No peito e na alma !

No peito e na alma !

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Por Libertadores, Gabigol minimiza peso da artilharia



Artilheiro do Brasileiro com 16 gols, atacante quer vaga na Libertadores (Crédito: Ivan Storti/Santos FC)

O Santos perdeu, na última segunda-feira, a chance de entrar pela primeira vez no G-6 do Campeonato Brasileiro. O Peixe foi derrotado pela Chapecoense e não aproveitou o tropeço do Atlético-MG diante do Palmeiras para entrar no grupo que vai à Copa Libertadores da América do ano que vem.

Suspenso da partida pelo terceiro cartão amarelo, o atacante Gabigol fez falta. Sem ele, o Santos tem média de menos de um gol por partida. Goleador máximo do Campeonato Brasileiro com 16 tentos, o camisa 10 desvalorizou o prêmio individual pela vaga na competição continental.

“É legal lutar pela artilharia, porém, isso não vai valer muita coisa se não conseguirmos a classificação para a Libertadores do ano que vem. Seguimos vivos na briga e vamos lutar até o fim por essa vaga”, disse Gabigol.

O Santos ocupa a oitava colocação na competição nacional e está um ponto atrás do Atlético-MG, sexto colocado, e empatado com o Atlético-PR, sétimo. O Peixe tem jogo duro nesta rodada: enfrenta o Flamengo, no Maracanã, na quinta-feira, às 17h. Enquanto isso, os rivais enfrentam Paraná e Vasco, respectivamente. Por Diario do Peixe

2 comentários:

:.tossan® disse...

Libertadores? Esquece! Time dito grande que não consegue nem empatar com o Chapecoense em casa não pode ganhar do Flamengo no Maracanã. Libertadores não dá.

O Pedro Henrique 12368 disse...

O que eu penso é que essa diretoria nem tem planejamento nenhum para 2019. Passaram o ano todo só "caçando bruxas" e só fizeram algo pelo time quando estávamos quase afogando na segundona. O clube continua sem dinheiro porque a administração continua amadora. Não estou nem aí com a política do clube, mas nota-se claramente que não são do "ramo". E o time de futebol profissional do clube continua sem comando e sem condições técnicas de ser competitivo. O que se vê no técnico é só o que vemos em todos, estão preocupados em "levar uma grana" do clube e no caso do nosso especificamente, engordar o "pé de meia" da aposentadoria. O time é horrível e os jogadores (grande parte) não tem compromisso nenhum com o clube.Temos desfalques em partidas importantes pois o "clima interno" é muito ruim e não temos um DM capaz de entender as lesões. Sinceramente, já esqueci libertadores, copa do Brasil há muito tempo. Estou agora preocupado com 2019, pois não temos condições de montar um time competitivo por incompetência administrativa