No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 15 de março de 2016

Santos supera ímpeto do XV para vencer terceira seguida e assumir liderança geral



Nhô Quim controla as ações a maior parte do tempo, mas Peixe aproveita momento de descuido para fazer com Gustavo Henrique, em cruzamento de Lucas Lima; resultado amplia abismo entre os times

O JOGONA MEDIDA

O Santos venceu novamente por 1 a 0. Mas se contra o Água Santa, no fim de semana, o placar ficou barato diante do volume de jogo do Peixe, o resultado desta terça-feira à noite, no Barão da Serra Negra, foi lucro. Em jogo antecipado da 11ª rodada do Campeonato Paulista, o XV de Piracicaba foi superior a maior parte do tempo, mas bastou um descuido com Lucas Lima para o meia decidir. Foi dele a jogada do gol de Gustavo Henrique que garantiu o terceiro triunfo consecutivo do Santos, agora novo líder geral do estadual. 


DESTAQUEA TABELA

O resultado aumenta o abismo entre as situações dos times. Enquanto o Santos chega aos 21 pontos, passando o Corinthians na tabela unificada (o corinthians, com um jogo a menos, tem 20) e aumentando a vantagem na ponta do Grupo A, o XV de Piracicaba se complica com a segunda derrota consecutiva.

Estacionado nos 11 pontos, tem um a mais que o Botafogo-SP, que abre a degola, mas com uma partida a mais que o concorrente. Em termos de classificação à próxima fase, a disputa no Grupo C ainda está embolada, mas será preciso secar Ferroviária, São Paulo e Audax para seguir no páreo. 

AGENDA

As equipes voltam a campo no fim de semana. No sábado, o XV terá pela frente o Novorizontino, fora de casa, às 16h30, em duelo direto contra a degola. Já o próximo compromisso do Santos está marcado para domingo, quando visita o Rio Claro, a partir das 19h30. 

PANORAMA DO JOGO

Seria clichê dizer que a vitória do Santos foi injusta. É bem verdade que o XV de Piracicaba, com um ritmo intenso, foi superior a maior parte do tempo, principalmente na etapa inicial, e teve duas chances claras de abrir o placar com Oswaldo, pelo alto, antes de Gustavo Henrique aparecer na segunda trave e completar cruzamento na medida de Lucas Lima, colocando o Peixe na frente. Diante do cenário, não dá para falar em justiça. Mas a eficiência santista, na única vez em que Lucas Lima teve certa liberdade para criar, torna injusta a definição de injustiça para a vantagem santista. A chuva alterou o panorama do segundo tempo. Com o campo pesado, o Nhô Quim manteve o controle das ações, mas já sem o mesmo ímpeto. A insistência nos cruzamentos laterais facilitou a vida da defesa santista, que segurou as investidas do XV até o fim, sem nenhuma chance clara para nenhum dos lados. 


DILÚVIO

A chuva castigou o gramado do Barão da Serra Negra, principalmente no segundo tempo. Além do temporal, o vento forte incomodou todos que estavam no estádio e prejudicou o nível da partida. O jeito foi deixar a técnica de lado e ir na base da raça. Como precisava criar para buscar o empate, o XV foi quem mais sentiu. Tanto que pouco ameaçou a meta de Vanderlei depois do intervalo.

Nenhum comentário: