No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Por Robinho, Santos quer 'agradar' o Galo e pode oferecer 40% de Arouca

Peixe ainda detém parte dos direitos econômicos do volante que está na mira do Atlético-MG e estuda usar como trunfo em negociação para ter atacante de volta

Desde que acertou com o volante Leandro Donizete, no final do ano passado, o Santos estremeceu a boa relação que tinha com a diretoria do Atlético-MG. Depois da negociação com o volante, o Peixe ainda sondou os atacantes Cazares e Clayton, fato que irritou a cúpula mineira. No entanto, para começar a negociação referente a Robinho, os cartolas do Alvinegro já têm uma estratégia para agradar o Galo.

Detentor de 40% dos direitos econômicos do volante Arouca, do Palmeiras, o Peixe quer aproveitar o interesse do Atlético para sugerir que pode ceder a porcentagem que tem ao time que será comandado por Roger Machado em caso de um acerto entre os mineiros e o volante. Vale lembrar que, além de Donizete, o Galo também perdeu Júnior Urso, da mesma posição.

Porém, mesmo com o "agrado", o Atlético-MG não pretende negociar o Rei do Drible, principalmente para um rival que vai disputar a Libertadores. Mesmo assim, o Santos deixou a cargo da advogada do atacante, Marisa Alija Ramos, as tratativas com os mineiros.

O Alvinegro está disposto a pagar uma quantia para tentar a liberação do atacante, contando que sua vontade seria essencial para convencer o Galo.
Lance
Outro fator que pode ser essencial para o Peixe é o fato de já ter feito com a representante do ídolo um acordo para liquidar uma dívida de R$ 2 milhões referentes à última passagem do camisa 7 pela Vila Belmiro.

O desejo do presidente Modesto Roma Júnior em voltar a contar com Robinho se deve ao fato de uma troca no Atlético-MG. A princípio, a fornecedora de material esportivo Dry World pagaria metade do salário do atacante, o que não aconteceu. Neste ano, a Topper retonou a parceria com o Galo, obrigando o clube a arcar com os vencimentos integralmente. Desde então, o Santos passou a insistir no retorno do Rei do Drible, acreditando que ele não está no planejamento financeiro.

Se retornasse ao Peixe, Robinho teria que concordar que parte do seu salário fosse pago por um parceiro, fato que já foi um obstáculo na última negociação entre as duas partes. Lance

Nenhum comentário: