e optamos pela permanência. Não tem nada a ver", disse ao UOL Esporte.

Uol Esporte

Nenhum comentário: