No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 15 de março de 2016

Enfim, sem dor, Gabigol luta para acabar com jejum contra "time indigesto"


O Santos que apresenta sinais de evolução precisará superar novas dificuldades para conseguir uma inédita série de três vitórias consecutivas na temporada nesta terça-feira, diante do XV de Piracicaba, às 19h30 (de Brasília), no estádio Barão de Serra Negra, em jogo antecipado da 11ª rodada do Campeonato Paulista.

A principal delas envolve o setor ofensivo. Sem o centroavante Ricardo Oliveira, poupado pelo técnico Dorival Júnior, as esperanças recaem sobre Gabriel Barbosa.

O problema é que Gabigol não marca desde 13 de fevereiro, no empate por 3 a 3 diante do Novorizontino, fora de casa. Desde então, já são cinco jogos, ou 463 minutos, sem balançar as redes.

Gabriel já enfrentou um jejum maior na carreira. Em 2014, com a chegada do técnico Enderson Moreira, o camisa 10 atingiu dez jogos sem gols e começou um processo de baixa no clube até a vinda de Dorival Júnior.

"Nosso time vem crescendo. [Sábado] foi meu primeiro jogo sem dor. Estava com dores muito fortes, mas, graças a Deus, melhorou. Pude me movimentar bem, criar chances. Eram algumas dores normais, mas que estavam me incomodando bastante. Vinha jogando com injeção e remédio sempre", explicou o atacante.

Dorival é o responsável direto pelo novo momento de Gabriel no Santos. Apostou no jogador que virou, no último ano, o principal goleador em sua segunda passagem pela Vila Belmiro. Atuar bem também serviria para afastar as sombras no elenco.

O camaronês Joel, possível substituto de Oliveira, tem concorrência para herdar a vaga apesar do forte apelo de parte da torcida pelos dois gols e uma assistência no triunfo por 4 a 1 contra o Mogi Mirim, no último dia 25.

A dúvida surge após a boa atuação do meia Rafael Longuine, responsável pelo gol que deu a vitória por 1 a 0 ao Santos no sábado, diante do Água Santa, no Pacaembu. Lucas Lima, que cumpriu suspensão, volta à equipe.

XV preocupa

Além da preocupação com o seu jovem talento em campo, o Santos ainda tem um time indigesto historicamente. Empatou as últimas quatro vezes em que jogou em Piracicaba: 2012, 2010, em um amistoso com o próprio Dorival, 1995 e 1993. O último triunfo aconteceu em 1991.

Além disso, o clube alvinegro só venceu seis de 22 jogos disputados no estádio, tropeçando até mesmo no final da década de 60 e início de 70, ainda na era liderada por Pelé no clube.

A equipe do interior, no entanto, não tem bom aproveitamento como mandante esse ano, só fez quatro de 15 pontos disputados, e espera reagir.
Entenda o jejum de gols do atacante Gabriel Barbosa:

13/2 – Novorizontino 3 x 3 Santos – Jorjão – 40 minutos
20/2 – Palmeiras 0 x 0 Santos – Allianz Parque – 95 minutos
25/2 – Santos 4 x 1 Mogi Mirim – Pacaembu – 76 minutos
28/2 – Red Bull Brasil 2 x 0 Santos – Martins Pereira – 95 minutos
6/3 – Santos 2 x 0 Corinthians – Vila Belmiro – 87 minutos
12/3 – Santos 1 x 0 Água Santa – Pacaembu – 70 minutos

Ficha Técnica: XV de Piracicaba x Santos-SP

Data e horário: 15/03/2016, às 19h30 (de Brasília)
Local: Estádio Barão de Serra Negra, em Piracicaba
Arbitragem: Alessandro Darcie
Auxiliares: Mauro André de Freitas e Evandro de Melo Lima

XV de Piracicaba: Bruno Brígido; Daniel, Fábio Sanches, Dão e Thiago Carleto; Magal, Clayton, Diney e Henrique Santos; Fabinho e Rivaldinho
Técnico: Narciso

Santos: Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique, Zeca; Thiago Maia, Renato, Lucas Lima, Serginho, Gabriel Barbosa; Joel (Longuine).
Técnico: Dorival Júnior

Uol

Nenhum comentário: