No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Santos mantém sonho por Gabigol e Robinho e cogita investimento alto


Clube acompanha de perto situação dos dois atacantes e vê Inter estudar empréstimo de Gabriel. Peixe ainda vai sondar Galo por liberação de Robinho

O Santos não se desprende do passado e sonha com jogadores que já fizeram sucesso no clube. O sonho alvinegro para 2017 é os retornos de Gabriel e Robinho para a Libertadores. A diretoria acompanha atentamente a situação dos atacantes na Internazionale (ITA) e Atlético-MG, respectivamente, e não hesita caso tenha que colocar quebrar o cofre da Vila Belmiro para ter novamente pelo menos um dos Meninos da Vila na próxima temporada.

Recentemente, um dirigente teve contato com pessoas ligadas a Gabigol e ouviu que o jovem de 20 anos gostaria de vestir novamente a camisa do Peixe caso não seja aproveitado na Internazionale.

Vendido pelo Santos neste ano, Gabriel deverá ter uma reunião com os interistas em janeiro para saber se será emprestado ou não. Mesmo que seja, o Peixe ainda teria concorrência de outros italianos, como Pescara e Empoli, que demonstraram interesse na Europa.

No entanto, não basta apenas contar com a liberação. Existem outros obstáculos, como o alto salário do jogador. A ideia do time da Vila Belmiro era pagar a mesma quantia que o garoto recebia antes de ser transferido (cerca de R$ 250 mil). A Internazionale, porém, não aceita continuar arcando com os salários do atacante. A proposta inicial é cedê-lo para um clube que assuma 100% essa responsabilidade.

O caso de Robinho é ainda mais incerto. Isso porque o pagamento do salário do ex-camisa 7 no Atlético-MG depende de uma parceria com a fornecedora de material esportivo Dry World, que deve deixar o Galo. Como a negociação não deu certo, o Atlético assumiu o compromisso de pagar integralmente os salários. 

Sabendo de todos os detalhes, o Santos pretende consultar o Atlético para saber se a equipe mineira estaria disposta a conter os gastos. Diferentemente da última negociação com o Rei do Drible, o Peixe agora aceita desembolsar R$ 300 mil mensais. Na outra ocasião, ofereceu R$ 200 mil e uma parceria com um potencial patrocinador, o que não convenceu.

Neste ano, o Alvinegro arrecadou R$ 40 milhões com a assinatura de contrato com o Esporte Interativo e negocia para receber mais R$ 60 milhões, caso o Palmeiras acerte com a emissora por R$ 100 milhões de luvas. Além disso, encaminhou uma parceria com a Caixa para o ano que vem que pode render até R$ 18 milhões. Lancenet

Nenhum comentário: