No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Antes de clássico na Vila, santistas e palmeirenses diminuem provocações


Jogadores aceitam brincadeiras, mas tentam controlar ânimos antes da semifinal do Paulistão, que será disputada em jogo único, no domingo, às 16h (de Brasília)

Palmeiras e Santos protagonizaram clássicos intensos durante toda a temporada de 2015. No total, foram sete partidas – com quatro vitórias alvinegras e três triunfos alviverdes –, um título para cada e muita provocação de ambos os lados. No próximo domingo, os rivais voltam a se enfrentar em um duelo decisivo, valendo uma vaga na final do Campeonato Paulista. Mas, desta vez, os ânimos acirrados parecem ser uma preocupação a mais para as equipes.

Questionados sobre a rivalidade aguçada pelas recentes polêmicas, os atletas têm tentado amenizar o assunto no dia a dia do CT Rei Pelé, na Baixada, e da Academia de Futebol, na Capital.

– Acho que, se existir provocação do outro lado, não temos de entrar nessa. Quem tem a perder somos nós. Sabemos da nossa qualidade, que é maior do que a do Palmeiras. E por estarmos dentro de casa, sabemos que vamos procurar mais o jogo, implantar o nosso ritmo. Sabemos que vai ser um jogo complicado, mas que, se estivermos bem preparados, temos tudo para chegar a mais uma final – afirmou o zagueiro Gustavo Henrique, do Peixe.

– Tudo vale quando se está dentro de campo. Saiu de campo, não pode ter isso de rival. Dentro de campo temos de nos respeitar ao máximo. Nosso time está preparado para fazer um grande jogo – completou o palmeirense Dudu.

No ano passado, Thiago Martins foi emprestado ao Paysandu e, de longe, acompanhou as decisões entre palmeirenses e santistas. Titular da defesa do Verdão neste domingo, o zagueiro diz que o fator extra-campo serve apenas para motivar mais.

– Eu acompanhei algumas coisas, mas não estava presente. Prefiro deixar para quem estava presente. Neste ano, a provocação só instiga um jogo melhor, mais pegado. No futebol, não tem problema nenhum, com respeito. Isso só instiga um futebol melhor e com vontade. Ele (Lucas Lima) provocando de lá, quero marcá-lo melhor. Isso é ótimo – disse o palmeirense.

Lucas Lima virou alvo dos palmeirenses por tê-los provocado nas redes sociais, após a derrota do Verdão para o Água Santa e também depois da eliminação do rival na Taça Libertadores da América. Para domingo, porém, nada de polêmica e muito respeito.

– É uma brincadeira sadia. O Lucas, com certeza, não quis ofender ninguém, nem os torcedores do Palmeiras. Apenas deu uma cutucada, que é normal no futebol, é o que dá graça. Senão, o futebol fica muito chato. Mas, em campo, é outro jogo. O Lucas, com certeza, vai estar focado – defendeu o zagueiro Gustavo Henrique.
Globoesporte.com

Nenhum comentário: