No peito e na alma !

No peito e na alma !

sábado, 19 de março de 2016

Convocações empolgam jogadores do Peixe, mas deixam Dorival irritado


Nesta sexta-feira, o Santos celebrou o fato de cinco jogadores terem sido convocados para defender o Brasil tanto nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 quanto em amistosos preparativos para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Após a partida deste domingo, contra o Rio Claro, Ricardo Oliveira, Lucas Lima, Gabriel, Zeca e Thiago Maia viajam e só retornam dia 30. Assim, O Peixe não terá a base de sua equipe titular contra o São Paulo, dia 27, na Vila Belmiro.

“Para o clube é bom, mas para nós é terrível. Você perde meio time para um clássico, não tem como treinar. É complicado”, esbravejou Dorival Júnior, de passagem pelo campo 2 do CT Rei Pelé, enquanto seus comandados davam entrevistas à imprensa empolgados com a oportunidade de ser a Seleção.

“O Dorival está 100% com a razão. É difícil para ele perder cinco titulares, sabendo de um jogo contra um grande time, que é o São Paulo. É calendário, agenda, não temos que entrar neste mérito. Para nós é uma alegria imensa. Hoje vocês viram aqui, cinco jogadores na Seleção Brasileira. Para o clube, para quem está vendo, pensa um pouco: ‘alguma coisa de bom está acontecendo no Santos’. Mas para o treinador não é legal”, avaliou o capitão Ricardo Oliveira.

Os cinco convocados do Peixe não vão enfrentar o São Paulo, dia 27, na Vila Belmiro (Foto: Ivan Storti)

“Deveria ter uma consciência de quem organiza o campeonato. O professor Dorival vai ter que se virar para escalar o time, mas, quem entrar vai dar conta do recado”, amenizou Lucas Lima, um dos mais motivados em defender o Brasil contra o Uruguai, dia 25, em Pernambuco, e diante do Paraguai, dia 29, em Assunção.

Gabriel, Thiago Maia e Zeca participarão de dois amistosos contra Nigéria, em Cariacica (ES), e África do Sul, em Maceió (AL), dias 24 e 27, respectivamente. Essa deve ser a última oportunidade dos santistas mostrarem serviço antes da convocação final para os Jogos Olímpicos.

“Acho que é uma situação inusitada, né? Para o jogador não tem como falar que é ruim. É um clássico, mas você também está indo para a Seleção. É um sonho jogo muito grande, poder jogar as Olimpíadas. Estamos terminando nosso trabalho de preparação. São dois grandes amistosos. Claro que o Santos não vai parar por causa dos cinco jogadores que vão perder. Tem gente para suprir as ausências”, explicou Gabriel, tentando minimizar o problema de Dorival Júnior.

“Não me empolgo muito. Estou com os pés no chão. Estou pensando aqui. Mas quando estiver lá, vou pensar. Agora, o foco é aqui”, ponderou Zeca, pregando total respeito ao Peixe e até evitando de falar da Seleção antes da partida deste domingo, em Rio Claro. Já Thiago Maia vê a convocação como mais um passo na carreira.

“Cada ano que passa Deus surpreende. Eu vou fazer cinco anos no Santos e foram cinco anos abençoados. Cheguei no Santos, sempre joguei categoria acima. Cheguei no Sub-15, já fui para o Sub-17, depois Sub-20 e profissional. Então, cada ano está sendo um ano bem diferente para mim”, disse o volante, sem esconder que satisfação em ser convocado encobre a preocupação com o clássico contra o São Paulo.

A Tribuna

Nenhum comentário: