No peito e na alma !

No peito e na alma !

sábado, 18 de junho de 2016

Atlético-PR marca no fim e vence o Santos na Arena da Baixada


Peixe manda duas bolas na trave, Furacão acerta uma, e gol sai apenas aos 43, com Paulo André, aproveitando falha de Paulinho na marcação

Em jogo emocionante, o Atlético-PR, jogando em casa, na Arena da Baixada, venceu o Santos por 1 a 0 com gol do zagueiro Paulo André, aos 43 minutos do segundo tempo. Furacão e Peixe tiveram algumas chances de gol e vinham parando na trave, mas o time paranaense conseguiu chegar ao gol nos minutos finais, em lance de escanteio, na partida válida pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. 

O Atlético-PR, pouco inspirado, aproveitou a falha do atacante Paulinho para fazer o gol da vitória. O jogador do Santos não subiu e até escorou Paulo André para que ele pudesse cabecear e fazer o gol do Furacão. Os dois times agora estão com 13 pontos, mas o Peixe, nos critérios de desempate, se mantém em quarto, ao menos até o complemento da rodada, neste domingo.

Atlético-PR faz gol no fim e vence o Santos por 1 a 0 (Foto: Giuliano Gomes/ Agência PR PRESS)

O Atlético-PR entra em campo novamente na quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), contra a Chapecoense, na Arena Condá. O Santos, no mesmo dia, mas às 21h45 (de Brasília), enfrenta o Fluminense no estádio Kléber Andrade. As partidas serão válidas pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.


Apesar de jogar fora de casa, o Santos teve mais posse de bola no primeiro tempo e tentou pressionar o Atlético-PR, que apostou em contra-ataques para surpreender os visitantes. Os dois times, porém, encontraram dificuldades na criação de jogadas. Os armadores Walter, do Furacão, e Léo Cittadini, do Alvinegro, não encontraram espaços para servirem os atacantes. Por isso, as melhores chances das duas equipes foram em lances rápidos e, principalmente, de fora da área. 

Depois do intervalo, o Atlético-PR conseguiu equilibrar mais o confronto e passou a ficar mais com a bola. O mesmo problema, porém, persistiu: os dois times encontravam dificuldades para chegar à área adversária. A primeira jogada criada que quase resultou em gol foi do Furacão, que só não abriu o placar com Vinicius porque Zeca, na pequena área, desviou a bola para escanteio. Pouco depois, Pablo carimbou a trave de Vanderlei num chute de primeira.

Na raça, porém, o Atlético-PR chegou ao gol, já aos 43, com Paulo André, de cabeça, aproveitando escanteio da direita.

Globoesporte.com

Nenhum comentário: