No peito e na alma !

No peito e na alma !

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Yuri agrada a Dorival e pode assumir vaga de suspenso Braz na zaga



Pendurado, David Braz recebeu o terceiro cartão amarelo na virada por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, neste domingo, em Campinas, e desfalca o Santos na partida contra o Vitória, no próximo dia 17, às 19h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, em duelo válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Apesar de ter a melhor zaga da competição, com apenas 29 gols tomados, o técnico Dorival Júnior tem sofrido com os desfalques no setor defensivo. Tanto que, com a ausência de Braz, o "Peixe" terá apenas dois zagueiros de origem no embate diante da equipe baiana: Fabián Noguera e Lucas Veríssimo.

Porém, o comandante pode ter encontrado em Campinas a solução para o seu problema. Na volta do intervalo contra a "Macaca", o treinador sacou o argentino e promoveu a entrada de Yuri na zaga. Apesar de ser volante, o jovem de 22 anos não decepcionou.

Além de reforçar a marcação, o jogador mostrou ser importante no toque e na saída de bola, fator muito valorizado por Dorival. Na virada sobre a Ponte, após o alvinegro retomar a posse, Yuri se apresentava como mais um no meio-campo. Tanto que é ele quem encontra Léo Cittadini sozinho dentro da área no lance que gerou o segundo gol, marcado por Copete.

Mas caso não queira escalar Yuri, o técnico santista tem como opção Lucas Veríssimo. Porém, após cometer dois pênaltis no amistoso contra o Benfica, em outubro, na Vila Belmiro, o defensor acabou perdendo espaço na equipe principal. ESPN







Vale lembrar que o alvinegro perdeu os zagueiros titulares Gustavo Henrique e Luiz Felipe. Os dois romperam ligamentos do joelho e só voltam aos gramados a partir de março de 2017.

Um comentário:

José Natal Peixoto disse...

Sou do ponto de vista que se o Santos FC terminar o campeonato até em 3º lugar na classificação, nós torcedores poderemos considerar como ótima a campanha do time nesse campeonato. Apenas como observação, o plantel do Santos precisa carregar a experiência de seus fracassos contra América MG, Curitiba, Internacional e Figueirense, times na zona da degola e tais pontos perdidos está fazendo falta na reta final do campeonato. Time que quer ser campeão não pode perder pontos para times na zona de rebaixamento. Um time campeão tem que ter regularidade. De qualquer forma, considero satisfatória a campanha do Santos. Agora, é preciso se preparar para a Libertadores. Uma última observação: O Waterson e o Arthur representa o futuro do time do Santos. Fiquei maravilhado com o desempenho do Arhur contra a Ponte. Esse menino merece mais oportunidades.