No peito e na alma !

No peito e na alma !

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Em início de maratona, Santos pega o Paysandu por vaga nas quartas da Copa do Brasil


Graças à vitória em casa por 2 a 0, Peixe pode até perder por um gol em Belém, nesta quarta. Jogo inicia sequência de seis partidas em 19 dias

Com boa vantagem, o Santos enfrenta o Paysandu, nesta quarta, às 21h45 (horário de Brasília), em Belém, tentando confirmar sua classificação às quartas de final da Copa do Brasil. Como venceu o jogo de ida, na Vila Belmiro, por 2 a 0, o Peixe avança mesmo perdendo por um gol (ou até por dois, desde que marque). O time paraense precisa vencer por três gols. Se devolver os 2 a 0, pênaltis.

O Santos inicia em Belém uma maratona de seis jogos em 19 dias – uma partida a cada três dias – e muitos quilômetros rodados. Após os 6.000 quilômetros para ir e voltar de Belém, o time chega na quinta e, no sábado, viaja para o Rio de Janeiro, onde, no dia seguinte, estreia no Campeonato Brasileiro, contra o Fluminense, às 11h.


Um dia depois, mais cerca de 2.000 quilômetros até Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. É lá que o Santos termina a preparação para o duelo contra o The Strongest, no dia 17, pela Libertadores, para fugir da altitude de La Paz, local da partida contra os bolivianos.


Santos vai passar boa parte dos próximos dias em viagem (Foto: Leonardo Lourenço)

Para evitar os efeitos dos 3.600 metros acima do nível do mar, os jogadores só chegam à capital do país poucas horas antes do confronto – e retornam ao Brasil em voo fretado assim que a partida terminar.

Os últimos três jogos, ao menos, não obrigam o Santos a viajar. Primeiro, enfrenta o Coritiba, pelo Brasileiro; depois, o Sporting Cristal, na rodada final da fase de grupos da Libertadores, e, por fim, o Cruzeiro, outra vez pelo nacional. Todos esses confrontos serão na Vila Belmiro.

– Você pegar um voo para Belém já é cansativo, depois encara viagem para o Rio, depois outra viagem longa, de quatro horas... – disse o atacante Bruno Henrique.

O veterano Renato, de 37 anos, confia no elenco alvinegro para superar essa jornada:

– Vários jogadores foram contratados e, a partir do momento em que a comissão sentir que um jogador ou outro está mais cansado, com certeza os outros entrarão, e a gente espera que eles possam manter o nível – afirmou.

Contra o Paysandu, Dorival Júnior não terá o zagueiro David Braz, que se lesionou – ele desfalca o time também contra o Fluminense e, talvez, contra o Strongest. Cleber será o titular ao lado de Lucas Veríssimo. Jean Mota retorna à lateral esquerda. GE

Nenhum comentário: