No peito e na alma !

No peito e na alma !

sábado, 22 de julho de 2017

Levir levanta renegados de Dorival e já usa quase todo elenco santista


O Santos já tem o dedo do técnico Levir Culpi. Além dos resultados alcançados dentro de campo, a equipe é a atual terceira colocada no Campeonato Brasileiro e tem vaga encaminhada na Copa Libertadores da América, Levir ressuscitou nomes esquecidos por seu antecessor e usou quase todo o elenco em apenas 43 dias de trabalho.

Foram só 11 jogos à frente do Santos, mas com números significativos em termos de aproveitamento de jogadores. Dos 31 atletas à disposição, após as saídas do volante Thiago Maia e do lateral esquerdo Caju, negociados com o Lille-FRA, 26 já foram utilizados.

O principal feito de Levir foi o resgate de opções então preteridas por Dorival Júnior, atualmente no rival São Paulo.

Do time que venceu por 1 a 0 a Chapecoense, na última quarta-feira, na Vila Belmiro, grande parte dos atletas eram pouco aproveitados com o antigo treinador. O principal deles o meia argentino Emiliano Vecchio, autor do gol que deu a vitória à equipe, que chegou a ser afastado por Dorival.

"Jogar todo mundo faz o nível do time subir, pois todos querem se superar. Quando jogam só 11 o ano todo o time fica meio acomodado, já se sabe quem joga, quem é reserva e quem não é relacionado. Com Levir, não é assim. Pode acontecer qualquer coisa com o que ele vê nos treinos", disse o camisa 20.

Além dele, outros nomes como o atacante Thiago Ribeiro, muito pouco utilizado ao longo da temporada, também ressuscitaram. Ribeiro esteve próximo de ser liberado por empréstimo ao Avaí, mas permaneceu e tem recebido uma série de oportunidades como titular.

O centroavante Kayke, também em baixa, jogou todas as partidas com Levir e agora é bancado mesmo em meio a uma seca de gols. Jean Mota, com pouco espaço dentro do clube, foi outro que ganhou confiança com o novo treinador e teve até o contrato renovado.

Nomes como dos laterais Daniel Guedes e de Matheus Ribeiro também reapareceram. Guedes, por sinal, sequer jogou na primeira parte da temporada e foi chamado, primeiramente, por Elano até Levir assumir. Posteriormente, o treinador o bancou como primeira opção para a vaga de Victor Ferraz.

Até mesmo Copete, bastante utilizado com Dorival, vive outra fase com Levir. Se antes era utlizado no segundo tempo ou como titular na lateral esquerda, agora joga na posição de origem. O jogador tem marcado gols importantes e já recebeu elogios públicos de Levir por suas qualidades.

Curiosamente, a lista ainda engloba nomes como os de Alison e Serginho, emprestados no primeiro semestre.

As opções de Levir aumentarão em breve com a liberação de jogadores do departamento médico. Os mais próximos de um retorno são o atacante Ricardo Oliveira e o lateral esquerdo Zeca. Junto com eles, os zagueiros Gustavo Henrique e Luiz Felipe, e o atacante Nilmar aumentarão a concorrência.

Além do Brasileiro e da Libertadores, o Santos ainda disputa a Copa do Brasil.

Nenhum comentário: