No peito e na alma !

No peito e na alma !

quarta-feira, 1 de março de 2017

Santos trabalha para ter Ricardo Oliveira no clássico

Peixe quer quebrar tabu na Arena Corinthians, e quer contar com o artilheiro no confronto


Por si só, o clássico entre Corinthians e Santos tem grande valor para os dois lados. Mas o deste sábado (4), no duelo que acontecerá na Arena, às 18h30, o jogo tem grande peso principalmente para o visitante da Baixada Santista. 

Além de ser o último duelo antes da estreia na Libertadores, uma vitória fora de casa pode colocar o Peixe na zona de classificação do Grupo D do Paulistão. Mas para isso acontecer, o Alvinegro Praiano trabalha para ter todos os titulares à disposição, principalmente pelo fato de que jogar desfalcado em Itaquera significa um resultado adverso.

Nas três derrotas que sofreu no estádio do Timão, o Santos teve problemas com desfalques e alterações táticas em duas. No último revés, em junho do ano passado, pelo Brasileirão, o Peixe entrou com uma formação alternativa, sem atacantes de ofício e desfalcado por Lucas Lima e Ricardo Oliveira e com seis meio-campistas. O Corinthians levou a melhor com gol de Giovanni Augusto.

Na estreia do Santos na Arena, em novembro de 2014, o então técnico Enderson Moreira decidiu tirar Leandro Damião do time e escalar Serginho no meio, além de ter sacado Mena na lateral esquerda para dar lugar ao garoto Caju. No fim, também 1 a 0 para o mandante após falha de Bruno Uvini, zagueiro que era reserva naquele momento.

Para que as baixas não sejam um obstáculo desta vez, o departamento médico do Peixe e a comissão técnica trabalham para tentar recuperar Renato, Lucas Lima e Ricardo Oliveira, pilares do time de Dorival Júnior.

O volante está fora há quatro jogos por conta de uma lesão muscular de grau 2 na panturrilha direita, mas voltou a treinar na última terça-feira. Já o meia, que sofreu estiramento no joelho esquerdo, voltou a campo apenas para trabalhos físicos. Ambos são dúvida para o clássico.

O quadro de Ricardo Oliveira também é uma incógnita para o treinador. Autor de dois dos três gols que o Santos marcou no estádio, o artilheiro ficará na academia durante a maior parte da semana e deve participar apenas no último treinamento, na véspera do jogo.

O camisa 9 levou 15 pontos na cabeça, na região da orelha direita, após um choque em uma dividida no jogo contra o Botafogo-SP, no último sábado (25). Ele deve evitar contato com bola até retirar os pontos, mas tem chances de atuar no clássico.

Caso consiga colocar em campo todos que deseja, Dorival vai escalar o Santos com: Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo (Cleber), Yuri e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Copete e Ricardo Oliveira. A Tribuna

Nenhum comentário: