No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 4 de junho de 2017

Oliveira não consegue explicar má fase e pede para Santos ‘unir forças’

Quando a bola começou a rolar em Itaquera, na noite deste sábado, o Santos até chegou a dar esperanças ao seu torcedores. Com a posse de bola, o Peixe dominou as ações no início do primeiro tempo e desperdiçou algumas oportunidades contra o Corinthians. Porém, o time comandado por Dorival Júnior ‘morreu’ após o intervalo, foi massacrado pelo Timão e acabou perdendo por 2 a 0, em confronto válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Mesmo ressaltando o bom início de clássico, Ricardo Oliveira admitiu que o rival mereceu a vitória. Além disso, o centroavante também não soube explicar o que vem causando essas más atuações.

“Não foi uma boa partida, reconheço isso. Não sei o que acontece. A gente trabalha e procuramos dar o nosso melhor sempre. Nós estamos trabalhando. O que nos resta agora é unir forças e não abaixar a guarda. O Corinthians mereceu o triunfo pelo que fez no segundo tempo. Nós não conseguimos ser eficientes”, disse o camisa 9.


Bem marcado, Ricardo Oliveira praticamente não incomodou a zaga do Corinthians neste sábado (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

O Santos jogou mais uma vez sem Lucas Lima e sentiu bastante a ausência do camisa 10. Improvisado na meia, Vladimir Hernández não conseguiu armar o jogo do Peixe com qualidade.

“É como eu sempre disse, nós não podemos ficar refém de um único jogador. Mas eu seria hipócrita em dizer que Lucas Lima não faz falta. O Lucas é o melhor meia do Brasil, faz falta, mas não podemos lamentar. Nosso elenco tem qualidade”, concluiu Ricardo Oliveira.

Com o revés, o Santos estaciona nos três pontos e corre o risco de terminar a rodada na zona de rebaixamento do Brasileirão. Atualmente, o Peixe tem três derrotas em três jogos.

Os santistas terão pouco tempo para lamentar a situação. Afinal, o time volta ao gramado nesta quarta-feira, às 21h (de Brasília), quando encara o Botafogo, no Pacaembu. Gazeta Esportiva

Um comentário:

:.tossan® disse...

Hernández é jogador para as pontas, carregar a bola e não para armar a jogada. Dorival é técnico para Vasco, Figueirense... E não para o Peixe.
As jogadas manjadas e nada de novo. Dorival não evolui e nunca vai passar disso, da Mesmice. Acorda Santos arrume enquanto é tempo chega de Dorival! Bom Domingo!