No peito e na alma !

No peito e na alma !

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Dorival critica arbitragem, mas enaltece Santos: “Honraram a camisa”


Se jogar contra o The Strongest na altitude de 3.660 metros de Laz Paz já é complicado, atuar com um jogador a menos desde os 22 minutos do primeiro tempo torna a missão quase impossível. O Santos sentiu na pele essa dificuldade na noite desta quarta-feira, pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores. Mas com um gol de Vitor Bueno na segunda etapa, o Peixe arrancou um empate diante do Tigre e ainda garantiu a classificação para as oitavas de final do torneio.

Apesar de toda a euforia com a vaga, o técnico Dorival Júnior não deixou de criticar a arbitragem de Dario Herrera. Segundo o comandante, o árbitro errou na expulsão de Bruno Henrique e em vários outros lances durante o confronto desta quarta.

“Árbitro foi infeliz desde o começo. Isso acontece com o Santos nos jogos fora. Fomos muito prejudicados e por isso não tivemos pontuação ainda maior. Mas prefiro falar da partida, do que a equipe procurou a partir da expulsão. Tentamos neutralizar, marcar. Foi uma ambientação difícil, depois pegamos ritmo, nos expomos mais, e perdemos o Bruno. Fizemos força além do normal por esse ponto. Espero que o exemplo dessa partida seja levado para a sequência do nosso ano, que promete muito. Equipe está plantando para colher alguma coisa. Esse resultado é para poucas equipes. Torcedor do Santos tem que saber valorizar o que essa equipe vem fazendo, principalmente na noite de hoje. Honraram essa camisa. Fico feliz por dirigir uma equipe tão guerreira e determinada”, vibrou o treinador em entrevista coletiva após o empate.

Com a igualdade, o alvinegro manteve-se na liderança do grupo 2, com nove pontos, e confirmou a vaga na próxima fase da Liberta. O The Strongest, por sua vez, ocupa a segunda colocação, com oito, e segue lutando pela classificação.

Na última rodada da fase de grupos da competição, os santistas recebem o Sporting Cristal, na Vila Belmiro, na próxima terça-feira, às 21h45 (de Brasília). Já os bolivianos ‘jogam a vida’ contra o Santa Fe, no mesmo horário, em Bogotá. Quem vencer na Colômbia ficará com a outra vaga da chave. Gazeta Esportiva

Nenhum comentário: