No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 9 de junho de 2016

D. Braz cai de rendimento em 2016 e Santos quer antecipar vinda de reforço



O afastamento do zagueiro David Braz por duas semanas para recondicionar a parte física tem um motivo – a queda de rendimento do jogador nesta temporada. Com o defensor em campo, o Santos perdeu mais jogos e sofreu mais gols em 2016.

Sem David Braz, o Santos realizou 16 jogos – foram nove vitórias, seis empates e apenas uma derrota, aproveitamento de 68,7%. Além disso, a equipe santista sofreu 13 gols em 16 jogos, média de 0,81 gol por partida.

Com o jogador em campo tudo piora. Foram 12 jogos – seis vitórias, três empates e três derrotas. O aproveitamento cai para 58,3%. Neste período, o Santos sofreu 13 gols em 12 jogos, média de 1,08 gol por jogo.

Braz falhou individualmente em vários jogos nesta temporada, mas o estopim foi o pênalti cometido em Neilton contra o Botafogo no último domingo. Apesar de não comprometer o resultado da partida, o lance mostrou que o atleta está longe da forma física ideal, pois errou o tempo de bola e cometeu a infração.

Santos tenta antecipar chegada de argentino

Nesta semana, o Santos enviou um representante a Argentina para regularizar a documentação de Emiliano Vecchio e também tentar antecipar a chegada do zagueiro Fabián Noguera, reforços já contratados pelo clube paulista.

O trio de reforços gringos do Santos – Vecchio, Noguera e Copete – só poderá entrar em campo a partir do próximo dia 20, quando abre a janela internacional de transferências. No entanto, no caso do zagueiro argentino, a situação é ainda pior. Ele só chega no dia 1º de julho, quando termina seu contrato com o Banfield.

O Santos tenta liberação do jogador antes do término do contrato, mas o péssimo relacionamento entre o pai do jogador e o clube argentino dificulta a situação para a cúpula santista.

O pai e representante de Noguera rejeitou uma proposta para deixar o clube e preferiu esperar o término do contrato para sair de graça (sem o pagamento dos direitos econômicos ao Banfield). A estratégia irritou o clube argentino e, por isso, o Santos enfrenta grandes dificuldades para liberar o zagueiro antes do dia 1º de julho.

Uol

Nenhum comentário: