No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 3 de março de 2016

Gabriel defende R. Oliveira e avisa: “Ele vai fazer gol no clássico”



Ricardo Oliveira voltou a trabalhar com o grupo santista nesta quinta-feira. Depois de ficar três dias fazendo fisioterapia e reforço muscular para sanar um incômodo no joelho, o jogador de 35 anos treinou no campo e mostrou que não deve ser problema para o clássico deste domingo, contra o Corinthians. Ainda sem conceder entrevista à imprensa desde o fim da polêmica negociação frustrada para o futebol chinês, o camisa 9 viu Gabriel sair em sua defesa.

“O ambiente é ótimo. Brincadeiras, amizade. Um ajuda o outro. Ninguém está de mal. Ricardo é o nosso capitão. Ele é um exemplo. Se ficou, é porque quer ficar também. Nosso capitão, nosso ídolo. Corpo mole não existe. 35 anos com passagens por grandes clubes, Seleção… nosso ambiente é bom e tranquilo”, ressaltou o jovem atacante.

Como Oliveira deixou claro que permaneceu no Peixe contra sua vontade, criou-se uma dúvida sobre como seria sua reação em campo diante da decepção por ter perdido um contrato que previa salário de R$ 1,4 milhão. Gabriel, além de confiar no profissionalismo do companheiro, ainda apostou.

“Eu acho que o Ricardo vai fazer gol, como faz em todos os clássicos”, cravou. “Não podemos julgá-lo. Ele é espetacular. Exemplo dentro e fora de campo. Não percebi isso (desmotivação em campo). Ele sentiu dor no joelho e saiu”, comentou, lembrando a derrota para o Red Bull Brasil, quando o centroavante acabou substituído ainda no intervalo.

O Santos tenta a todo custo acabar com qualquer pendência ou assunto que possa gerar um clima desfavorável para o duelo das 16h deste domingo, na Vila Belmiro. O presidente Modesto Roma Júnior se reunião com o grupo, ouviu os atletas, bancou Dorival Júnior e prometeu pagar os dois meses de salários atrasados. Agora, são os jogadores que tentam acabar com qualquer dúvida que paire sobre o time. Por isso, Gabriel evita discordar do que já foi decidido e reitera sua confiança no artilheiro do país em 2015.

“Decisão do presidente. Não podemos dar palpite. Temos que jogar futebol. Fiquei muito feliz pela permanência. Ele está contente. É o último a sair do campo, batendo falta, pênalti. É nosso jogador e vai fazer gol no clássico”, reforçou.

E a aposta de Gabriel faz sentido, já que na última temporada Ricardo Oliveira marcou 14 gols em clássicos. Só em cima do Corinthians, adversário deste domingo, o camisa 9 do Peixe foi às redes três vezes.

Gazeta Esportiva

Nenhum comentário: