No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 28 de agosto de 2016

He-Man ofusca despedida de Gabigol, Santos perde do Figueirense na Vila e sai vaiado



A despedida do atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, do Santos não foi como ele esperava. Nem ele, nem a torcida. Jogando na Vila Belmiro com bom público e em festa, a equipe da Baixada esbarrou nos próprios erros e no atacante Rafael Moura, que fez o único gol do jogo e do Figueirense: 1 a 0, placar final.

Logo aos três minutos do segundo tempo, em rápido contra-golpe pelo lado esquerdo, Jefferson escapou, invadiu a área e acabou calçado pelo volante Thiago Maia. Pênalti que foi cobrado e convertido pelo experiente centroavante.

Este foi o sétimo do "He-Man", como é conhecido desde o início de sua carreira, no Campeonato Brasileiro. Só nesta semana, foram quatro tentos marcados: além de ir às redes contra o Santos, marcou três diante do Flamengo, na quarta-feira, pela Copa Sul-Americana.

Pouco antes do gol do "Figueira", Gabigol entrou no gramado da Vila Belmiro pela última vez nesta sua primeira passagem pelo clube. Ele começou no banco de reservas e deu lugar ao colombiano Jonathan Copete na titularidade.

O camisa 10 foi ovacionado e teve o nome cantado pela torcida santista. Ele foi contratado pela Internazionale de Milão por 27 milhões de euros (cerca de R$ 98,8 milhões pelas cotações atuais). Na última semana, o atacante viajou à cidade italiana, foi recebido pelos fãs nerazurri, tirou fotos e assinou contrato.

No fim do jogo, aos 42 minutos, Gabriel até marcou o que seria seu último gol com a camisa santista. Ricardo Oliveira bateu cruzado da esquerda, e o jovem completou para o gol vazio, mas em impedimento. Gabigol realizou 157 jogos oficiais e marcou 57 gols, média de 0,36 por partida.

No fim do jogo, algumas vaias foram ouvidas por parte da torcida santista, que no fim do primeiro tempo cantava que "chegou a hora de ganhar o Brasileirão".

Com o resultado negativo, o Santos pode se distanciar ainda mais da briga pelo título. Com 36 pontos, a equipe fica por enquanto estacionada na quinta colocação. Se o Palmeiras vencer o Fluminense, em Brasília, ficará a sete pontos do líder e rival.

Na próxima rodada, o time da Vila volta a jogar fora de casa, contra o Internacional, no Beira-Rio, dia 8, quinta-feira, às 21h (de Brasília).

Já o Figueirense, com a importante vitória, saiu momentaneamente da zona de rebaixamento do Brasileirão e colocou o Internacional em situação complicada. Na 16ª posição, os catarinenses recebem o Atlético-PR, no Orlando Scarpelli, às 16h (de Brasília).

FICHA TÉCNICA 
SANTOS X FIGUEIRENSE

Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 28 de agosto de 2016, domingo
Horário: 11h (horário de Brasília) 
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés e Tiago Henrique Neto Correa Farinha (ambos RJ)
Público: 11.456 pagantes
Renda: R$ 464.065

Cartões amarelos: Copete, Thiago Maia (SAN); Ferrugem (FIG)
Cartão vermelho:

GOLS: Rafael Moura, aos 3 minutos do segundo tempo.

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz (Jean Mota), Luiz Felipe e Zeca; Thiago Maia, Renato, Vitor Bueno e Lucas Lima; Ricardo Oliveira e Copete (Gabriel).
Técnico: Dorival Júnior

FIGUEIRENSE: Gatito Fernandez; Ayrton, Werley, Marquinhos (Bruno Alves) e Marquinhos Pedroso; Ferrugem (Renato), Jackson Caucaia, Elicarlos (Jefferson) e Dodô; Rafael Moura e Lins.
Técnico: Tuca Guimarães

Um comentário:

Luiz Roberto Da Silva disse...

O que esta diretoria está esperando para mandar este técnico embora, perdemos só para os time lá debaixo, jogadores fazem um grande jogo contra o vasco, e entra em campo contra o figuerense a 10 km/h. O time demora muito para sair de lá atrás, após retomar a bola, o time do Santos, espera o adversário voltar e se postar lá na defesa e fica tocando a bola... Pelo andar da carruagem, Não vamos ganhar nada este ano...Veja o técnico Cuca, o time do Palmeira tem vontade de jogar bola o nosso, acha que vai ganhar a qualquer momento e perdemos..