No peito e na alma !

No peito e na alma !

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Santos descarta comprar direitos de Lucas Lima e rebate meia sobre gratidão


O Santos recentemente descartou uma proposta para comprar parte dos direitos econômicos do meia Lucas Lima, mais especificamente 10%, que pertencem ao ex-empresário do atleta, Edson Khodor. Em reunião, a cúpula alvinegra achou melhor investir em um 'reforço de fora' do que apostar em um lucro futuro com o seu camisa 20.

O clube paulista só possui 10% dos direitos econômicos de Lucas Lima. A maior parte pertence ao grupo de investidores maltês, Doyen Sports, que detém 80% dos direitos econômicos do meio-campista da seleção brasileira.

"Não é o momento (comprar porcentagem do Lucas Lima). Nós discutimos em arbitragem essa participação, mas é algo que vai legar algum tempo para se resolver", afirmou o presidente Modesto Roma.

O mandatário santista também rebateu os últimos discursos de Lucas Lima na mídia. O camisa 20 alega que, caso chegue alguma proposta da Europa, o Santos precisa liberá-lo por gratidão.

Segundo o meia, o clube paulista precisa trazer a memória o fato dele não acionar a Justiça para deixar o clube no início de 2015, quando Aranha, Arouca, Mena e Leandro Damião acionaram o clube judicialmente por causa de salários atrasados.

"Eu comentei a posição do Santos com o empresário e o pai dele. Eu acho que não é uma questão de gratidão ou não gratidão. Eu sou grato ao Lucas Lima pelo futebol que ele joga. Como eu sou grato ao Pelé, como eu sou grato ao Robinho, como eu sou grato ao Neymar e tantos outros craques. Mas, nós não estamos falando de reconhecimento. Isso tudo a torcida do Santos tem. Mas nós temos também de ter respeito pelo nosso torcedor, pelo contrato que temos e com a participação do atleta em uma possível negociação e com a participação do Santos. Não é uma questão de gratidão. È uma questão de respeito a condição do clube e ao contrato que o clube tem. Nós temos de respeitar o nosso associado, temos de ter gratidão a nossa torcida", afirmou Modesto.

"Eu não vejo a questão do Lucas como uma questão de gratidão. A questão da Justiça ou não Justiça é coisa do passado. É página virada no Santos. Hoje, o Santos paga todos os salários em dia, todas as luvas em dia, a imagem toda em dia. Por isso, nós temos um contrato, que nós respeitamos, e os atletas respeitam o Santos. Não é questão de gratidão", completou.

Lucas Lima recebeu sondagens do PSG, da França, mas nenhuma proposta oficial chegou ao Santos pelo atleta. No ano passado, o atleta recusou ofertas do Porto, de Portugal, e do Torino, da Itália, além de uma proposta do futebol chinês neste ano.

Uol

Nenhum comentário: