No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 14 de agosto de 2016

Santos conta com talismã Ricardo Oliveira para vencer o Atlético-MG


Atacante fez gols no time mineiro nos dois turnos do ano passado. Além disso, com o camisa 9 em campo, o Alvinegro só perdeu uma partida na temporada

O técnico Dorival Júnior vê o Atlético-MG como favorito contra o Santos neste domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela 20ª rodada do Brasileirão, mas se depender do seu retrospecto com Ricardo Oliveira em campo, o Peixe não tem com o que se preocupar.

O centroavante volta a ficar à disposição após virose. Com ele, o Alvinegro só perdeu uma partida em 2016, para o RB Brasil, pelo Campeonato Paulista. No restante dos jogos, 12 vitórias e seis empates. Na Vila, como não participou da derrota para o Internacional, o camisa 9 está invicto desde julho do ano passado, em revés por 3 a 1 para o Grêmio.


O camisa 9 ainda reúne boas atuações recentes contra o Galo. Em 2015, ele fez dois gols diante do adversário mineiro, um no empate por 2 a 2 fora de casa, e outro nos 4 a 0 na Vila Belmiro, pelo Brasileirão (assista aos lances no vídeo acima).

– É sempre ficar ruim ficar fora, mas agora já estou bem e pronto para voltar. Sabemos das dificuldades desse jogo, um confronto direto pelas primeiras posições, mas dentro de casa temos de buscar sempre a vitória. Ano passado pude ir bem contra esse adversário e espero novamente conseguir (fazer gol) – diz Oliveira.

Artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2015, com 21 gols, Ricardo sofreu com lesão no joelho direito e só fez três partidas na atual edição, ainda sem balançar as redes.


– Quem sabe não sai neste domingo, né? Seria importante para nos ajudar a vencer. Vamos em busca dele – finalizou o centroavante.


O Santos conta com Ricardo Oliveira de volta, mas ainda terá desfalques. Lucas Lima e Vanderlei estão suspensos. Thiago Maia, Gabriel e Zeca disputam a Olimpíada do Rio com a Seleção. 

O Peixe vai encarar o Atlético com Vladimir, Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Caju; Renato, Léo Cittadini e Jean Mota; Vitor Bueno, Copete e Ricardo Oliveira.

Globoesporte.com

Nenhum comentário: