No peito e na alma !

No peito e na alma !

sábado, 14 de maio de 2016

Cazares comanda reservas do Galo e é decisivo contra o Santos em estreia


Equipe alternativa do Atlético-MG derrotou, por 1 a 0, o atual bicampeão paulista, 
que jogou desfalcado, no Independência

O Atlético-MG venceu o Santos, por 1 a 0, no Independência, na noite deste sábado. No estádio onde o Galo não costuma perdoar os rivais, o placar é ainda mais comemorado pela torcida pelo fato de o time ter jogado com uma formação reserva, diante do atual bicampeão paulista.

Tudo bem que o Peixe estava desfalcado de Lucas Lima e Ricardo Oliveira, reforços consideráveis em qualquer time do país. E também não pode contar com Joel (com caxumba), Patito Rodríguez e Neto Berola (que estão em fim de contrato e não vão renovar). Mas o Galo atuou sem nenhum jogador que começou o jogo pela Libertadores no meio de semana, contra o São Paulo.

O gol foi de Cazares (veja no vídeo acima). Justamente quem a torcida e o técnico Diego Aguirre mais esperavam ver em campo, pensando no duelo da volta contra o Tricolor, na próxima quarta-feira. E viram. O equatoriano mostrou que não pode ser reserva. Se for titular, tem chances de decidir o jogo - como fez no Horto.

O Santos teve apenas Gabriel como figura de destaque. Mesmo sem levar perigo ao gol de Uilson, o jovem atacante lutava sozinho entre os defensores atleticanos e sempre despertava a atenção dos adversários.

O jogo

Para o Atlético-MG, a partida era uma espécie de laboratório para saber com quem o técnico Diego Aguirre poderá contar para substituir Júnior Urso, Rafael Carioca e, talvez, Robinho, no duelo contra o São Paulo, pela Libertadores. Mas Cazares mostrou que não precisa de teste.

Se já na estreia com a camisa do Galo ofuscou Robinho, que também estreava pelo clube, na vitória por 1 a 0, sobre o Del Valle. Contra o Santos o meia precisou de apenas 15 minutos para dizer ao treinador que pode contar com ele para a decisão das quartas de final da Libertadores.

Ao sair cara a cara com Vanderlei, Cazares só teve o trabalho de tirar do goleiro e tocar no alto para fazer o primeiro gol do Galo no Brasilerão. O Santos sentiu muito a falta de Lucas Limas e Ricardo Oliveira, machucados.

O time reserva do Atlético-MG fazia uma partida equilibrada. Já o Santos sofria com a falta de armação de jogadas para o sempre perigoso Gabriel. Dorival Júnior ainda promoveu a estreia no profissional do jovem Matheus Nolasco. E deu ofensividade com Maxi Rolon e Serginho. Mas viu o Atlético-MG somar os três pontos na estreia do Brasileiro.

Cazares comemora com Gabriel gol em cima do Santos (Foto: Bruno Cantini /Flickr do Atlético-MG)

Globoesporte.com

Nenhum comentário: