No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 30 de março de 2017

Santos poupa titulares, mas derrota Novorizontino e passa em 1º do grupo


Com vitória por 3 a 1, de virada, Peixe fecha fase de classificação do Paulista na liderança do Grupo D e pega a Ponte nas quartas com a vantagem de decidir em casa

O Santos entrou em campo na noite desta quarta-feira com apenas um titular: o goleiro Vanderlei. A ausência dos seus principais jogadores de linha foi sentida na Vila Belmiro e o Peixe saiu atrás no placar. Mas o dono da casa fez o suficiente para derrotar, de virada, um time misto do Novorizontino por 3 a 1, com dois gols de Kayke e um de Thiago Ribeiro, e fechar em 1º lugar do Grupo D a fase de classificação do Campeonato Paulista, assegurou assim a vantagem de decidir em casa o confronto de quartas de final. 

O rival do Peixe no mata-mata que dará vaga na semifinal será a Ponte Preta (2ª do D). A partida de ida será em Campinas, neste fim de semana (sábado ou domingo) - a data será definida nesta quinta-feira, em congresso técnico da Federação Paulista de Futebol (FPF), em São Paulo.

Henrique e Rafael Longuine disputam bola na Vila (Foto: Futura Press)

Segundo colocado do Grupo C, com 15 pontos, o Novorizontino terá o Palmeiras (1º lugar do C) como adversário nas quartas de final. O jogo de ida será neste sábado ou domingo, em Novo Horizonte.

Primeiro tempo

Sem entrosamento por pouparem seus principais jogadores para o mata-mata, os dois times começaram o jogo tentando encontrar o melhor posicionamento em campo. Quem conseguiu se aproveitar melhor da desarticulação rival foi o time do interior. Aos 10 minutos, depois de escanteio não aproveitado pelo Santos, o Novorizontino contou com um erro de Yuri, recuperou a bola e partiu em rápido contra-ataque. O atacante Henrique recebeu livre, driblou Vanderlei e finalizou quase entrou com bola e tudo para abrir o placar na Vila.

Aos poucos, o Peixe foi fazendo valer a sua melhor qualidade técnica. Neste contexto, os atacante colombianos Hernández e Copete começaram a encontrar espaços e criaram algumas chances de empatar. Mas foi o outro homem de frente do Santos, Kayke, de pênalti, quem balançou a rede. Após chute de Rafael Longuine de longe, o zagueiro Guilherme Teixeira colocou a mão na bola. Aos 35, Kayke bateu no canto direito: 1 a 1.

Até o final do primeiro tempo só deu Santos. Caindo pelas pontas com os laterais (Matheus Ribeiro pela direita e o improvisado Jean Mota pela esquerda), o Peixe criou algumas tramas ofensivas. Mas não teve qualidade na hora de finalizar, levando o empate um gol para o intervalo.

Segundo tempo

O Peixe voltou lento do vestiário. Isso permitiu que o Novorizontino ficasse mais com a posse de bola. Não demorou muito, porém, para os comandados de Dorival Júnior dominassem as ações e conseguissem virar o jogo, com mais um gol de Kayke. Aos 13, Longuine deu bonita assistência para o atacante encher o pé e colocar 2 a 1 no placar da Vila para o time da casa.

Na frente do placar, Dorival promoveu três mudanças no Santos. Entraram Matheus Oliveira, Thiago Ribeiro e Arthur Gomes. Os homens de frente bem que tentaram ampliar o marcador, mas pecavam na conclusão das jogadas. O Novorizontino chegou pouco, sem perigo.

Na reta final da partida, o Peixe tocou bastante a bola à espera do momento certo de dar o bote e fazer o terceiro gol. E ele veio, aos 42 minutos. Copete recebeu de Jean Mota e cruzou para Thiago Ribeiro completar, com tranquilidade, para o fundo da rede. O Santos fez o que queria: poupou seus dez titulares de linha e fechou a fase de classificação do Paulistão em primeiro lugar do Grupo D. Globoesporte

Nenhum comentário: