No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 10 de abril de 2016

'Mistão do Santos' vence Audax de virada e mantém invencibilidade na Vila



O Santos entrou em campo com sete desfalques e venceu o Audax, de virada, por 2 a 1, neste domingo, na Vila Belmiro, em jogo válido pela última rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista. Com isso, o "mistão santista" manteve a invencibilidade do time atuando em seu alçapão.

No Paulistão, a invencibilidade da equipe santista em sua casa é 'assustadora' para os rivais. A última derrota em estaduais ocorreu contra o Palmeiras, em 3 de abril de 2011, quando os santistas perderam por 1 a 0, com gol de Kleber Gladiador, pouco antes de o técnico Muricy Ramalho assumir o cargo em que ficou até o primeiro semestre de 2013.

Os gols do Santos foram marcados por Léo Cittadini e Ronaldo Mendes, que entrou aos 41 minutos do segundo tempo e marcou o gol da vitória santista um minuto depois. Wellington abriu o placar para o Audax com um golaço.


O Santos só cumpriu tabela na última rodada do Paulistão, pois já havia assegurado a primeira colocação do Grupo A e também a segunda melhor campanha da competição. O alvinegro praiano terminou a fase de grupos com 32 pontos e só está atrás do Corinthians na classificação geral do Estadual. No próximo domingo, o Santos encara o São Bento, pelas quartas de final, na Vila Belmiro. 
FICHA TÉCNICA - SANTOS 2 X 1 AUDAX

Data e horário: 10 de abril de 2016, às 16h (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Rafael Gomes Felix da Silva.
Auxiliares: Vitor Carmona Metestaine e Leandro Fernandes Rodrigues.
Renda: R$ R$ 114.150,00.
Público: 12.368 pessoas.

GOLS:
Santos: Léo Cittadini, aos 13 minutos do primeiro tempo, e Ronaldo Mendes, aos 42 do segundo tempo.
Audax: Wellington, aos 43 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos: Zeca (Santos); Sidão, Gabriel Nunes e Tchê Tchê (Audax).

Santos: Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe (Ronaldo Mendes), David Braz e Zeca; Léo Cittadini, Vitor Bueno (Joel), Rafael Longuine e Lucas Lima; Patito (Serginho) e Ricardo Oliveira.
Técnico: Dorival Júnior.

Audax: Sidão; Francis (Bruno Lima), Yuri, Gabriel Nunes (Renan) e Velicka; Tchê Tchê, Henrique (Samoel), Rodolfo e Mike, Ytalo e Wellington.
Técnico:Fernando Diniz.

COMO FOI O JOGO
Primeiro tempoO primeiro tempo foi bastante movimentado devido a postura ofensiva de Santos e Audax. No entanto, os visitantes foram melhores. Ítalo e Henrique tiveram boas chances de abrirem o marcador, mas o goleiro Vanderlei realizou duas grandes defesas. O Santos, por sua vez, só chegada ao gol do Audax em jogadas pelo lado direito, construídas por Lucas Lima e, principalmente Victor Ferraz. Mas o “último passe”, que sempre procurava o atacante Ricardo Oliveira, deixava a desejar. O Santos também demonstrou fragilidade defensiva por atuar com dois volantes improvisados, já que Longuine e Léo Cittadini são meias de origem. Aos 43 minutos, o Audax abriu o marcador com um golaço. Wellington driblou dois marcadores – Ferraz e Luis Felipe – e chutou forte, rasteiro, na saída de Vanderlei, para fazer 1 a 0.

Segundo tempo
O Santos melhorou no segundo tempo e empatou o jogo logo no início. Aos 12 minutos, Ricardo Oliveira fez boa jogada e tocou para Léo Cittadini, que chutou de primeira, forte, no ângulo do goleiro para "colocar" a equipe santista na partida. Samoel quase marcou, de cabeça, para o Audax, após cobrança de falta de Rodolfo. A bola passou bem perto do gol de Vanderlei. O Santos só voltou a assustar em chute de Serginho, que bateu cruzado de fora área e a bola saiu pela linha de fundo. A partida "esfriou" um pouco, e a torcida santista pediu a entrada de Joel. Dorival atendeu e colocou o camaronês no lugar de Vitor Bueno. No entanto, no finalzinho, foi Ronaldo Mendes que decretou a vitória do Santos. O meia recebeu passe de Victor Ferraz e chutou forte de perna esquerda.

DESTAQUES
Sete desfalques
Thiago Maia, Gustavo Henrique, Gabriel Barbosa e Elano, suspensos, e Alison, Paulinho e Renato, lesionados, desfalcaram o Santos no duelo contra o Audax.

MELHORES
Léo Cittadini, Santos
O jovem evoluiu durante o jogo e foi o responsável por inciar a reação do Santos com um belo gol.

PIORES
Patito Rodríguez, Santos
O argentino não causou nenhum perigo ao Audax. Foi inofensivo no ataque e na marcação e, por isso, foi substituído por Serginho.

Uol

Nenhum comentário: