No peito e na alma !

No peito e na alma !

sábado, 4 de março de 2017

Ferraz vê derrota em Itaquera como “normal” e mira Libertadores


Com apenas duas finalizações, o Santos foi envolvido pelo Corinthians em Itaquera e acabou derrotado por 1 a 0 na noite deste sábado, em clássico válido pela sétima rodada do Campeonato Paulista. Após o duelo, o lateral direito do Santos, Victor Ferraz, afirmou que perder no estádio alvinegro é “normal” e já projetou a estreia do Peixe na Copa Libertadores da América, nesta quinta-feira, no Peru.

“Essas duas finalizações dizem muito o que foi o jogo. No primeiro tempo, eles foram bem melhores, mas no segundo tivemos boas oportunidades, com cruzamentos, rodando a área deles com perigo. Eles acabaram vencendo, jogaram bem, agora temos que focar na Libertadores, que é o nossos objetivo na temporada”, analisou o jogador.

Com a derrota, o Santos não conseguiu inserir uma sequência de vitórias no Campeonato Paulista, já que havia superado o Botafogo-SP no último sábado, mesmo que jogando mal. A equipe é apenas a terceira colocada do Grupo D, com 10 pontos ganhos, e não se classificaria para o mata-mata do Estadual.

“Esse ano a gente começou tropeçando em alguns times que não tropeçávamos. Perder para o Corinthians aqui é normal, é jogo parelho”, disse, recordando o histórico recente do Peixe na competição. “Essa geração é bicampeã paulista, faremos de tudo para vencer que é o que a gente mais deseja”, acrescentou.

Passado o clássico, o pressionado Santos direciona as suas atenções para a Libertadores, pela qual estreia nesta quinta-feira, às 21h45 (de Brasília), contra o Sporting Cristal, no Peru. “Tem a estreia na na Libertadores agora, um jogo muito importante. A gente chega sob pressão, a gente sabe. Futebol é resultado, quando não tem a pressão vem. Mas o negócio é focar na Libertadores e deixar o Paulista paro final de semana”, concluiu o atacante Thiago Ribeiro, que entrou na parte final do confronto. Gazeta Esportiva

7 comentários:

:.tossan® disse...

Dispensaram o Álison volante para trazer o pior Leandro Donizete volante também, pagaram 13 milhões em um jogador encostado na Alemanha que não sabe nem chutar uma bola, pagaram 7 milhões neste zagueiro caneludo. Quem toma um gol desse não pode ser campeão de nada mesmo. Mais um ano em branco no quesito título. Abraço

Jocimar Pereira Da Silva Pereira disse...

Fora burrival

Santista disse...

Esse Vitor Ferraz além de frouxo e débil mental que jogo ele assistiu pois não jogou e viu outro jogo!!!Perder é normal pra vc seu imbecil !!!Fora Dorival e leve esse frouxo do Vitor Ferraz que vc adora junto!!

Naldo disse...

Olá amigos santistas! complicado a situação nossa nesse inicio, vou esperar um pouco para criticar com mais enfase, mas que pagaram mais do que deveria nessas contratações (Cléber, Bruno Henrique) a pagaram! alguém deve ter levado bela comissão !

José Natal Peixoto disse...

Dorival Júnior continua a ser a meu ver, junto com o Tite, os dois melhores técnicos de futebol do Brasil. Não concordo com o discurso do Vitor Ferraz. Quando afirma que a libertadores é o objetivo do Santos, está tentando mudar o discurso e dizer que o Santos não está focado no campeonato paulista, para justificar a nossa má campanha este ano. Nosso sistema defensivo está falho. O meio de campo sem o Renato e o Lucas Lima não tem criação. O time está jogando de forma lenta, não consegue criar os espaços, futebol sem intensidade, A bola nunca chega ao ataque, É a tal falada penúltima bola ou jogada de assistência. É como se o Kaike não estivesse em campo. A bola nunca chegou. O Santos não fez finalizações. O Santos não está produzindo o futebol que encerrou o ano. O Vitor Ferraz e o Zeca foram apenas regulares, O Cleber foi ótimo. O Yuri péssimo, O Tiago Maia até que foi bem. Daí pra frente ninguém jogou nada. O time não está rendendo bem e a culpa não é do Dorival que faz o que pode. A aparência é que o Santos tem problemas de bastidores e dentro do elenco, como se fosse um racha em ano de eleições. Os atletas do Santos precisam se conscientizar do peso da camisa que estão vestindo. Alguns atletas tem a pretensão de receber propostas do futebol europeu. Com essa "bolinha" que estão jogando não receberão propostas de ninguém. Observem os conselhos do Tite. Se dediquem muito em seus clubes, joguem bem em seus clubes para receberem oportunidades. A má fase vai passar e ainda vamos nos classificar no Paulista, mas é preciso que haja esse objetivo entre os atletas. Não podemos abandonar o Paulista por causa da libertadores, senão iremos mal numa e noutra competição.

José Natal Peixoto disse...

O Vitor Bueno está sendo protagonista de que? Pelos flancos do campo rende um futebol medíocre. No meio de campo é como se ele não existisse. Até agora nenhum torcedor do Santos sabe que o Kaike jogou. O Thiago Ribeiro já está merecendo uma chance no lugar do Copete, ou então, lançar o Arthur Gomes, porque o Copete não está jogando nada. Confuso, embaraçado com a bola. Deixo aqui umas perguntas: Porque o Fábian Noguera não está tendo chances no Santos? Será que é porque não foi indicado pelo Dorival? Por que o Bruno Henrique e o Kaike não conseguem jogar bem? Que adaptação demorada é essa? Porque o Vladimir Hernandez não joga? Quem é que está sendo negligente? E essas constantes contusões de atletas? Há algum problema na preparação física desses atletas? Há salários atrasados? O plantel do Santos não está colaborando nada com a imagem pública do Santos FC, com a venda de nossa marca. O que está faltando? Por que o Time não rende em campo?

José Natal Peixoto disse...

Sou um torcedor moderado já com quase 70 anos de idade. Não gosto de críticas e normalmente tenho paciência com o time. Sei valorizar o trabalho de qualquer profissional. Todavia, já estou angustiado de tanto ver o time do Santos jogar mal. Que saudades do Santos FC. Avante Dorival e time do Santos. Vamos ter um pouco de felicidade.