No peito e na alma !

No peito e na alma !

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Dilema de Ceni: como atacar o Santos na Vila e não "virar passeio" outra vez


Meus caros amigos santistas, ultimamente jogar com o São Paulo esta sendo assim, vitória do Peixe com passeio, na imprensa Rogério Ceni nao poupou eleogios ao Santos e técnico Dorival Jr. Esperamos que hoje noite seja da mesma forma, verificam algumas noticias.

Nas últimas vezes em que foi para cima do rival fora de casa, São Paulo virou presa fácil. Novo técnico quer manter filosofia ofensiva, mas com cuidados especiais
Rogério Ceni tem insistido que seu time joga para vencer, é ofensivo e busca o gol independentemente do estádio em que atua. O clássico desta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Vila Belmiro, então, apresenta-se como um dilema para o técnico.
Nas últimas vezes em que o São Paulo tentou atacar o Santos fora de casa, tornou-se presa fácil. Em resumo, "virou passeio" – expressão consagrada por Galvão Bueno no 7 a 1 da Alemanha sobre o Brasil na Copa do Mundo.
Uma delas, inclusive, foi o último jogo oficial do ex-goleiro, que teve de ser substituído no intervalo após se machucar em dividida com Lucas Lima.
Em outubro de 2015, o Tricolor precisava vencer para avançar à final da Copa do Brasil, pois havia sido derrotado por 3 a 1 no Morumbi. O então técnico Doriva escalou Michel Bastos, Paulo Henrique Ganso, Alan Kardec, Alexandre Pato e Luis Fabiano. A tática videogame naufragou em 23 minutos, quando o Santos já vencia por 3 a 0. No segundo tempo, o São Paulo diminuiu para 3 a 1. Ceni, com o tornozelo direito machucado, foi substituído por Denis e nunca mais jogou.
Naquele mesmo ano, só que pelo Campeonato Brasileiro, o colombiano Juan Carlos Osorio escalou três atacantes na Vila: Wilder, Pato e Rogério. Até conseguiu equilibrar a partida por meia hora, mas depois sofreu 3 a 0. Globoesporte

“O Santos é uma equipe de muito talento, muito bem dirigida, tem um jogador excepcional que é o Lucas Lima e um conjunto acima da média”, avaliou o ex-goleiro, que aposta em uma postura ofensiva do time são-paulino para surpreender no litoral.
“Iremos para Santos não para se defender. Iremos para tentar a vitória”, avisou Rogério, que deve manter a base da equipe que goleou a Ponte Preta no último domingo. Autor de três gols da vitória por 5 a 2, Gilberto será uma das apostas de Ceni para o confronto na Vila, onde o São Paulo não vence desde 2009. (Rogério Ceni) Uol Esporte


Nenhum comentário: