No peito e na alma !

No peito e na alma !

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Único sobrevivente entre os técnicos do BR, Dorival pede aumento no Santos


Com a demissão de Roger no Grêmio após a derrota para a Ponte Preta na quarta-feira (14), o técnico Dorival Júnior se tornou o único treinador que disputa o Campeonato Brasileiro a "sobreviver" no cargo. Pouco dias antes de alcançar este status, o UOL Esporte apurou que o treinador pediu aumento salarial para ele e sua comissão técnica por considerar que faz excelente trabalho no clube paulista.

O pedido está na mesa do presidente Modesto Roma para ser despachado. O dirigente avalia a situação, mas dificilmente o clube deve reajustar o ordenado de Dorival. Isso porque a proposta foi considerada alta pela diretoria.

Campeão paulista, Dorival ganhou moral no clube, principalmente, após as últimas duas rodadas, quando venceu o clássico contra o Corinthians, de virada, e o Botafogo, fora de casa. Os seis pontos conquistados levaram o Santos de volta ao G-4 do Brasileirão.

Apesar do status de único técnico a não ser demitido no campeonato, Dorival entrou pressionado para o clássico contra o Corinthians na Vila Belmiro, já que o Santos havia perdido os três jogos anteriores para time da zona de baixo da tabela – Coritiba, Figueirense e Internacional. Soma-se ainda a derrota para o América-MG, último colocado, na virada do returno.

O presidente Modesto Roma aprova o trabalho de Dorival, mas alguns dirigentes e conselheiros já contestavam o desempenho do treinador.

Além de alcançar o G-4, Dorival se vê responsável por revelar a nova safra de Meninos da Vila, incluindo os três campeões olímpicos. Para pedir o aumento, o treinador levou em conta até uma sondagem para assumir a seleção olímpica antes da Rio-2016.

Antes de Dorival Júnior assumir o clube paulista no primeiro semestre de 2015, Gabriel, Thiago Maia e Zeca eram reservas com Marcelo Fernandes, técnico Campeonato Paulista daquele ano pelo Santos, e atual auxiliar de Dorival no clube. A venda Gabigol para a Internazionale, da Itália, foi citada no pedido do treinador. 

Recentemente, o clube paulista vendeu Gabigol por 29,5 milhões de euros (R$ 108 milhões) por Gabigol. O Santos recebeu 18 milhões de euros (R$ 64 milhões). Deste valor, 20%, cerca de R$ 12 milhões, serão depositados em juízo por causa de uma briga judicial com a Doyen Sports. Desta forma, o clube paulista pode movimentar cerca de R$ 52 milhões. Uol 

Nenhum comentário: