No peito e na alma !

No peito e na alma !

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Renovação trava, e Peixe busca novo parceiro para produção do uniforme

Contrato com a Netshoes, que fornece as peças da Nike, vence em dezembro, mas não será ampliado; clube busca empresas e sonha com R$ 10 mi por ano

O Santos já procura um novo parceiro para a produção de seu material esportivo. O acordo com a Netshoes, que fornece as peças da Nike, termina no final desta temporada, mas as duas partes não veem possibilidade de renovação. Dirigentes alvinegros já foram ao mercado em busca de uma nova marca, e ao menos cinco delas demonstraram interesse em conversar.

O contrato atual rende cerca de R$ 7 milhões por ano ao Santos, sendo R$ 2,3 milhões em royalties fixos – há ainda aproximadamente R$ 800 mil de verba de marketing, R$ 2 milhões de royalties variáveis e valor semelhante em peças.

A expectativa na Vila Belmiro é conseguir ao menos R$ 10 milhões por ano, somados todos os pagamentos.

Apesar de vestir Nike, o acerto do clube é com a Netshoes. Os americanos apenas desenham e produzem os uniformes, que depois são comprados pela varejista brasileira e entregues ao Santos e vendidos no mercado.

As conversas sobre renovação emperraram nas últimas semanas, ainda que não tenham sido encerradas oficialmente. As dificuldades de negociação inclusive atrasaram o lançamento do novo uniforme alvinegros, antes previsto para este mês – deve acontecer apenas em julho.

A camisa 3 do Peixe também gerou atritos: aprovada pela diretoria anterior, não caiu no gosto da administração que assumiu em janeiro. A logística, porém, impediu mudanças e o uniforme deve ir às lojas da forma como foi concebido, em 2014.

Um dirigente santista já foi destacado para apresentar o clube a outras marcas. Adidas, Puma e Umbro estão entre as empresas citadas para produzir o material a partir de janeiro. Nem mesmo a Nike está descartada, desde que os americanos aceitem um relacionamento direto com o Santos, a exemplo do que acontece no Corinthians e no Internacional.

Globoesporte.com

Nenhum comentário: