No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 8 de maio de 2016

Com golaço de Ricardo Oliveira, Santos vence o Audax e conquista o título paulista

Time de Osasco não se intimida na Vila Belmiro, mas Peixe suporta pressão e fatura o campeonato estadual

RESUMÃO

O JOGO

Depois de o Audax assombrar os outros três grandes clube do estado, coube ao Santos mostrar que história e camisa ainda pesam. Em sua oitava final seguida de Campeonato Paulista, o Peixe precisou de humildade para mudar sua forma de jogar e frear a surpreendente equipe de Osasco. Trocou a pressão que sempre coloca nos adversários na Vila Belmiro pelos contra-ataques. E funcionou com precisão. Com uma arrancada espetacular e um golaço, Ricardo Oliveira garantiu a vitória por 1 a 0 e o 22º título do clube do litoral.


90 MINUTOS

Quem se acostumou a ver o Santos sufocando os rivais em casa se assustou. O Audax controlou boa parte do jogo sem se intimidar com o estádio lotado, mas não teve poder ofensivo para marcar. Chegou perto com uma bola na trave de Tchê Tchê e outra no travessão de Ytalo. Faltou, talvez, um Ricardo Oliveira para decidir. A responsabilidade de comandar a equipe ficou para o veterano centroavante depois que Lucas Lima voltou a sentir dores no tornozelo direito e foi substituído ainda aos 25 minutos da etapa final. Aos 44, após bela jogada de Vitor Bueno, Ricardo disparou como um menino, colocou a bola entre as pernas de Bruno Silva e fez um golaço. O Santos ainda correu muito para suportar a pressão no segundo tempo, teve um gol de Joel mal anulado e...ufa! É campeão!


ESQUENTOU

No primeiro tempo, Gabriel reclamou de uma marcação do auxiliar. Em cima do lance, Raphael Claus foi para cima do atacante para repreender o santista.


NA HISTÓRIA

O Santos deixa o São Paulo para trás e passa a dividir com o Palmeiras o segundo lugar em número de títulos paulistas. O Peixe soma agora 22 taças, uma a mais que o clube do Morumbi. O Corinthians segue em primeiro, com 27.


GRANDE CAMPANHA

O Audax jogou como time grande na Vila Belmiro. Aliás, a campanha histórica da equipe de Fernando Diniz não diminui com o vice-campeonato estadual. Com posse de bola, troca de passes e muita movimentação, o clube de Osasco não se intimidou contra os grandes e quase fez a trinca no Paulistão (venceu o Palmeiras na primeira fase e eliminou São Paulo e Corinthians no mata-mata).


ELE É O CARA

Aos 36 anos, Ricardo Oliveira foi o cara da decisão. Capitão do Santos, ele mostrou fôlego para arrancar em contra-ataque, habilidade para dar lindo drible no marcador e frieza de artilheiro para marcar de bico o gol do título santista. Ídolo do Peixe, o atacante quase deixou a Vila Belmiro no fim de fevereiro após receber proposta do futebol chinês.


ATUAÇÕES


CHORO DE CAMPEÃO

Lucas Lima conseguiu ficar em campo apenas 25 minutos. O meio-campista fez um teste no gramado da Vila Belmiro para saber se tinha condições de atuar e apareceu na escalação. Mas, com a bola rolando, ficou nítido de que o Peixe não poderia contar com seu principal jogador de criação. Pouco depois da metade do primeiro tempo, ele voltou a sentir dores no tornozelo direito e deixou o gramado chorando.


Globoesporte.com

Nenhum comentário: