No peito e na alma !

No peito e na alma !

sexta-feira, 20 de março de 2015

Justiça pressiona Santos a pagar Muricy em 3 dias e clube vai penhorar CT


O Santos sofreu mais um baque financeiro. A 8ª Vara Cível do Foro da cidade comunicou oficialmente ao clube nesta sexta-feira o ganho de causa ao técnico Muricy Ramalho, referente a uma dívida de, aproximadamente, R$ 1,3 milhão de sua multa contratual. O treinador dirigiu a equipe santista por 25 meses entre 2011 a 2013.

A pendência financeira pressiona o Santos em, até três dias, a pagar a Muricy o montante da dívida. O UOL Esporte apurou que clube, por sua vez, com escassos recursos financeiros, já decidiu que colocará o CT Meninos da Vila como objeto de penhora do processo.

A prática de indicar o centro de treinamento utilizado pela base santista é comum por parte do departamento jurídico do Santos em causas trabalhistas.

Vale lembrar que Muricy Ramalho foi o maior salário pago a um técnico na história do Santos – R$ 700 mil mensais. O valor de R$ 1,3 milhão é um misto de direitos de imagem que não foram pagos durante sua estadia na baixada, e parte da rescisão por sua saída.

Segundo os advogados de Muricy, o Santos firmou um acordo de rescisão com o treinador em 2013, prevendo o pagamento de aproximadamente R$ 3 milhões de forma parcelada.

O clube, porém, não honrou o pagamento das últimas cinco parcelas, totalizando o valor de R$ 1,3 milhão. A última parcela é de abril de 2014; os representantes do técnico, no processo, afirmam que não houve acordo pela via amigável.

Muricy Ramalho não é o único treinador que o Santos deve salários, direitos de imagem e multas rescisórias. Além do atual técnico do São Paulo, o clube possui dívidas com Oswaldo de Oliveira e Enderson Moreira.

Somando dívidas com os três treinadores, o Santos deve R$ 4 milhões. O valor inclui multas rescisórias, direitos de imagem e CLT (Consolidações das Leis de Trabalho).

Além de treinadores, o Santos foi processado por atletas também devido a falta de pagamento de salários e imagem. Eugenio Mena, Aranha e Arouca acionaram o clube na Justiça, mas depois entraram em acordo. Já Leandro Damião, que está emprestado ao Cruzeiro, segue travando batalha judicial.

Uol Esporte

Nenhum comentário: