No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 30 de outubro de 2016

Santos vence na Vila e tira invencibilidade de 15 jogos do Palmeiras



A vitoriosa passagem de Gabriel Jesus pelo Palmeiras terminará com uma dose de frustração. A cinco jogos de encerrar a trajetória pelo clube alviverde e se transferir para o Manchester City, o atacante se despede sem anotar um gol sequer nos clássicos estaduais. Em 19 jogos diante de Santos (rival deste sábado), Corinthians e São Paulo, o camisa 33 passou em branco.

Santos tira longa invencibilidade do Palmeiras

A vitória do Santos no clássico deste sábado, além de recolocar o clube da Vila Belmiro na briga pelas primeiras colocações, tirou uma longa invencibilidade do Palmeiras no Campeonato Brasileiro. A última derrota da equipe de Cuca ocorrera na 17ª rodada: 3 a 1 para o Botafogo, em 31 de julho.

'Pontas' não funcionam e limitam ataque do Santos

Copete e Jean Mota viveram uma noite infeliz no clássico deste sábado. Escalados como opções de ataque pelos lados, os dois jogadores apresentaram-se abaixo do nível esperado e prejudicaram o andamento do ataque santista. Precisou Lucas Lima cair mais para o lado esquerdo, nos espaços cedidos por Fabiano, para o time da casa ameaçar a dupla de zaga Yerry Mina e Vitor Hugo.
Palmeiras se dispõe a sofrer na Vila

Em um ambiente hostil como a Vila Belmiro, o Palmeiras agiu desde o princípio para cortar o clima no estádio santista. O líder do Campeonato Brasileiro adotou uma postura mais cautelosa, com avanços em velocidade nos contra-ataques para surpreender os donos da casa. No entanto, erros de passe no último terço de campo prejudicaram ofensivamente o clube alviverde.

Dorival Júnior sofre com desfalque de artilheiro

O desfalque de Vitor Bueno, goleador do Santos no Brasileiro com dez gols, complicou o trabalho de Dorival Júnior. O técnico precisou recorrer a Jean Mota, que não soube explorar o lado de Zé Roberto na defesa do Palmeiras. Nem a movimentação constante de Lucas Lima fez evoluir o ataque dos donos da casa, para frustração do treinador.

Opção de Cuca melhora saída de bola

A escalação de Jean no setor de meio-campo ao invés de Thiago Santos, teoricamente, afrouxaria o sistema de marcação em frente à última linha do Palmeiras. No entanto, a presença do camisa 17 serviu como um alicerce para o clube visitante escapar do sufoco; a qualidade na saída de bola melhorou, e o líder do Brasileiro conseguiu aos poucos diminuir o ímpeto do Santos.

Estreia no gol palmeirense

Aos 22 anos, Vinicius Silvestre venceu a concorrência de Vagner para substituir Jailson, suspenso, e estrear pelo clube de Palestra Itália. O jogador revelado na Academia de Futebol debutou logo em um clássico importante para a reta decisiva do Campeonato Brasileiro. Logo em uma de suas primeiras participações no confronto, o arqueiro alviver escorregou em campo.

Reverência ao Capita

A emoção apareceu na Vila Belmiro antes mesmo de a bola rolar. O público se silenciou e reverenciou Carlos Alberto Torres, histórico ídolo santista e da seleção brasileira. Os jogadores dos dois clubes se posicionaram no círculo central e realizaram cada um a sua prece, enquanto os torcedores aplaudiram o eterno Capita, falecido no início da semana.

De olho na tabela

Mais cedo, às 16h30 (de Brasília), Atlético-MG e Flamengo empataram em 2 a 2 em um jogo eletrizante e, consequentemente, deram uma mãozinha para o Palmeiras. Os cariocas ficaram com 62 pontos e os mineiros com 60.

FICHA TÉCNICA
SANTOS x PALMEIRAS

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 29 de outubro de 2016 (sábado)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias e Helcio Araujo Neves (ambos do PA)
Cartões amarelos: Mina, Moisés, Gabriel Jesus (Palmeiras); Lucas Lima, Zeca, Ricardo Oliveira, Fabián Nogueira (Santos)
Público e renda: 13.574 pagantes e R$ 413.390,00
Gols: Santos - Copete, aos 22 minutos do segundo tempo

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe (Fabián Nogueira), David Braz e Zeca; Renato e Thiago Maia; Lucas Lima, Copete (Caju) e Jean Mota (Yuri); Ricardo Oliveira.
Técnico: Dorival Júnior.

PALMEIRAS: Vinicius Silvestre; Fabiano (Leandro Pereira), Yerry Mina, Vitor Hugo e Zé Roberto; Jean e Tchê Tchê; Allione (Cleiton Xavier), Moisés e Dudu (Rafael Marques); Gabriel Jesus.
Técnico: Cuca.

Nenhum comentário: