No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 21 de agosto de 2016

'Joga de terno': por que Renato virou fundamental ao Santos aos 37 anos



Brigando ponto a ponto com seus rivais pela liderança do Campeonato Brasileiro, o torcedor do Santos pode ter certeza de que tem em campo um jogador fundamental rumo ao título nacional que não vem há 12 anos: Renato.

O volante, mesmo aos 37 anos, é titular absoluto de Dorival Júnior e surpreende a todos com seu fôlego, vigor físico e, principalmente, técnica. Isso iniciou até brincadeiras, tanto nas redes sociais, como no próprio vestiário, de que o camisa 8 "joga de terno", tamanha sua elegância com a bola nos pés.

Para se ter uma ideia, sua idade avançada não o impede de ser extremamente assíduo no Brasileirão. Dos 20 jogos já realizados até aqui, ele não ficou fora de nenhum. Em apenas quatro ele foi substituído no decorrer do duelo. De resto, atuou os 90 minutos.

Além de Renato, só dois atletas santistas estiveram em campo em todos os jogos até aqui: o lateral-direito Victor Ferraz e o meia-atacante Vitor Bueno, que são bem mais novos e têm 28 e 21 anos, respectivamente.

Mesmo sendo primeiro volante, supostamente um destruidor de jogadas, o experiente ídolo do Santos é o contrário: cometeu até aqui só 13 faltas, ou seja, 0,6 por jogo de média. Ele tem 38 infrações a menos que o atacante Kléber Gladiador, o mais faltoso do Brasileiro. Advertências são quase inexistentes: apenas um cartão amarelo.

Ao mesmo tempo que não derruba faltosamente seus adversários, Renato ainda é eficiente nos desarmes: é o que mais rouba bolas no time de Dorival (35), mesmo número que o lateral-esquerdo Zeca. Seu índice de acerto, porém, é maior que o jovem "Menino da Vila" (92,1%).

Por fim, a importância do camisa 8 ao Santos passa exatamente pelo estilo de jogo que o treinador empregou na Vila Belmiro: passes e posse de bola. No primeiro quesito, "Renatinho" é o quarto que mais acerta passes em todo o Brasileirão (1.000). Fica atrás apenas de seu companheiro Victor Ferraz (1.040) e dos corintianos Bruno Henrique (1.041) e Uendel (1.049).

Para se ter uma ideia, Renato erra, em média, três passes apenas por jogo, à medida em que são 50 feitos corretamente. O volante ainda é o segundo jogador no elenco do Santos a ficar mais tempo com a bola em seus pés e reter a posse: 29min09s, contra 34min10s de Ferraz.

"O Renato sempre me ensina a não correr errado. Um cara que sempre me ajuda dentro e fora de campo. Falo com ele que ele é o "Vovô da Vila", é um cara que está sempre me ajudando dentro de campo", comentou o volante Thiago Maia, no início de junho, em entrevista exclusiva ao Bate-Bola.

Com o ídolo garantido entre os titulares, o Santos viaja para visitar o Coritiba, no Estádio Couto Pereira, às 18h (de Brasília). A equipe da Vila Belmiro ocupa atualmente a segunda colocação do Campeonato Brasileiro, com 36 pontos, três atrás do líder Palmeiras.

FICHA TÉCNICA 
CORITIBA X SANTOS

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 21 de agosto de 2016, domingo
Horário: 18h (horário de Brasília) 
Árbitro: Cláudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes: Ailton Farias da Silva e Daniel Vidal Pimentel (ambos SE)

CORITIBA: Wilson, Dodô, Luccas Claro, Juninho e César Benítez; Edinho, João Paulo e Juan; Raphael Veiga, Kleber Gladiador (Evandro) e Neto Berola.
Técnico: Paulo César Carpegiani

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Caju; Renato, Léo Cittadini, Lucas Lima e Vitor Bueno; Copete e Ricardo Oliveira.
Técnico: Dorival Júnior
ESPN

Nenhum comentário: