No peito e na alma !

No peito e na alma !

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Gabriel marca na estreia e celebra a atuação ao lado de 'ídolos'





O atacante Gabriel, do Santos, terminou o duelo contra o Panamá, em Denver, nos Estados Unidos, como principal atração da seleção brasileira. Um dos estreantes da noite, ao lado do lateral esquerdo Douglas Santos e do zagueiro Rodrigo Caio, todos com idade olímpica, ele acabou marcando o segundo gol do Brasil no embate e fechou o placar de 2 a 0.

Convocado pela primeira vez no jogo contra o Paraguai, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, quando foi chamado para repor a ausência de Neymar, ele entrou em um grupo que conta com Pelé, Rivaldo e diversos outros nomes importantes da história do futebol brasileiro: o daqueles que conseguiram anotar um tento justamente em seu primeiro jogo pela equipe.

"Estou muito contente, muito feliz pela estreia e o gol. Devo agradecer às pessoas que vivem ao meu redor e ao professor Dunga que acreditou em mim", comentou o jogador após o triunfo brasileiro, reconhecendo que não via a hora de poder atuar ao lado de nomes mais antigos do elenco.

"Estou aqui para ajudar, tem grandes jogadores, vários são meus ídolos, hoje (domingo) joguei ao lado de Daniel Alves, Kaká, caras que eu sempre assisti pela televisão e agora estão no mesmo time que eu. Fico muito feliz de poder encontrá-los", contou, reconhecendo que dificilmente vai se esquecer do dia 29 de maio de 2016. "Vou rever esse gol milhares de vezes", prometeu.

O jogador agora busca uma vaga de titular na disputa com Jonas, escolhido para ser o centroavante titular e autor do primeiro gol do triunfo. Além deles, Hulk foi o outro atacante utilizado por Dunga, que perdeu Ricardo Oliveira antes do embate por conta de uma lesão no joelho direito.

O atleta e o Brasil agora se concentram na disputa da Copa América Centenário, com estreia marcada para o dia 4 de junho, sábado, na cidade de Pasadena. O duelo contra o Equador está marcado para as 23h (de Brasília) e abre a disputa no grupo B, que ainda conta com Peru e Haiti.

ESPN

Nenhum comentário: