No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Números jogam a favor do Santos para classificação na Libertadores


Nos últimos dez anos, time venceu todos os mata-matas quando ganhou o primeiro jogo fora de casa

Depois do empate em 0 a 0 com o Avaí, no último domingo (6), o Santos volta suas atenções para a Libertadores. Nesta quinta-feira (10), às 21h45, na Vila, o time recebe o Atlético-PR no jogo de volta das oitavas de final. Como venceu na ida por 3 a 2, o Alvinegro avança mesmo com derrotas por 1 a 0 e 2 a 1. Nos últimos dez anos, os santistas nunca foram eliminados em condições parecidas.

No total, o clube esteve em situação similar à atual seis vezes no período. Foram quatro pela Copa do Brasil e duas pelo Campeonato Paulista de 2010.

Naquele estadual, o Santos encarou o São Paulo pela semifinal. O primeiro encontro foi no Morumbi, e o Peixe venceu por 3 a 2. Na volta, em casa, fez 3 a 0. Com isso, avançou à decisão e encarou o Santo André. Os dois jogos ocorreram no Pacaembu, mas o mando do embate de ida era do Ramalhão. O Alvinegro ganhou por 3 a 2. Como tinha vantagem de dois resultados iguais, o 3 a 2 da volta garantiu a taça paulista.

Pela Copa do Brasil de 2009, na abertura da competição, o Santos visitou o Rio Branco (AC) e triunfou por 2 a 1. Poderia ser batido por 1 a 0 na Vila, mas superou o rival por 4 a 0.

Na edição de 2014 do torneio, na primeira fase, os santistas fizeram 2 a 1 no Princesa do Solimões, na Arena da Amazônia. Revés por 1 a 0 daria a vaga ao Peixe, mas a equipe aplicou um 4 a 2 no segundo encontro entre os clubes.

Ainda mesmo naquele ano, nas quartas de final, o Alvinegro foi ao Rio de Janeiro e venceu o Botafogo por 3 a 2. Na volta, goleou por 5 a 0.

Na temporada seguinte, sob o comando de Dorival Júnior, o Santos encarou o São Paulo na semifinal. No Morumbi, vitória por 3 a 1. Na Vila Belmiro, derrota por 2 a 0 garantiria a vaga, mas a equipe da casa ganhou novamente por 3 a 1.

Atenção

O retrospecto é positivo e indica o favoritismo santista. Porém, Zeca pediu atenção. “Eles ganharam fora de casa do Palmeiras (1 a 0, no último domingo). Precisamos ficar muito atentos. Queremos algo grande. Temos que jogar o nosso futebol com raça”, declarou o lateral-esquerdo em entrevista ao site oficial do clube.

Nenhum comentário: