No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 2 de março de 2017

Além de tropeços, chave equilibrada pressiona o Santos no Paulistão


Com 10 pontos, time de Dorival Júnior é o único entre os grandes fora da zona de classificação para as quartas; Grupo D é o que mais soma pontos no estadual

A sequência ruim do Santos, com uma vitória nos últimos quatro jogos do Paulista, colocou a equipe fora da zona de classificação para a segunda fase do estadual no Grupo D e criou uma pressão precoce na equipe que jogou as últimas oito finais e é a atual campeã.

Além dos tropeços, o time de Dorival Júnior sofre por estar na chave mais equilibrada da competição. Com 10 pontos, o Santos é o terceiro colocado, atrás da Ponte Preta (11) e do Mirassol (13). Com a mesma pontuação, estaria entre os dois primeiros em qualquer um dos outros três grupos.


Os clubes do Grupo D são os que mais conquistaram pontos nestas primeiras seis rodadas: somados, Mirassol, Ponte, Santos e Audax (7) têm 41 pontos. O Grupo A, com Corinthians (15), Ituano (8), Botafogo (7) e São Bernardo (6), tem 36 pontos.


Uma diferença considerável com relação aos Grupos B, com São Paulo (11), Linense (7), RB Brasil (5) e Ferroviária (5), e C, que tem Palmeiras (12), Novorizontino (7), Santo André (6) e São Bento (4), que têm 28 e 29 pontos somados, respectivamente.

O regulamento do Paulista obriga os times a jogarem apenas contra equipes de grupos diferentes – rivais de uma mesma chave só se enfrentam nas quartas de final, quando o primeiro duela com o segundo colocado.

A vitória sobre o Botafogo, no último sábado, ainda que não tenha recolocado o Santos entre os que passam para as quartas, aliviou a pressão às vésperas de dias importantes para o time, que no fim de semana enfrenta o Corinthians, em Itaquera, e na próxima quinta estreia na Libertadores contra o Sporting Cristal, no Peru.

– Estamos ansiosos. Ainda mais eu, em minha primeira Libertadores. Mas pensamos primeiro no Paulista. A semana está sendo produtiva, alegre – afirmou o volante Thiago Maia.

– Nosso time está bem focado, sabemos o que queremos. Jogaremos com a mesma filosofia de jogo do Dorival. Nossa confiança não pode cair – completou o atleta.

Para o clássico, Dorival Júnior ainda terá que lidar com possíveis desfalques. O volante Renato, com uma lesão na panturrilha, é o mais próximo de voltar. Lucas Lima, com dores no joelho, tem feito atividades separadas do elenco. Ricardo Oliveira, que sofreu um corte na cabeça no Paulista, ainda não treinou nesta semana.

A expectativa é de que os que não estiverem à disposição para o jogo em Itaquera estejam prontos para a partida em Lima. Globoesporte

Nenhum comentário: